Bruno de Carvalho fala sobre Jorge Jesus, Pinto da Costa e o seu maior lamento

José Sena Goulão / Lusa

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting

Bruno de Carvalho, em entrevista à revista Playboy, abordou vários tópicos do seu passado, presente e futuro. O ex-presidente leonino falou sobre Jorge Jesus, Pinto da Costa e o seu maior lamento.

Depois de cinco anos na presidência do Sporting CP, Bruno de Carvalho fez algumas revelações sobre o seu tempo no emblema lisboeta. Em entrevista à edição portuguesa da revista Playboy, Bruno não teve papas na língua e falou sobre tudo e todos.

Durante o seu mandato nos “leões”, Jorge Jesus abandonou o clube, o que deixou Bruno de Carvalho irrequieto. Quando questionado sobre a possibilidade de ter uma conversa frontal com o treinador, o ex-presidente sportinguista respondeu com ironia.

Eu sou católico e a coisa que mais gostaria na vida era de me sentar um dia num restaurante com Jesus. Todos nós alguma vez na vida sentimos que estamos na sua presença, sobretudo quando estamos mais aflitos. Portanto, não tinha problema nenhum de me sentar com Jesus“, disse, citado pelo jornal ABOLA.

Bruno de Carvalho diz não guardar rancor a Jorge Jesus e que quando eventualmente se cruzarem não haverá nenhum clima de animosidade. “Errei na decisão de o contratar, foi claro, tinha tudo para dar certo, fazia muita lógica“, admite.

Atualmente, Jorge Jesus tem convite para gerir uma academia de formação na Arábia Saudita, a Rozam Football Academy. Isto depois de ter rescindido precocemente o contrato que o ligava ao Al-Hilal — também da Arábia Saudita.

“Pinto da Costa foi quem mais me surpreendeu”

Quando questionado sobre quem o surpreendeu mais durante a sua passagem pelos “leões”, Bruno de Carvalho falou sobre os dois presidentes rivais: Pinto da Costa e      Luís Filipe Vieira. O primeiro pela positiva e o segundo pela negativa.

“Pinto da Costa acaba por ser a pessoa com quem tenho o meu primeiro embate, é com Pinto da Costa e o FC Porto, e que depois me surpreendeu pela positiva. Pela postura, pela forma como ele é em termos de anfitrião, surpreendeu-me muito, muito pela positiva”, revelou Bruno, citado pelo jornal OJOGO.

Quanto a Luís Filipe Vieira, Bruno de Carvalho garante que foi o presidente benfiquista quem mais o surpreendeu pela negativa. “Acho que alguém com tanta experiência não devia ter feito aquela proposta. Até hoje ainda me lembro dessa proposta, que é feita na garagem da Liga, de fazer uma aliança, umas vezes ganho eu e umas vezes ganhas tu, não estava à espera”, confessou.

O jogador que gostava de ter contratado? “Cristiano Ronaldo”

Bruno de Carvalho não pensou duas vezes antes de dizer que Cristiano Ronaldo é o seu maior lamento. O antigo presidente gostaria de ter trazido o internacional português para Alvalade. Apesar de ter sido expulso de sócio do Sporting CP, não deixa ter esperança que o craque um dia se junte ao clube, tal como destaca o jornal Record.

“Há uma coisa que eu digo: não tenho dúvida nenhuma que acabaria lá a carreira“, disse o antigo líder leonino. Cristiano Ronaldo, ao abordar este assunto no passado, nunca definiu uma data ou meta no fim da sua carreira — apesar de também não deixar de parte a hipótese de regressar ao clube que o formou.

Em sentido inverso, Bruno de Carvalho destacou também uma série de jogadores que se arrepende de ter contratado. “Houve tantos. O Douglas, o André, o Ciani”, enumerou. Quanto a Shikabala, um nome que não traz boas memórias aos adeptos leoninas, Bruno considera que “não foi de todo uma má jogada do Sporting“.

Isto porque “o clube subiu brutalmente em termos de redes sociais e passou a ser muito conhecido no Egito e depois porque fizemos dinheiro com ele, entre a compra e a venda”. Além destes nomes destacou ainda Markovic, Joel Campbell, Barcos e Ewerton.

Uma carreira na política?

“Apesar dos genes que tenho, não me vejo a fazer uma carreira na política“, atirou o luso-moçambicano. Importante recordar que Bruno de Carvalho é sobrinho-neto de José Pinheiro de Azevedo, antigo primeiro-ministro português.

Complementando a este facto, Bruno de Carvalho destaca que a sua infância foi passada na Assembleia da República, porque a sua mãe trabalhava lá.

Por enquanto, Bruno de Carvalho mostra-se satisfeito com a sua vida. “Neste momento estou naquilo que precisava, a dar acompanhamento a quem o retirei durante sete anos, a mim próprio, às minhas filhas e aos meus pais e sinto-me muito bem“, confessou.

Neste ano, o ex-presidente leonino tem estado no centro de várias polémicas. Em fevereiro, foi revelado que o Sporting pagou 1,7 milhões de euros a uma empresa do seu sogro e, no mês seguinte, foi acusado de pagar 330 mil euros por “jogadores fantasma”.

DC, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. ahahahahahahah
    só mesmo a revista playboy para lhe dar tempo de antena, muito bom!
    Ah mentira, ainda lhe falta a revista dos clássicos que também lhe pode dar algum protagonismo na medida em que ele agora anda com um mercedes 190D de 1992 e já é considerado um clássico LOOL
    Este energumeno é uma anedota nacional…

RESPONDER

Carros novos vão ter sistema que "bloqueia" condutores alcoolizados a partir de 2022

A Comissão Europeia vai implementar uma série de medidas de segurança nos automóveis, que serão obrigatórias de forma progressiva a partir de 2022, com objetivo de evitar 25 mil mortes em acidentes rodoviários e 140 …

Iraque condena três franceses a pena de morte por pertencerem ao Estado Islâmico

Três homens de nacionalidade francesa foram este domingo condenados a pena de morte, pelo tribunal de Bagdade, capital do Iraque, por pertenceram ao Estado Islâmico, avança a AFP, que cita o juiz que leu a …

Oposição levou mais gente às ruas do que Bolsonaro

Manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro e da reforma da previdência, o principal objetivo do governo neste ano, moveram milhares de brasileiros em pouco mais de 130 cidades de 26 estados do Brasil. No passado …

Utentes da Soflusa estão “cansados” de constantes supressões

Os utentes da Soflusa mostraram-se esta segunda-feira "cansados" das constantes supressões das ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa, que estão hoje a acontecer durante todo o dia devido à falta de mestres. "Já estou a …

Banco Alimentar recolhe 1.605 toneladas de alimentos no fim de semana

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.605 toneladas de alimentos durante o fim de semana da campanha nacional que decorreu em mais de duas mil superfícies comerciais, anunciou a presidente do Banco Alimentar contra …

Sérgio Conceição apontado à Lazio

A imprensa italiana aponta esta segunda-feira o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, à Lazio. O técnico português, recorde-se, passou pelo emblema italiano em duas ocasiões como jogador de futebol. O jornal italiano Il Messaggero adianta …

Filial portuguesa de multinacional alemã envolvida em subornos em Angola

A sucursal portuguesa em Angola da multinacional alemã Fresenius Medical Care, que actua na área médica, esteve envolvida num esquema de pagamento de subornos a médicos e militares angolanos que renderam 124 milhões de euros …

CGD acaba com empresa que criou há quase 20 anos com a PT

Criada há quase 20 anos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) e pela Portugal Telecom (PT), a Caixanet foi liquidada no início deste ano, bem como a Caixa Tec e a Sogrupo, duas outras empresas …

MB Way. Bancos "fecham" aplicação para cobrar comissões diferenciadas nas transferências

Em pleno arranque do 'open banking', os bancos estão a substituir a aplicação MB Way por soluções próprias que "amarram" os clientes, com o propósito de cobrar comissões diferenciadas nas transferências através do telemóvel. Segundo noticiou …

A abstenção venceu. É a mais alta de sempre

A abstenção foi a grande figura das eleições europeias deste domingo, tendo 68,7% dos portugueses optado por não votar. A abstenção em Portugal voltou a atingir um novo recorde, enquanto que a taxa de participação …