Sporting pagou 1,7 milhões a empresa do sogro de Bruno de Carvalho (e 60 mil em brindes)

Mario Cruz / Lusa

O presidente do Sporting revelou esta sexta-feira que o clube leonino gastou, em três anos, 1,7 milhões de euros em assuntos de advocacia, valor pago a uma empresa que tem ligações a um ex-sogro de Bruno de Carvalho, então presidente do clube. Segundo Frederico Varandas, este valor é superior ao que o clube gastou com os mesmos encargos em 16 anos.   

Em conferência de imprensa, Frederico Varandas falou a partir do Estádio de Alvalade sobre o estado da nação leonina, a sua presidência, a questão das claques e teve ainda oportunidade para deixar fortes críticas à gestão levada a cabo por Bruno de Carvalho.

Baseado na auditoria que está a ser feita à gestão de BdC, Frederico Varandas começou por referir que Sporting gastou “1,7 milhões de euros em três anos” com assuntos de advocacia, mais do que o clube gastou com empresas de advocacia em 16 anos.

“Sociedade de advogados MGRA, empresa que em 2018 contratou o sogro de Bruno de Carvalho para associado. 1,7 milhões de euros em três anos. O Sporting gastou, com uma só empresa, mais de 50% do que gastou com todas as outras de advocacia em 16 anos. O nosso departamento jurídico não tem visibilidade sobre o trabalho que foi feito por eles”, revelou o presidente do Sporting.

“Segundo a descrição das faturas, o Sporting pagou 1,7 milhões por trabalhos como: assuntos da presidência, agenda reunião Sporting, preparação de reunião, vários contactos com Bruno de Carvalho, ponto de situação, correspondência com o presidente, contactos com o presidente, aconselhamento ao presidente”, cita a RR.

Também o Correio da Manhã nota que este valor foi pago à sociedade de advogados MGRA do sogro de BdC, Rui Ornelas, e do vice-presidente do clube, Alexandre Godinho.

De seguida, e notando que a auditoria não está ainda concluída, o líder mencionou que Sporting também pagou 60 mil euros por “brindes e ofertas promocionais” e outros 20 mil euros “por serviços de divulgação da marca Sporting na comunidade chinesa” a uma empresa chamada Xao Limitada. “O departamento de merchandising não conhece a empresa, que fechou atividade após o pagamento”, revelou Frederico Varandas.

O dirigente do Sporting continuou com o rol de revelações, mencionado ainda um contrato que conferia ao Sporting direito sobre sete jogadores pré-identificados do Batuque FC, de Cabo Verde, sobre os quais “não existe qualquer relatório”.

“Em janeiro de 2018, foi solicitado pela administração da SAD ao departamento jurídico uma minuta de acordo de resolução daquele contrato. Não obstante esse pedido, o valor de 330 mil euros foi liquidado em maio de 2018 e nunca foi restituído”, assinalou Varandas.

Bruno de Carvalho rejeitou as críticas feitas pelo atual líder, garantindo que deixou o clube “numa situação financeira privilegiada“. “Só não conseguimos continuar o trabalho porque um conjunto de pessoas, cuja cara foi a do Frederico Varandas, ao rirem-se do sucedido em maio, foram capazes de derrubar uma direção que estava a seguir o seu projeto, o projeto dos sportinguistas e a provocar mais euforia e alegria nos sportinguistas”, disse Bruno de Carvalho.

“Deixei o Sporting numa situação financeira privilegiada”, disse, reconhecendo, no entanto, problemas de tesouraria que frisou existirem em Alvalade “como em qualquer outro clube”, os quais contava “resolver com um empréstimo obrigacionista que ia ser feito no imediato”.

BdC falou ainda da empresa MGRA: “Garantiram que não iam mentir mais aos sportinguistas mas isto é tudo uma mentira pegada”, afirmou. “Alexandre Godinho saiu da empresa, portanto ‘a empresa de Alexandre Godinho, não’. E depois num processo de seleção, entrou uma pessoa que já não diz nada, que é o meu antigo sogro. Tenho exatamente o mesmo sentimento pelo meu sogro do que por Frederico Varandas”.

“Também é legítimo criticar a exibição das claques”

Quanto às claques Varandas foi claro: “É legítimo as claques criticarem a exibição da equipa, claro que é. Mas também é legítimo eu criticar a exibição das claques. E eu não gostei da atitude das claques nos últimos dois jogos em casa”, vincou.

O presidente do Sporting referiu que “a claque tem direito a mais de 800 bilhetes e podia comprar mais mil”, acrescentando que a dívida passou de 115 mil euros para mais de 700 mil euros, e que “a quase totalidade é referente à Juventude Leonina”.

“Querem um grupo com mais internacionais portugueses? Com mais formação? Trabalhamos todos os dias para isso”, garantiu, frisando que o ataque à Academia de Alcochete como “o dia do maior rombo financeiro e desportivo da história do Sporting”.

“E agora, antes de um jogo importantíssimo em casa, voltamos a receber ameaças intimidatórias. Nos anos 90 fiz parte da Juventude Leonina. Havia excessos? Havia, mas era sobretudo um amor pelo clube, dar sem receber. Hoje não reconheço isso, vejo um negócio. Enquanto aqui estiver, o Sporting nunca mais será refém, nem de claques, nem de ninguém”, afirmou ainda sobre o mesmo tema.

Massa salarial pesada

No futebol, Varandas disse que a nova direção herdou “um plantel desequilibrado e com uma massa salarial muito pesada”, sendo que, em janeiro, foi feita uma “redução de 10 milhões de euros na massa salarial anual”. Além da aposta na formação, que deve ser “a base da equipa principal”, o líder do emblema ‘verde e branco’ deu a conhecer o estado em que encontrou a Academia de Alcochete.

“Os juniores e o futebol feminino profissional treinavam num campo sintético com buracos. A Academia tem os mesmo relvados de há 16 anos. A mobília, os colchões são os mesmos de há 16 anos. É tudo igual desde a inauguração da Academia, em 2002”, disse.

Apesar dos resultados da equipa de futebol, eliminada na quinta-feira da Liga Europa e em quarto lugar no campeonato, Varandas reforçou a confiança no treinador Marcel Keizer: “Não vivo de ‘ses’, vivo de realidade, e acreditamos no trabalho que está a ser feito”.

Varandas disse ainda ter definido o rumo para tornar os ‘leões’ crónicos candidatos aos títulos desportivos e disse não estar a gostar do ambiente que se tem criado à volta da equipa de futebol.

“Não se vence à custa do grito, da ameaça, com populismo. Sem estabilidade ninguém vence. Vejam os anos de estabilidade dos nossos rivais e os anos que demoraram a vencer. O rumo está definido e estamos seguros desse rumo, para tornar o Sporting num crónico candidato a ser campeão”, afirmou Frederico Varandas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • O Bruno de Carvalho é um mentiroso compulsivo que não tem noção de que (quase) toda a gente já lhe viu a careca. Por exemplo, “respondeu a isto” dizendo que o protocolo com o tal Batuque FC de Cabo Verde, a quem o Sporting pagou 350 mil por 7 jogadores, era para assegurar o Jovane. “Só” o Jovene, não é? (diz o mentiroso).
      O protocolo é de 2017 e o Jovane está no Sporting desde 2015 … ninguém conhece os 7 jogadores… o protocolo é rescindido e depois disso paga-se os 350 mil… enfim.
      Foi isto que o BdC respondeu?
      Um mentiroso compulsivo é um doente. Quem nele acredita, é apenas um triste burrinho.

RESPONDER

"Prisão não é solução". FC Barcelona reage à condenação dos independentistas catalães

O FC Barcelona criticou esta segunda-feora a decisão do Supremo Tribunal espanhol de condenar a penas de prisão efetiva os principais dirigentes políticos envolvidos na tentativa de independência da Catalunha, apelando ao diálogo. “Do mesmo modo …

CIP muda estatutos e António Saraiva recandidata-se ao quarto mandato

Uma alteração aos estatutos que será apreciada numa assembleia geral agendada para o dia 11 de novembro poderá vir a permitir que António Saraiva, atual presidente da CIP - Confederação Empresarial de Portugal, se recandidate …

PS adia negociações com partidos de esquerda

Os socialistas vão adiar todas as reuniões com os partidos sobre as medidas para o Orçamento do Estado. O encontro com o BE estava marcado para amanhã e foi cancelado. O mesmo acontecerá com o …

Protestos continuam em Londres. Ativistas invadem centro financeiro

Centenas de ativistas pelo clima do grupo Extinction Rebellion invadiram esta segunda-feira o centro financeiro de Londres para manifestarem repúdio por as grandes corporações financiarem os combustíveis fósseis. Muitos manifestantes, protegidos da intensa chuva com lonas …

"Tenho muitas dívidas, muito financiamento por pagar"

Isabel dos Santos explicou em entrevista à Lusa a origem dos seus investimentos, salientando serem totalmente privados, o que a levou a criar muitas dívidas. Disse ainda que os empresários têm dificuldade em trabalhar e …

Estados Unidos autorizados a aplicar taxas sobre produtos europeus

A Organização Mundial do Comércio (OMC) autorizou oficialmente esta segunda-feira os Estados Unidos a aplicar taxas alfandegárias sobre 7500 milhões de dólares de importações oriunda da União Europeia devido aos subsídios dados à Airbus. A OMC …

Tribunal rejeita providência cautelar requerida pela Ordem dos Enfermeiros contra ministério

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa rejeitou a providência cautelar pedida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) contra o Ministério da Saúde no processo de sindicância à OE, anunciou esta segunda-feira o Governo. Em comunicado, o …

Paraísos fiscais. Portugal transferiu 672 milhões em 2018

Os bancos a operar em Portugal transferiram 672 milhões de euros no ano passado para territórios que constavam das listas de offshores problemáticos da União Europeia. Em 2018, os bancos a operar em Portugal transferiram 672 …

Discurso da Rainha. Entre crime, saúde e imigração, o Brexit foi destaque

Várias propostas de lei relacionadas com o Brexit destacam-se no programa do governo britânico para os próximos meses apresentado esta segunda-feira pela rainha Isabel II no parlamento, o qual inclui a implementação de um eventual …

Conservadores polacos vencem legislativas com maioria absoluta

Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições. O partido conservador eurocético Lei e …