Estudante britânico condenado a perpétua nos Emirados Árabes Unidos

(dr) Daniela Tejada

O britânico Matthew Hedges foi condenado esta quarta-feira a prisão perpétua pelo tribunal federal de Abu Dhabi por espiar para um país estrangeiro, anunciou uma porta-voz da família. A notícia que deixou o Governo britânico “profundamente chocado”.

O estudante de doutoramento na Universidade de Durham, no nordeste da Inglaterra, foi preso no aeroporto do Dubai a 5 de maio, depois de visitar os Emirados Árabes Unidos para realizar entrevistas sobre política externa e a estratégia do país em termos de segurança.

“Podemos confirmar que foi condenado à prisão perpétua“, disse a porta-voz, que foi contactada por telefone pela agência de notícias francesa AFP. “A audiência durou menos de cinco minutos e o advogado (de defesa) não esteve presente”, acrescentou a mesma fonte, sob condição de anonimato.

Segundo a imprensa dos Emirados Árabes Unidos, Hedges tem 30 dias para recorrer da sentença. “Estou profundamente chocado e desapontado com o veredicto de hoje”, respondeu o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Jeremy Hunt, em um comunicado enviado à AFP.

“Este veredicto não é aquele que esperamos de um amigo e parceiro confiável do Reino Unido e é contrária às garantias recebidas”, disse Hunt, referindo ter ainda evocado o caso de Matthew Hedges com o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohammed bin Zayed.

“Eu pessoalmente levantei o caso de Matthew Hedges no mais alto nível do Governo dos Emirados Árabes Unidos, especialmente durante minha visita a Abu Dhabi, a 12 de novembro. Nesta ocasião, falei com o príncipe herdeiro Mohammed bin Zayed e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Abdullah bin Zayed”, disse o ministro britânico.

Jeremy Hunt afirmou que deixou claro em muitas ocasiões que a gestão deste caso pelos Emirados Árabes Unidos poderia afetar a relação entre os dois países, que “deve ser baseada na confiança”. “Eu lamento que tenha chegado a este ponto e exorto aos Emirados Árabes Unidos que reconsiderem o caso”, disse ele.

“Os nossos serviços consulares estão em contacto próximo com Matthew Hedges e a sua família e continuaremos a fazer tudo o que pudermos para o apoiar”, disse Hunt.

Em meados de outubro, o procurador-geral dos Emirados Árabes Unidos, Hamad al-Shamsi, anunciou que Matthew Hedges deveria ser julgado em Abu Dhabi “sob a acusação de espionagem para um país estrangeiro, colocando em perigo a segurança militar, política e económica do Estado”.

Segundo Al-Shamsi, Hedges usou o seu estatuto de investigador como cobertura e as acusações contra o britânico são “baseadas em evidências”. O britânico foi libertado provisoriamente, a 29 de outubro, com uma tornozeleira eletrónica. Matt Hedges escolheu residir no Dubai, de acordo com sua mulher Daniela Tejada.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo do Brasil aponta início da vacinação entre janeiro e fevereiro

O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, disse que o país vai começar a receber 15 milhões de doses de vacinas para a covid-19 entre janeiro e fevereiro de 2021, com mais cem milhões …

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …