Cães perigosos fizeram pelo menos 355 vítimas em 15 meses

Só no primeiro trimestre deste ano, a GNR já registou 71 vítimas de ataques com cães perigosos. Na terça-feira, uma menina de quatro anos foi atacada por um rottweiler, estando em situação “estável”. O dono do cão ficou sujeito a Termo de Identidade e Residência e diz que já pediu desculpas ao pai da criança.

Segundo os dados da GNR, a que o Expresso teve acesso, os ataques de cães perigosos fizeram 71 vítimas no primeiro trimestre deste ano. No ano de 2016, foram registadas 284 vítimas, ou seja, em apenas 15 meses, registou-se um total de 355 vítimas.

Convém lembrar, como destaca o semanário, que a estes dados falta ainda juntar os da PSP, pelo que o número poderá ainda aumentar.

Casos como o rottweiler que, esta terça-feira, mordeu uma criança em Matosinhos começaram a ser contabilizados pelas autoridades há dez anos, havendo mesmo casos em que estes cães mataram crianças. O jornal recorda, por exemplo, o caso de “Zico”, um cão arraçado de pitbull que matou um bebé de 18 meses, em 2013, no distrito de Beja.

A menina de quatro anos, que foi levada para o Hospital São João, no Porto, fez uma “cirurgia reconstrutiva” e, neste momento, a sua condição é “estável”. No entanto, espera-lhe um processo de recuperação “longo e difícil”.

Dono do cão já pediu desculpas

Esta quarta-feira, o dono do cão foi ouvido pelo Ministério Público e saiu em liberdade, ficando apenas sujeito a Termo de Identidade e Residência (TIR).

Em declarações ao Jornal de Notícias, o dono do cão, Márcio Lourenço, de 24 anos, afirma que passou “toda a noite sem dormir, angustiado pelo estado de saúde da menina” e que já “já pediu desculpas ao pai” da criança.

“Ele estava com a filha e começou a fotografar-me e a gritar por o cão estar solto”, contou o jovem ao jornal, acrescentando que exigiu ao pai da menor que apagasse as fotos e, como este recusou, envolveram-se fisicamente.

“A situação pôs o cão excitado. Prendi-o, mas quando a menina começou aos gritos, ele ficou agressivo e não consegui segurá-lo“, recorda ao JN.

Depois do ataque, diz que não fugiu do local, mas que a sua “primeira reação foi tirar o cão” dali, porque “a situação tornou-se de repente dramática, com muita gente a gritar e a correr de um lado para outro”, aumentando ainda mais a agressividade do animal.

“O importante era tirar de lá o cão, para que pudessem prestar socorro à menina”, declara.

Os médicos do São João estão também a considerar “operar o braço esquerdo” da mãe da menina, que terá sido mordida “quase até ao osso”.

Autoridades não formaram ainda um único dono

A GNR e a PSP, responsáveis pela formação dos detentores de cães perigosos, ainda não deram um único curso porque os valores a pagar apenas ficaram definidos mais de um ano depois da portaria que lhes atribuiu as funções.

Numa resposta enviada à agência Lusa, a GNR diz que, através do Grupo de Intervenção Cinotécnico, da Unidade de Intervenção, tem vindo a produzir vários conteúdos em sede do grupo de trabalho constituído para o efeito (GNR, PSP e Direção Geral de Alimentação e Veterinária [DGAV]), como o Regulamento da Certificação de Treinadores de Cães Perigosos e Potencialmente Perigosos.

Na mesma resposta, a GNR adianta ainda que “o início da certificação de treinadores e da formação de detentores de cães potencialmente perigosos está prevista para breve, sendo que esta data será divulgada pela DGAV”.

A portaria que define as entidades competentes para certificar treinadores de cães perigosos e potencialmente perigosos foi publicada em 2015, mas não era clara quanto aos valores a pagar pela formação. Tais valores só ficaram definidos em portaria no passado mês de janeiro. Foi esta discrepância de tempo que fez com que nem a GNR nem a PSP tivessem ainda avançado com qualquer formação.

Os dados da DGAV, divulgados em agosto de 2015, indicavam que estavam registados 19.382 cães de raça potencialmente perigosos e 1.606 cães perigosos.

Segundo a lei, a GNR e a PSP são as entidades competentes para certificar os treinadores de cães perigosos. Além de certificarem quem estará apto a treinar estes cães, as duas entidades “devem igualmente ministrar a formação exigida aos detentores de cães perigosos e potencialmente perigosos”, segundo a portaria publicada em 2015.

Isto porque apenas as pessoas com formação específica podem ter cães perigosos (com histórico de violência) ou potencialmente perigosos (devido às suas características físicas), segundo um diploma publicado há cerca de quatro anos.

A raça rottweiler pertence à lista de cães considerados perigosos, às quais se junta ainda o cão de fila brasileiro, o dogue argentino, o pit bull terrier, o staffordshire terrier americano, o staffordshire bull terrier e o tosa inu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Que notícia de caca !! Aeiou , tenham cuidado e sensibilidade … por causa destas tretas não imaginam a quantidade de cães que vão sofrer … não existem cães perigosos , existem sim donos irresponsáveis !!
    Tive um Rottweiler durante 9 anos e nunca cometeu um único erro … já o meu buldogue francês de 11 quilos , da muito mais trabalho … sejam coerentes e profissionais ! Mais uma notícia destas , sem estrutura nenhuma e deixo de seguir …

    • Pois, não há cães perigosos!? Na mesma linha de raciocínio se calhar todos os animais apresentam a mesma perigosidade. Nem quero pensar no que o meu piriquito, o meu hamster e os meus bichos-da-seda seriam capazes de fazer se eu não os tratasse bem e não os educasse para não serem perigosos… ainda eram capazes de atacar e matar alguém…
      Há cães perigosos sim senhor, e uns mais perigosos que outros. Um factor de perigosidade é a força do animal, o tamanho da boca e a potência da sua mordedura (outro factor é o seu temperamento e como o mesmo é moldado pela educação que o dono lhe dá). Um chihuahua, mesmo mal educado, apresenta um risco relativamente reduzido, pois a capacidade de infligir danos também é relativamente reduzida.
      Além disso, os cães, como qualquer animal, possuem vontade própria e há sempre alguma imprevisibilidade, por menor que seja, no seu comportamento. Se um chihuahua se passa dos carretos é uma coisa, se um rottweiler se passa dos carretos é outra coisa bem diferente…
      Para dar um exemplo que apesar de um pouco anedótico ilustra bem o que digo, tanto agulhas como pistolas podem ser perigosas quando não se tomam as devidas precauções, mas as consequências de um acidente com pistolas são bem maiores do que com agulhas e por isso as pistolas exigem cuidados acrescidos e medidas de segurança extraordinárias.

      • O BICHO HOMEM, É UM ANIMAL QUE TUDO AJABARDA. CONSEGUE ATÉ AJABARDAR A VIDA DOS OUTROS ANIMAIS. Se não sabem cuidar deles, não os tenham. Perigosos, são estes mamiferos de 2 patas, com pretensões a serem inteligentas, e donos de alguma coisa.

        • Alberto Sousa, César Santos, e demais humanofóbicos endeusadores de cães que pululam por aí, por favor mentalizem-se do seguinte: Não, não estamos na Índia nem os cães são vacas sagradas. Não, não vivemos num canil e os espaços públicos são para todos andarmos em paz e segurança. Desejamos então estar em paz e não, não estamos para aturar os vossos cãezinhos lindos meigos e adoráveis (apenas na vossa opinião). E claro, muitos menos toleramos correr perigo e atentados à nossa segurança só por capricho de alguém que acha que não deve cumprir a lei e as mais básicas obrigações de viver em sociedade. Se não entendem isto então são sociopatas e o melhor é irem viver para um ermo longe da civilização.

          • Nem paz, nem segurança.
            Com esse estilo de chamares humanofóbicos, aos que defendem os direitos dos animais, a uma vida, plena tal como desejas para ti, e para os teus, não chegas aos calcanhares de um “vira lata”, para lhe cheirares o trazeiro. Não deves ter animais de estimação. Se conseguisses compreender, a BOA mentalidade, desses animais. se olhasses para os seus olhos, quando por ACASO OLHAS PARA ELES. Mas não! Egoista como és, pensas que o mundo é teu, e que eles estão a mais. Mas parece ser o contrário.

            • Alberto, guarda lá a poesia para outros endeusadores de cães… Eu já tive vários animais e dou-me bem com eles, e obviamente não ponho em causa os direitos dos animais nem o direito às pessoas terem animais. Agora esse direito NUNCA pode ser superior ao direito à liberdade e à integridade física duma criança num qualquer espaço público. Penso que estamos de acordo. Se não for o caso, só desejo que nunca te cruzes com outros da tua opinião quando estiveres acompanhado dos teus filhos / sobrinhos / netos. Paz e segurança.

  2. o artigo está errado. o ultimo paragrafo contraria o anterior. Quando diz que “A raça rottweiler pertence à lista de cães considerados perigosos” e anteriormente diz “cães perigosos (com histórico de violência)” associa duas situação que não são verdadeiras. o Rott consta da lista de cães potencialmente perigosos. Não significa de todo que todos sejam agressivos ou sequer perigosos. O meu Rott foi um cão de toda a confiança que conviveu com família, amigos e crianças. foi treinado, sociabilizado e educado como é necessário fazer em qualquer raça para poderem conviver em sociedade. o que fazer aos milhares de casos de cães de diversas raças que causam acidentes? penalizar os cães ou os donos e “vendedores/criadores” sem escrúpulos?

  3. Estes ataques acompanhados por uma simphonia Pan Pan Pan Pan, Pan Pan Pan Pan a terminjar com um ruidoso Bater de palmas tipo AR

  4. Porque é que tem que haver sempre um idiota a negar o óbvio? Evidentemente que os cães são perigosos, de uma forma geral, a não ser que sejam desdentados! E tanto mais perigosos são quanto maiores as mandíbulas, dentes, e força de compressão. E mesmo cães que sejam pouco perigosos para um adulto, serão sempre bastante mais perigosos para uma criança, que é pequena e frágil. Um cão como um Rottweiler é como uma arma, e só pessoas responsáveis e que saibam viver em sociedade é que deviam poder ter um. Na cabeça de algumas pessoas o cão não é perigoso porque nunca fez mal a ninguém… Ora isso é como dizer que uma pistola não é perigosa porque nunca fez mal a ninguém… O perigo existe sempre, e por isso tem que se tomar todos os cuidados em todas as ocasiões. Porque, depois do mal estar feito, pouco ou nada há a fazer.

  5. Porque é que tem que haver sempre um (ou mais) idiotas a negar o óbvio? Evidentemente que os cães são perigosos, de uma forma geral, a não ser que sejam desdentados! E tanto mais perigosos são quanto maiores as mandíbulas, dentes, e força de compressão. E mesmo cães que sejam pouco perigosos para um adulto, serão sempre bastante mais perigosos para uma criança, que é pequena e frágil. Um cão como um Rottweiler é como uma arma, e só pessoas responsáveis e que saibam viver em sociedade é que deviam poder ter um. Na cabeça de algumas pessoas o cão não é perigoso porque nunca fez mal a ninguém… Ora isso é como dizer que uma pistola não é perigosa porque nunca fez mal a ninguém… O perigo existe sempre, e por isso tem que se tomar todos os cuidados em todas as ocasiões. Porque, depois do mal estar feito, pouco ou nada há a fazer.

  6. mais uma vez os direitos excepcionais de uns tornam-se deveres dos outros, não fazer gestos bruscos, evitar fazer barulho, expressões, olhares, entre muitos outros deveres que passámos a ter para que os coitados não se assustem e nos comam vivos sujeitos a ser-mos culpados do acontecido. como se isso não bastasse os imbecis dos donos ainda nos vem dizer que “não existem cães perigosos , existem sim donos irresponsáveis !!”.

  7. Não posso racionalmente,culpar os animais, que por não terem, “donos”, á altura deles, como se fossem donos de alguma coisa neste mundo, atacam até crianças, e adultos. Quem não sabe conscientemente, tomar conta de animais, está sujeito ás consequencias, que tal acarreta. Para se ter um animal de estimação, seja ele qual for, é necessário, saber um pouco de psicologia animal, da espécie a que pertencem. Claro que nem toda a gente sabe disso. Então passa a ser criminoso, o “DONO” que sai á rua com um cão, que se considera pela sua envergadura, e força, ser potencialmente perigoso. E ainda mais se não estiver açaimado e com trela. Criminosos são os “DONOS”, NÃO OS ANIMAIS.

  8. Pelos vistos ainda ha quem ache que o facto de se fazer um gesto repentino,barulhos e olhares causa tal transtorno que qq cao ataca ferozmente.
    Isso acontece com qq cao,seja de que raça for,se nao tiver havido educaçao e mais importante,socializaçao.
    O cao atacou depois de o dono se ter envolvido fisicamente,porque sera?apenas fez o que foi treinado/ensinado a fazer…

    Nao é culpa do dono?andar sem trela e açaime? É culpa de quem?
    Claro que o seu tamanho os torna perigosos,da mesma maneira que um camiao tb o pode ser.
    depende do que for feito com ele.

RESPONDER

"O vírus não existe". Em Itália, os "coletes laranja" exigem a queda do Governo (e que o país saia da UE)

Inspirados nos Coletes Amarelos franceses, nasceram os "coletes laranjas" em Itália, um movimento de contestação contra o Governo que acredita que "o vírus não existe". Apesar de ainda não ser um movimento muito grande, há já …

Época balnear arranca no sábado, mas começa mais tarde no Norte

A época balnear arranca no próximo sábado, 6 de junho, mas não em todo o país. No Norte de Portugal só começa a 27 de junho. Segundo o despacho publicado esta quinta-feira em Diário da República, …

Um terço das empresas de restauração não reabriu

Cerca de um terço das empresas de restauração não retomou a atividade e quase metade tem registado uma faturação média inferior a 10%, revelou a associação representativa do setor. A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares …

Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família. O procuradores do …

Nadadores-salvadores devem privilegiar salvamento "sem entrar na água"

A Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores divulgou hoje alguns dos procedimentos que os vigilantes devem adotar na época balnear face à pandemia, como privilegiar o salvamento “sem entrar na água” ou abordar o náufrago pelas costas. “Ainda …

Confederação do Turismo propõe Lay-off simplificado, banco de horas e horário concentrado

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências "gigantescas" que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de "eclipse total e asfixia". Segundo noticiou esta …

Coreia do Norte ameaça romper acordo militar com Seul

A Coreia do Norte ameaçou hoje romper o acordo militar com a Coreia do Sul e fechar o gabinete de ligação transfronteiriça, se Seul não impedir que ativistas continuem a enviar panfletos através da fronteira. A …

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …