Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro dos homens da casa.

Um golo de Cristian Borja, já no último quarto-de-hora, chegou para os comandados de Silas somarem os três pontos e subirem ao terceiro lugar da classificação, ultrapassando o Famalicão.

O jogo explicado em números

  • Jogo feio nos primeiros minutos, atabalhoado e confuso, com o Sporting a tentar chegar rápido ao ataque e o Marítimo a colocar “água na fervura”. Aos 11 minutos, Bruno Fernandes serviu Ristovski, que desperdiçou uma boa ocasião, a primeira da partida. E antes do primeiro quarto-de-hora, os “leões” perderam Luiz Phellype, com uma lesão no joelho direito, pelo que Andraz Sporar, contratação de Inverno, estreou-se cedo.
  • Nenhuma das equipas chegou aos 15 minutos em superioridade, com ambas a registarem 50% de posse de bola. As duas formações registavam dois remates cada, o único enquadrado pertencente aos insulares. E aos 18 minutos, na primeira acção relevante, Sporar obrigou Amir Abedzadeh a boa intervenção, antes de Sebastián Coates marcar, num remate acrobático. Mas o lance foi anulado por fora-de-jogo.
  • A equipa leonina começou, aos poucos, a empurrar o Marítimo para a sua grande área, com os insulares a deixarem de encetar transições rápidas. Valeu aos visitantes a desinspiração sportinguista no último passe e no remate, embora os homens da casa registassem já seis disparos, dois enquadrados, à chegada da meia-hora, mas só três de dentro da área contrária.
  • Bruno Fernandes, com um rating de 6.7, voltava a mostrar-se num patamar muito superior a toda a gente, com um registo de três remates, todos de fora da área, dois passes para finalização e dois dribles eficazes. O médio era o único com apontamentos de verdadeira qualidade na partida.
  • Até ao intervalo, a melhor situação de golo pertenceu ao Marítimo, aos 38 minutos, com Rodrigo Pinho, isolado, a rematar forte para grande defesa de Luís Maximiano. Mas a verdade é que os insulares não rematavam desde o minuto 7.
  • Intervalo Nulo ao intervalo em Alvalade, a castigar a falta de ideias e qualidade das duas equipas no último terço. O Sporting dominou, foi superior na maioria dos principais momentos de jogo – excepto na eficácia de passe -, mas não conseguiu concretizar essa maior valia, perante uma formação insular em ritmo pausado, sem pressa e que, por isso, deixou-se empurrar para a sua grande área em diversas fases do encontro. O melhor em campo nesta fase era… Bruno Fernandes – quem mais? Com um GoalPoint Rating de 6.6, o médio registava quatro remates, todos de fora da área, somente um enquadrado, três passes para finalização e dois dribles eficazes em três tentativas.
  • O segundo tempo começou com novo golo do Sporting, anulado por falta de Sporar. Borja cruzou da esquerda, Amir não segurou a bola e Rafael Camacho atirou a contar, mas o esloveno já tinha empurrado René. Ficou, porém, o aviso, com o “leão” a entrar melhor no reatamento.
  • Chegada a hora de jogo, o “leão” registava 55% de posse de bola no segundo tempo e os dois únicos disparos da partida, embora nenhum enquadrado, enquanto do outro lado o Marítimo não tinha qualquer acção com bola na área contrária. Mas aos 61 minutos, Rodrigo Pinho furou a defesa contrária e só não marcou porque Luís Maximiano saiu ao seus pés e afastou o perigo.
  • Aos 70 minutos, em mais um remate de fora da área (o seu sexto), Bruno Fernandes acertou com estrondo na barra da baliza de Amir, numa fase em que que o “leão” mandava nos acontecimentos (61% de posse) e mostrava-se mais perto do golo, perante uma equipa maritimista sem remates no segundo tempo.
  • Para além de Bruno Fernandes, um dos jogadores em evidência nesta fase da partida era Idrissa Doumbia. O “trinco” leonino somava sete recuperações de bola e quatro desarmes, apresentando um rating de 6.6. Era um dos principais responsáveis pela incapacidade visitante de lançar transições ofensivas rápidas.
  • Adivinhava-se o golo leonino, que surgiu aos 76 minutos. Cruzamento da direita de Jovane Cabral, Sporar chegou atrasado àquele que seria um golo na estreia pelo Sporting, mas ao segundo poste, Borja atirou a contar para o fundo da baliza. Ao 17º remate sportinguista, sétimo no segundo tempo, o “leão” chegava ao merecido golo.
  • E seria o único, pois tirando um remate perigoso de Jovane, nenhuma das equipas conseguiria criar mais perigo, em especial o Marítimo, que raramente se conseguiu aproximar sequer da área contrária.

O melhor em campo GoalPoint

O melhor em campo não é surpresa para ninguém. Bruno Fernandes terminou a partida com um GoalPoint Rating de 7.5, uma nota que reflecte a qualidade que o médio emprestou aos momentos ofensivos da sua equipa. Ao todo registou seis remates, todos de fora da área, igualando o seu máximo neste capítulo, tendo acertado uma vez na barra. Para além disso, fez cinco passes para finalização, sendo por isso o jogador que mais lances de perigo construiu na partida. E ainda foi o elemento com mais acções com bola, nada menos que 95.

Jogadores em foco

  • Amir Abedzadeh 6.9 – O segundo melhor em campo acabou por ser o guarda-redes do Marítimo. O iraniano teve dois momentos de menor qualidade, mas teve a sorte de nenhum deles ter tido impacto no jogo – num deslize a bola saiu, noutro o lance, que dava golo, foi anulado. No final contaram as quatro defesas, três a remates na sua grande área, uma a disparo ao ângulo superior. E ainda fez três lançamentos longos eficazes.

Miguel A. Lopes / Lusa

  • Cristian Borja 6.9 – O colombiano decidiu a partida a favor do “leão”. Borja, que substituiu o castigado Marcos Acuña, fez o único golo do jogo, terminando ainda com um passe para finalização, seis cruzamentos (um eficaz), dois dribles completos e sete recuperações de posse.
  • Idrissa Doumbia 6.6 – Escrevemos ao longo da partida que o costa-marfinense estava a ser importante a cortar as tentativas de transição do Marítimo. O “trinco” foi muito importante nos equilíbrios defensivos do “leão”, terminando com sete recuperações de posse e quatro desarmes.
  • Zainadine Júnior 6.3 – O central moçambicano foi evitando males menores junto da sua grande área, perante o recuo insular. Ao todo somou 17 acções defensivas, entre elas seis alívios e quatro bloqueios de remate.
  • Wendel 6.2 – O médio esteve muito bem a preencher os espaços a meio-campo, o que lhe permitiu terminar o encontro com o máximo de recuperações de posse (10). Completou ainda 93% dos 61 passes que realizou e três de seis tentativas de drible.
  • Andraz Sporar 5.6 – O reforço esloveno entrou um pouco a frio, perante a lesão de Luiz Phellype, e pouco depois obrigou Amir a grande defesa. Contudo, passou longos períodos sem intervenção relevante na partida, tirando a falta que acabou por anular um golo a Camacho. Mostrou muita mobilidade, terminando com três remates (um enquadrado) e um passe para finalização.

GoalPoint

PARTILHAR

RESPONDER

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …

Esquerda está contra, PSD não dá a mão. Montijo está em risco (mas "não há drama")

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, vai respeitar a decisão da maioria do Parlamento. "Acataremos, não há drama". Esta quarta-feira, Pedro Nuno Santos respondeu às críticas da esquerda acerca da vontade do Governo …

Reino Unido admite abandonar negociações com a União Europeia

O Governo britânico admite abandonar as negociações com a União Europeia (UE) para um acordo pós-Brexit se não houver progressos até junho, refere um documento publicado esta quinta-feira com a posição do Reino Unido. Num documento …

Bancos avisam: Proibir comissões vai levar a fecho de balcões e despedimentos

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) é contra a proibição de comissões bancárias ou a sua limitação em valor e em número, no MB Way e nos contratos de crédito. As propostas vão ser discutidas …

Juiz Vaz das Neves usou Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros com julgamento privado

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, usou o salão nobre do tribunal para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. De acordo com o jornal Público, …

Sergio Ramos é rei e senhor dos cartões vermelhos. Domina em todas as provas

O central Sergio Ramos foi esta quarta-feira expulso pela 26.ª vez na derrota do Real Madrid no Bernabéu frente ao Manchester City (2-1), na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O futebolista espanhol …

Covid-19. Há oito novos casos suspeitos em Portugal (e vieram todos de Itália)

A Direção-Geral da Saúde confirmou 25 casos suspeitos, 18 dos quais tiveram resultados negativos depois de realizados testes laboratoriais. Nas últimas 24 horas, foram registados oito novos casos suspeitos. Dos novos casos suspeitos, cinco no Hospital …

SC Braga eliminado da Liga Europa. FC Porto e Benfica obrigados a vencer

O Sporting de Braga perdeu esta quarta-feira por 1-0 na receção aos escoceses do Rangers, em jogo da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol, sendo eliminado da competição europeia. O …