Cadáveres de vítimas de Covid-19 podem ser contagiosos

Marco Ottico / EPA

Um médico forense de Banguecoque, na Tailândia, terá sido infetado com Covid-19 após estar em contacto um cadáver. Um novo estudo recentemente divulgado indica que o profissional de saúde tornou-se no primeiro caso de infeção e morte entre o pessoal de medicina forense.

De acordo com o estudo, publicado no Journal of Forensic and Legal Medicine a 11 de abril, o médico acabou por morrer devido à infeção por coronavírus, tornando-se no primeiro caso registado de “infeção e morte por Covid-19 entre o pessoal médico de uma unidade de medicina forense”, escreveram os investigadores no relatório.

Na época em que o relatório foi escrito, a 19 de março, apenas 272 pessoas na Tailândia – incluindo o médico forense e um auxiliar de enfermagem – haviam testado positivo para o novo coronavírus, noticiou o Scientific American.

A maioria dos casos era importado, sendo improvável que o médico tenha sido infetado fora do trabalho, disseram os responsáveis. “Há uma hipótese baixa de profissionais de medicina forense entrarem em contato com pacientes infetados, mas podem ter contato com amostras biológicas e cadáveres”, escreveram no relatório.

Não é surpreendente que o corpo de um paciente com Covid-19 recentemente falecido possa ser contagioso, indicou o médico Otto Yang, professor do Departamento de Medicina e de Microbiologia, Imunologia e Genética Molecular da David Geffen School of Medicine da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA).

“Absolutamente, um corpo morto pode ser contagioso durante horas, se não dias”, disse à Live Science. “O vírus ainda estará presente em secreções respiratórias e, potencialmente, ainda se estará a reproduzir em células que ainda não morreram nos pulmões”.

A longevidade da Covid-19 pode ser um problema para as pessoas na indústria funerária. Após relatos de que templos na Tailândia se recusavam a prestar serviços funerários às vítimas do coronavírus, o chefe do Departamento de Serviços Médicos do país anunciou incorretamente, que a doença não era contagiosa após a morte dos infetados, recordou o Buzzfeed News.

Não está claro, no entanto, quanto tempo o vírus permanece infecioso num cadáver.

À luz dessa descoberta, os médicos forenses devem tomar precauções ao examinar os restos mortais de pacientes com Covid-19, referiram os investigadores. Estes profissionais devem usar equipamento de proteção, incluindo fato, luvas, óculos e máscara, podendo recorrer ainda ao procedimento de desinfeção usado nas salas de operação.

Geralmente, os agentes patogénicos não sobrevivem tempo suficiente para se espalharem após a morte da vítima, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). “Os restos humanos representam apenas um risco substancial para a saúde apenas em alguns casos, como mortes por cólera ou febre hemorrágica”, como o Ébola, informou a OMS.

Outras doenças contagiosas em restos humanos incluem tuberculose, vírus transmitidos pelo sangue (como hepatite B e C e VIH) e infeções gastrointestinais (incluindo E. coli, hepatite A, infeção por Salmonella e febre tifóide), acrescentou a organização.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …

Daniel Alves: uma camisola origina duas controvérsias

Internacional brasileiro vai defrontar o River Plate e apareceu com uma camisola do Boca Juniors. Poderá ter quebrado as regras da Conmebol. River Plate e São Paulo vão entrar em campo na próxima madrugada, para um …

Japão declara guerra aos fax (e quer acabar com o tradicional carimbo Hanko)

Depois de ser escolhido como ministro da reforma administrativa, o primeiro-ministro Taro Kono não perdeu muito tempo a travar uma guerra contra os emblemas da burocracia japonesa. De acordo com o Japan Times, na sexta-feira passada, …

2020 regista descida de acidentes rodoviários, mortos e feridos durante os primeiros 8 meses

O número de acidentes rodoviários, de vítimas mortais e de feridos diminuiu nos primeiros oito meses deste ano, em relação ao período homólogo de 2019, indica um relatório da Segurança Rodoviária. A Autoridade Nacional de Segurança …