Cabo elétrico que vai ligar Portugal a Marrocos avança “logo que estejam reunidas as condições”

CV Youtube

Jorge Seguro Sanches, secretário de Estado da Energia

Em dezembro, o governo anunciou um projeto de construção de um cabo para interconexão elétrica, com 220 quilómetros, entre os dois países. O secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, diz que o projeto irá avançar em breve.

O Governo vai criar um grupo de trabalho para definir o concurso de mais de 700 milhões de euros para a construção do cabo elétrico entre Portugal e Marrocos, prevendo lançá-lo “logo que estejam reunidas as condições”.

Falando após uma reunião de trabalho com representantes do executivo de Marrocos, na terça-feira, o secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, admitiu que “ainda não existe prazo” para lançar o concurso, justificando ser “uma questão que não depende apenas do Governo português”.

“Estamos a trabalhar no sentido de conseguir ter, dentro das melhores condições possíveis, a oportunidade política para o lançar”, acrescentou, falando em encontros entre os países para definir o modelo técnico a adotar.

No final de dezembro passado, o primeiro-ministro, António Costa, estimou que o projeto arrancasse no primeiro semestre deste ano.

Concluído está já um estudo relativo à viabilidade da construção deste cabo elétrico, que aponta para um investimento na ordem dos 735 milhões de euros para os dois países.

De acordo com Jorge Seguro Sanches, o custo “será por aí”, já que tem conta o modelo técnico e financeiro usado na ligação edificada entre a Holanda e o Reino Unido, que rondou os 600 milhões de euros.

Ainda assim, destacou que este investimento será compensado “pelo preço da energia que passa de um país para o outro”, num prazo entre 15 e 20 anos, segundo o estudo.

Questionado sobre a possibilidade de recorrer a fundos comunitários, o governante disse que o Governo está “aberto a todas as possibilidades para que a existência desta ligação seja uma realidade nos próximos tempos“, e notou que este é um projeto importante para a União Europeia e para os países do norte de África.

O estudo revela que a ligação elétrica “tem benefícios para os produtores, para os consumidores e para a economia dos dois países”. “O cabo não terá impacto sobre a fatura dos consumidores, ou seja, não terão de ser os consumidores a pagar o cabo e ele próprio se vai sustentar pela energia que vai passar de um país para o outro”, referiu Jorge Seguro Sanches.

No plano técnico, o cabo – que deverá ligar a zona de Tavira, no Algarve, e a cidade marroquina de Tânger – permitirá a Portugal vender energia a Marrocos e também comprar.

O secretário de Estado da Energia apontou, assim, que o projeto se insere “numa prioridade muito grande ao nível estratégico que é a de o país estar mais ligado a outros países para que o potencial renovável possa ser colocado ao serviço de outras economias”, possibilitando ainda “comprar energia a preços mais baixos” sempre que necessário.

Esta vantagem também foi destacada pelo secretário-geral do Ministério da Energia de Marrocos, Abderrahim El Hafidi, que após a reunião disse que esta ligação “é interessante para os dois países”, desde logo por criar “oportunidades para os consumidores escolherem a fonte de energia com menor custo“.

Permitirá, ainda, “consolidar um mercado de energia regional”, realçou aquele governante marroquino.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Como produtos de exportação". Filipinas querem trocar os seus enfermeiros por vacinas da Europa

As Filipinas estão a pedir ao Reino Unido e à Alemanha que forneçam centenas de milhares de vacinas contra a covid-19 em troca do envio de enfermeiros filipinos para ajudar na linha de frente da …

Despacho da ACT limita capacidade de intervenção dos inspetores do trabalho

Um despacho assinado pela inspetora-geral da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) está a limitar a capacidade de intervenção dos inspetores. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo Jornal de Negócios, que escreve que o …

Só muda o preâmbulo. Decreto do novo estado de emergência já seguiu para o Parlamento

O novo decreto do estado de emergência já seguiu para o Parlamento. Marcelo Rebelo de Sousa só mudou o preâmbulo do documento. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, publicou esta quarta-feira o decreto do …

Governo já está a desenhar um plano de desconfinamento. Rio quer desconfinar por regiões ou concelhos

Depois de uma primeira ronda de audiências, onde anunciou que o decreto do novo estado de emergência será igual ao da última quinzena, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta quarta-feira, o Bloco de Esquerda, o …

Serviços de inteligência desvalorizaram ameaça de invasão ao Capitólio

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos subestimaram o perigo de invasão ao Capitólio, admitiram vários responsáveis durante uma audiência no Senado, realizada esta terça-feira. Depois da absolvição do antigo Presidente dos Estados Unidos, que estava …

Polícias que prestam serviço no 112 não recebem subsídio desde setembro

Os agentes e militares que fazem a triagem das chamadas do 112 não auferem a gratificação mensal pelo serviço prestado ao Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) desde setembro do ano passado. Segundo o Jornal de Notícias, …

Contrariando ordem judicial, Malásia deportou mais de mil pessoas para Myanmar

A Malásia entregou 1086 cidadãos que tinham fugido de Myanmar aos militares que organizaram o golpe de Estado de 01 de fevereiro, estando entre esses requerentes de asilo já registados oficialmente junto da Organização das …

Assassino da jornalista Daphne Caruana Galizia condenado a 15 anos de prisão

Vincent Muscat, um dos três homens acusados do assassínio, em outubro de 2017, da jornalista anticorrupção de Malta Daphne Caruana Galizia, foi condenado a uma pena de 15 anos de prisão pelo tribunal da La …

Venezuela avisa embaixadora da UE : tem 72 horas para abandonar o país

Isabel Brilhante Pedrosa, embaixadora da União Europeia, foi declarada persona non grata pelo Governo venezuelano e deverá abandonar o país. O Governo venezuelano notificou, esta quarta-feira, a embaixadora da União Europeia (UE), a portuguesa Isabel Brilhante …

Diplomacia da vacina. Israel doa doses à República Checa, que prometeu abrir representação diplomática em Jerusalém

A República Checa, que prometeu abrir representação diplomática em Jerusalém, já recebeu as vacinas de Israel. De acordo com o Público, Israel doou vacinas à República Checa, que prometeu abrir uma representação diplomática em Jerusalém; à …