Brasil. Assassinato de motoristas da Uber pode ser a “vingança” por viagem cancelada

O assassinato de quatro motoristas da Uber e de outro serviço de transportes de passageiros numa favela brasileira pode ter sido motivado por vingança depois que a mãe de um líder de uma gangue, que se encontrava doente, ter tido uma viagem cancelada, informaram as autoridades do país.

Os quatro homens, com idades entre os 23 e os 48 anos, foram torturados e mortos depois de serem chamados à favela Jardim Santo Inácio, na cidade de Salvador, na semana passada. Um quinto motorista fugiu e alertou a polícia. Este e duas das vítimas trabalhavam para a empresa de transporte 99. As outras duas vítimas trabalhavam para a Uber, noticiou na quinta-feira o Guardian.

Num comunicado divulgado no mesmo dia, a polícia referiu que o motivo dos assassinatos ainda estava a ser investigado, havendo indícios que apontam “para uma vingança contra os motoristas, depois que uma viagem foi recusada”.

Na sexta-feira, dois suspeitos dos assassinatos foram mortos num tiroteio com a polícia. O corpo de um terceiro homem, suspeito de ordenar as mortes, foi também encontrado pelas autoridades. “O gangster ordenou que essas pessoas fossem mortas porque a sua mãe ligou para a Uber, mas o carro nunca chegou”, disse o governador da Bahia, Rui Costa.

Segundo o relato do motorista que sobreviveu, este foi chamado para a favela na sexta-feira, tendo sido forçado a sair do carro e conduzido para trás de um barraco, onde já se encontrava um motorista morto e os outros estavam a ser torturados. O homem foi também amarrado e torturado, mas conseguiu escapar quando um dos outros colegas conseguiu pegou na arma de um membro do gangue.

As aplicações de partilha de passageiros, como a Uber e a 99, cresceram no Brasil nos últimos anos. A Uber tem mais de 600 mil motoristas no país, muitos dos quais começaram a trabalhar para a empresa após uma recessão que deixou 12 milhões de desempregados.

Segundo a Reuters, os crimes contra motoristas da Uber em São Paulo aumentaram desde 2016, depois que a empresa começou a aceitar pagamentos em dinheiro. Esta passou então a exigir um número de segurança social e a data de nascimento dos passageiros que pagavam em dinheiro.

“A Uber lamenta profundamente esse crime brutal e chocante”, disse uma porta-voz da empresa, enquanto a 99 referiu: “Ficamos profundamente tristes com esses horríveis atos de violência”. Ambas disseram que usam inteligência artificial avaliar riscos.

Atila Santana, presidente do sindicato dos motoristas de aplicações da Bahia, afirmou que as empresas devem ser tão rigorosas na escolha de passageiros quanto na escolha de motoristas. “As empresa não querem mais burocracia porque os utilizadores trazem dinheiro. Elas [as empresa] colocam os motoristas em risco”, frisou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Lua pintou-se de vermelho na Argentina (e a causa não é propriamente boa)

Uma estranha lua com tons avermelhados pintou o céu da Argentina. O fenómeno misterioso encheu as redes sociais de fotografias e teorias. Em diferentes regiões da Argentina, várias pessoas puderam apreciar, nas últimas noites, a Lua …

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …