Britânicos vão pagar fatura “muito cara” pela saída da UE, alerta Juncker

European Parliament / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

O presidente da Comissão Europeia disse esta terça-feira aos cidadãos britânicos que irão pagar uma fatura “muito cara” pela sua decisão de retirar o Reino Unido da União Europeia.

“Os britânicos devem saber que [o ‘Brexit’] não será a custo reduzido ou a custo zero, devem respeitar os compromissos em cuja confeção tenham participado”, disse Jean-Claude Juncker, num discurso perante o Parlamento Federal belga.

“Por isso, a fatura será, para dizê-lo de uma forma um pouco vulgar, muito cara“, acrescentou.

Juncker afirmou que “será uma negociação difícil” e que levará “anos para chegar a acordo sobre as modalidades de saída e sobre a arquitetura futura das relações entre o Reino Unido e a UE”.

O político luxemburguês deixou claro que a Europa “não pode construir-se contra as nações. Os que imaginam que as nações são uma invenção provisória da História, perceberão que as nações estão feitas para durar, nas suas diferentes declinações”.

“Há um nível nacional, há um nível federal, há um nível regional”, afirmou, considerando que “daqui a 20 anos, a verdadeira competição não terá lugar entre os Estados, mas sim entre as regiões”.

Juncker disse que o ‘Brexit’ é uma crise que “diz respeito a todos” e mostrou-se dececionado por haver países que consideram que este assunto está resolvido, garantindo: “Não está”.

“Quando a primeira-ministra britânica [Theresa May] nos enviar a sua carta de divórcio, as negociações vão começar. Teremos dois anos para negociar as modalidades de saída do Reino Unido da UE”, afirmou.

Juncker disse que sairá um país “não de pouca importância”, mas sim “um verdadeiro ator europeu”, e que será preciso procurar um acordo “não com sentimento de hostilidade, mas com a noção de que o continente deve muito ao Reino Unido“.

“Sem [Winston] Churchill não estaríamos aqui, não podemos esquecer, mas não vamos tão-pouco ser ingénuos”, afirmou.

“Que os nossos amigos britânicos compreendam que vamos seguir a desenvolver a integração europeia (…) reafirmando os laços que há entre nós”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …

Criança com anemia aplástica grave submetida a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …