Britânicos vão pagar fatura “muito cara” pela saída da UE, alerta Juncker

European Parliament / Flickr

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

O presidente da Comissão Europeia disse esta terça-feira aos cidadãos britânicos que irão pagar uma fatura “muito cara” pela sua decisão de retirar o Reino Unido da União Europeia.

“Os britânicos devem saber que [o ‘Brexit’] não será a custo reduzido ou a custo zero, devem respeitar os compromissos em cuja confeção tenham participado”, disse Jean-Claude Juncker, num discurso perante o Parlamento Federal belga.

“Por isso, a fatura será, para dizê-lo de uma forma um pouco vulgar, muito cara“, acrescentou.

Juncker afirmou que “será uma negociação difícil” e que levará “anos para chegar a acordo sobre as modalidades de saída e sobre a arquitetura futura das relações entre o Reino Unido e a UE”.

O político luxemburguês deixou claro que a Europa “não pode construir-se contra as nações. Os que imaginam que as nações são uma invenção provisória da História, perceberão que as nações estão feitas para durar, nas suas diferentes declinações”.

“Há um nível nacional, há um nível federal, há um nível regional”, afirmou, considerando que “daqui a 20 anos, a verdadeira competição não terá lugar entre os Estados, mas sim entre as regiões”.

Juncker disse que o ‘Brexit’ é uma crise que “diz respeito a todos” e mostrou-se dececionado por haver países que consideram que este assunto está resolvido, garantindo: “Não está”.

“Quando a primeira-ministra britânica [Theresa May] nos enviar a sua carta de divórcio, as negociações vão começar. Teremos dois anos para negociar as modalidades de saída do Reino Unido da UE”, afirmou.

Juncker disse que sairá um país “não de pouca importância”, mas sim “um verdadeiro ator europeu”, e que será preciso procurar um acordo “não com sentimento de hostilidade, mas com a noção de que o continente deve muito ao Reino Unido“.

“Sem [Winston] Churchill não estaríamos aqui, não podemos esquecer, mas não vamos tão-pouco ser ingénuos”, afirmou.

“Que os nossos amigos britânicos compreendam que vamos seguir a desenvolver a integração europeia (…) reafirmando os laços que há entre nós”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …

Cruzeiros vazios no meio do oceano tornam-se destinos turísticos

Embarcados num pequeno ferry, turistas dirigem-se até aos locais onde grandes navios cruzeiros estão parados e desertos. Esta foi uma solução encontrada para reavivar o setor. A pandemia de covid-19 está a fazer com que, genericamente, …

Todas as pensões mais baixas vão ter aumento extra de dez euros

As pensões mais baixas, até aos 658 euros, vão ter um aumento extraordinário de dez euros no próximo ano. O Governo confirmou a informação avançada pelo PCP. A ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes …

Na fase inicial da pandemia, o setor privado "não quis e não entrou no combate à pandemia"

A antiga ministra da Saúde Ana Jorge considera que os privados podem ser envolvidos na luta contra a pandemia, recebendo doentes não covid-19, mas avisa que é preciso um “equilibro” nessa ação, depois de estes …

Uso de máscara pode salvar 130 mil vidas nos EUA até final de fevereiro, revela estudo

As medidas de distanciamento social, principalmente o uso de máscaras em público, podem salvar até 130 mil vidas nos Estados Unidos (EUA), revelou um novo estudo divulgado na sexta-feira. Em abril, o Presidente dos Estados Unidos …