Câmara assume responsabilidades na degradação do Parque das Nações

Google Maps

-

O vice-presidente da Câmara de Lisboa, Duarte Cordeiro, admitiu que a autarquia tem responsabilidades na degradação do espaço público da freguesia do Parque das Nações, garantindo que estão previstos investimentos de recuperação destes espaços.

Durante a assembleia de freguesia extraordinária do Parque das Nações, que decorreu na noite desta segunda-feira e se prolongou pela madrugada de hoje, no auditório Mar da Palha do Oceanário de Lisboa, o autarca fez questão de marcar presença na sessão por considerar que, “por um lado, é muito importante, abertamente, discutir o futuro do Parque das Nações e, por outro lado, é para assumir responsabilidades“.

“Para assumir responsabilidades, ou seja, acho que nestas coisas a culpa não pode ficar solteira e entendo que grande parte das responsabilidades do que aconteceu [ao Parque das Nações] foram da Câmara Municipal de Lisboa”, afirmou o vice-presidente da autarquia, dirigindo-se a uma plateia de mais de uma centena de moradores deste bairro.

Duarte Cordeiro disse compreender a indignação dos moradores, explicando que “quando as pessoas sentem que há determinados espaços públicos que começam a degradar, a sensação é que isto não tem fim”.

Em relação à origem dos problemas no espaço público do Parque das Nações, o autarca mencionou a dificuldade de constituição da Junta de Freguesia, por ter sido criada de raiz, e a herança de contratos que transitaram da Parque Expo – sociedade pública responsável pela gestão do bairro até 2012 -, para a Câmara de Lisboa.

“A Parque Expo funcionava com défice, com custos de recursos humanos absolutamente exorbitantes”, afirmou Duarte Cordeiro.

A Câmara de Lisboa tentou “manter muitos dos contratos que existiam no Parque das Nações, da mesma maneira que houve a tentativa de passar alguns contratos para a Junta de Freguesia a posteriori“.

O vice-presidente da Câmara de Lisboa e vereador das Estruturas de Proximidade e Gestão da Mobilidade admitiu ainda que, entre o final de vigência de um contrato e o início de outro contrato, existiram intervalos sem manutenção, estando sob gestão da autarquia, sendo que “foi nesse período que, infelizmente, se degradaram alguns dos espaços verdes”.

A assembleia de freguesia extraordinária contou com a intervenção inicial de 17 moradores e empresários do Parque das Nações, que expuseram o desagrado em relação ao mau estado do espaço público do bairro, responsabilizando o executivo da Junta de Freguesia e exigindo que se demita.

O presidente da Junta de Freguesia do Parque das Nações, José Moreno, esclareceu que a recuperação do espaço público exige tempo e orçamento, frisando estar tão desagrado como todos os moradores.

“A nossa predisposição é restituir aquilo que foi o nosso Parque das Nações no passado”, assegurou José Moreno.

Obras previstas

No que diz respeito a projetos por parte da Câmara de Lisboa na recuperação dos espaços públicos do Parque das Nações, estão previstas obras nos pavimentos na Alameda dos Oceanos, no âmbito da mega Empreitada Trabalho Diversos (ETD), a partir de setembro.

Os passadiços do Rossio dos Olivais e dos jardins Garcia D’Orta também vão ser recuperados, com um orçamento previsto de 200 mil euros, assim como o passadiço da ponte junto ao bar Cuba Livre, com mais de 50 mil euros orçamentados.

Em relação aos problemas de iluminação, ao longo deste ano vão haver intervenções no passeio do Neptuno e Ulisses, orçamentadas em cerca de 100 mil euros, e, posteriormente, estão previstas obras com projeto de execução feito em cerca de 300 mil euros.

Duarte Cordeiro anunciou também que vão ser realizadas duas intervenções no parque infantil no Parque Tejo, uma parte a começar já em julho.

Cerca de 60 obras de arte pública do Parque das Nações já estão a ser reabilitadas, através de um acordo entre a Câmara e a Junta de Freguesia, assinado na segunda-feira.

No final da Assembleia de Freguesia, foi votada uma proposta do PCP para a criação de um “Grupo de trabalho alargado para acompanhamento dos problemas do espaço público e debate das alternativas de intervenção” para encontrar soluções, proposta aprovada por unanimidade.

A freguesia do Parque das Nações é gerida desde as autárquicas de 2013 por um grupo de cidadãos — Parque das Nações por Nós (PNPN) – liderado por José Moreno. Em abril, o PNPN assinou um acordo de coligação com o PS.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Os raios caem duas vezes no mesmo lugar (e já se sabe porquê)

Um grupo de cientistas descobriu que cargas negativas dentro de uma nuvem não são descarregadas num único feixe, mas uma parte delas é armazenada e circulada através de canais, causando descargas repetidas no solo. Isto …

TESS caçou o seu primeiro planeta do tamanho da Terra

O satélite TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA descobriu o seu primeiro exoplaneta do tamanho da Terra. Com o nome HD 21749c, é o mundo mais pequeno para lá do nosso Sistema Solar já …

Cientistas russos propõem combater lixo espacial com um "laço"

Um equipa de cientistas russos propõe capturar e remover os detritos espaciais que orbitam a Terra através de um módulo especial que seria ligado através de um cabo aos níveis superiores dos foguetes - seria …

Dia 768k. Problemas nos routers podem causar pequeno "apagão" da internet em maio

A certa altura no próximo mês de maio, a internet irá sofrer um pequeno "apagão" que impedirá o acesso de milhares de pessoas. O evento, conhecido como Dia 768k, já é esperado há algum tempo …

Empresa italiana quer os passageiros (quase) de pé no avião

A Aviointeriors Group, uma empresa italiana de interiores de aeronaves, quer convencer as principais transportadoras aéreas a ultrapassar receios legais e embarcar na ideia de viajar quase de pé nos aviões. A ideia passa por pequenos …

Tesla lança táxis sem condutor já no próximo ano

Elon Musk anunciou que a fabricante de automóveis elétricos vai lançar um serviço de táxis-robô nos Estados Unidos já em 2020. Esta segunda-feira, Elon Musk comprometeu-se com mais um objetivo com data marcada: a Tesla vai …

Bruxelas autoriza Governo a baixar IVA da luz de 23 para 6%

O Comité de IVA da Comissão Europeia decidiu desde 12 de abril que Portugal tem o sim de Bruxelas para baixar a taxa de IVA que diz respeito ao termo fixo (potência contratada) na fatura …

Moro apontou "dificuldade institucional" na Operação Marquês. Sócrates atirou-se ao "ativista político disfarçado de juiz”

O ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil, Sérgio Moro, disse esta segunda-feira que há uma "dificuldade institucional" em Portugal em fazer avançar o processo contra o antigo primeiro-ministro José Sócrates, tal como acontece …

Luanda já não é uma das cidades mais caras do mundo

A capital angolana já não é das cidades mais caras do mundo, avança o Jornal de Angola esta segunda-feira. No topo das cidades mais caras do mundo estão três destinos: Paris, Singapura e Hong Kong …

O novo presidente da Ucrânia tem 3 problemas para resolver (e um teste para passar)

Volodymyr Zelensky, o novo presidente da Ucrânia, tem três problemas para resolver: acabar com a guerra, baixar o preço do gás e lutar contra a corrupção. Estes são os três desejos mais repetidos pelos ucranianos esta …