Câmaras de Inteligência Artificial podem ser a solução para evitar tiroteios

Câmaras de videovigilância com Inteligência Artificial podem ser a solução para pôr um fim aos tiroteios. Esta tecnologia é capaz de detetar armas de fogo e avisar logo de seguida as autoridades.

Com as dificuldades em encontrar um consenso político em relação ao controlo de armas de fogo nos Estados Unidos, uma nova solução é requerida. A Inteligência Artificial, entre as suas muitas utilidades, pode também desempenhar um papel crítico para travar os tiroteios em massa que têm assombrado, principalmente, os norte-americanos.

Empresas como a Athena Security e a Aegis AI são criadoras de tecnologias capazes de identificar armas de fogo e, imediatamente, alertar a polícia. Além disso, esta tecnologia de Inteligência Artificial não é somente aplicada para evitar tiroteios, mas também para ajudar a acabar com a violência com armas em geral.

A Athena Security usa um sistema de deteção de movimento de objetos para saber quando um criminoso puxa de uma arma de fogo. Em apenas uma questão de segundos, as autoridades ou a empresa de segurança privada é alertada. A tecnologia da Athena pode ser aplicada em qualquer CCTV, não sendo por isso necessário equipamento especializado.

(dr) Athena Security

“Enviamos um alerta eletrónico para o 112 e eles têm um link e veem exatamente o que está a acontecer durante o crime”, explica Lisa Falzone, co-fundadora da empresa. “Muitas forças policiais testaram a tecnologia. Criamos um algoritmo realmente preciso para alcançar mais de 99% de precisão“.

Entre as várias entidades que já usam esta tecnologia, está uma bem familiar: a mesquita de Al-Noor, em Christchurch, na Nova Zelândia. Em março, pelo menos 49 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após uma ataque a duas mesquitas na Nova Zelândia, sendo uma delas a de Christchurch. Algumas escolas também já adotaram o sistema.

Para Falzone, todos os segundos contam e a forma como a polícia recebe as informações, hoje em dia, é através de muito pânico. “As pessoas ligam para o 112, e ficam a pensar que são várias lojas e não têm ideia de onde está o atirador e demoram muito tempo a encontrá-lo”, explicou.

“Dar à polícia informações precisas é tão crítico para o tempo de resposta. Cada segundo conta. Se você conseguir que a polícia chegue 30 segundos mais rápido, vidas serão salvas”, disse, citada pelo Fast Company.

David Chipman, da Giffords Law Center to Prevent Gun Violence, uma firma de advocacia que apela ao controlo de armas de fogo, partilha a mesma opinião e visiona uma câmara de deteção de armas, a que chama de “detetor de metais 3.0”. Escolas, empresas, estádios, centros comerciais e muitos outros poderiam beneficiar desta tecnologia.

“Temos que ter tecnologias que ajudem a policia a prevenir crimes em vez de responder depois de acontecerem”. No entanto, reconhece que há problemas com esta tecnologia. Algumas pessoas de estados norte-americanos que permitem o porte oculto de armas de fogo poderiam alegar que estes sistemas de deteção são uma invasão à sua privacidade.

Outro dos problemas poderá ser a nível financeiro. Enquanto cidades como Nova Iorque têm um orçamento capaz de instalar esta tecnologia em vários espaços, outras cidades não conseguiriam cobrir esse investimento. “Alguém vai ter de passar este cheque”, atirou Chipman.

Por enquanto, apesar de algumas empresas e outros espaços já adotarem esta tecnologia, conseguir a sua implementação mais globalizada é ainda um desafio, até mesmo dentro dos Estados Unidos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Paços 3-2 Porto | “Castor” épico tomba “dragão” com pés de pau

Surpresa na Capital do Móvel. O campeão nacional FC Porto foi a Paços de Ferreira averbar a segunda derrota nesta Liga NOS, saindo com um resultado desfavorável de 3-2. Num terreno tradicionalmente difícil – os “dragões” …

Teoria da Relatividade de Einstein observada em estrelas distantes

O que é que Albert Einstein, o GPS e um par de estrelas a 29.000 anos-luz da Terra têm em comum? A resposta é um efeito da Teoria Geral da Relatividade de Einstein chamado "desvio gravitacional …

Encontrada possível localização do gigante Snow Cruiser. Está perdido na Antártida há 60 anos

O Snow Cruiser era um veículo de exploração enorme enviado ao Pólo Sul em 1939 que ficou preso após desembarcar na Antártida e foi abandonado alguns anos depois. Redescoberto sob vários metros de neve e gelo …

Mbappé tem uma "mancha" na Liga dos Campeões

Números invulgares do avançado do PSG, que em 2020 ainda não marcou qualquer golo no torneio europeu. Pires e Rami falaram sobre o seu futuro. Kylian Mbappé. Visto por muita gente como o melhor avançado do …

Administração de Nixon recebeu um Nobel por um cessar-fogo que não existiu

O prémio Nobel da Paz foi atribuído em 1973 ao secretário de Estado da Administração de Richard Nixon, e seu assessor de segurança nacional, Henry Kissinger, e ao político vietnamita Le Duc Tho. As duas personalidades foram …

Cidade usa satélite para medir poluição luminosa (e os candeeiros de rua não são o maior problema)

As cidades do mundo desperdiçam uma grande quantidade de eletricidade - e dinheiro - ao deixar ligadas luzes brilhantes durante a noite toda. Porém, os candeeiros de rua não são os maiores culpados. Uma experiência de …

Prevenir uma futura pandemia pode estar dependente de apenas três medidas (e podem ser aplicadas já)

Até 70% das doenças infecciosas que surgiram nos humanos nos últimos 30 anos tiveram origem em animais e foram causadas por patogénicos originados em animais domésticos ou selvagens. Agora, um relatório lança aos princípios básicos …

"Não se torne um fantasma real". Coreia do Sul teme aumento de casos devido ao Halloween

A Coreia do Sul teme que as festividades do Halloween levem a um aumento de casos de covid-19 no país. Assim, para evitar que tal aconteça, investiram numa campanha de informação pública para apelar aos …

Trump Jr. diz que as mortes por covid-19 se reduziram a "quase nada". Têm morrido 1.000 pessoas por dia

Donald Trump Jr., o filho mais velho do Presidente norte-americano, afirmou esta quinta-feira que a taxa de mortalidade por covid-19 caiu para "quase nada nos Estados Unidos", num dia em que o país registou quase …

Agentes russos terão oferecido a ajuda de 10 mil soldados aos separatistas catalães

Alegados agentes russos terão oferecido à Catalunha a ajuda de 10 mil soldados durante a sua tentativa de independência da Espanha, em 2017, relataram na quarta-feira meios de comunicação espanhóis e europeus. As denúncias baseiam-se em …