No seu primeiro encontro, Boris dirá a Juncker que não vai adiar novamente o Brexit

Will Oliver / EPA

Naquela que será a primeira vez que Boris Jonhson e Jean-Claude Juncker se encontram, o primeiro-ministro britânico vai defender que o Reino Unido não está preparado para adiar mais uma vez o Brexit.

Boris Johnson prepara-se para reunir pela primeira vez com Jean-Claude Juncker desde a sua chegada ao cargo de primeiro-ministro britânico. Em cima da mesa estará a discussão para a saída do Reino Unido da União Europeia, num impasse entre Londres e Bruxelas que dura há muito.

De acordo com a Rádio Renascença, Johnson deverá dizer a Juncker que o Reino Unido não está preparado para adiar novamente o Brexit. O atual prazo limita uma saída da União Europeia até 31 de outubro e o primeiro-ministro britânico almeja um acordo até ao dia 18 do mesmo mês. Caso não cheguem a acordo, Boris reitera um “hard” Brexit, sem adiamento.

“Qualquer extensão adicional do prazo seria um grande erro. Não é apenas uma questão da hesitação e do atraso extras, são também os longos meses adicionais de rancor e divisão – e tudo com enormes custos“, referiu uma fonte de Downing Street, citada pelo Expresso.

No almoço desta segunda-feira, no Luxemburgo, também estarão presentes o negociador-chefe da UE para o Brexit, Michel Barnier, o negociador britânico e conselheiro David Frost e o ministro britânico Stephen Barclay.

Em declarações à Sky News, Barclay garante que há “uma quantidade enorme de coisas a acontecer nos bastidores”, com um acordo à vista entre as duas partes. Já Boris Johnson, ainda que recatado, mostrou-se confiante para a reunião, dizendo estar “cautelosamente otimista”. Quem não se mostra muito esperançoso é Michel Bernier, que defende que “não há razões para estar otimista”.

“Se conseguirmos avançar bastante nos próximos dias, pretendo ir à cimeira crucial e finalizar um acordo que protegerá os interesses de empresas e cidadãos de ambos os lados do canal e de ambos os lados da fronteira na Irlanda”, disse Boris, assegurando que o Reino Unido vai libertar-se das suas “algemas”, tal como “O Incrível Hulk”.

Liberais democratas querem cancelar Brexit

Os liberais democratas britânicos estão determinados a fazer tudo o que conseguirem para travar o Brexit e garantem que o processo será cancelado se ganharem as próximas eleições gerais, segundo uma votação entre os membros do partido.

De acordo com a BBC, o resultado da votação, no decorrer da conferência do partido, em Bournemouth, deu uma esmagadora maioria de votos por uma nova política, tendo o partido defendido um novo referendo sobre o Brexit e dito que faria campanha pela permanência na União Europeia.

“Faremos tudo o que for possível para lutar pelo nosso lugar na Europa e parar o Brexit por completo”, disse a líder dos liberais democratas, Joanne Swinson, após a votação.

No entanto, este compromisso só pode ser concretizado se o partido ganhar as próximas eleições gerais com maioria.

Joanne Swinson disse também que antes da realização das próximas eleições, os liberais democratas vão continuar a trabalhar com os restantes partidos da oposição a fazer campanha por um próximo referendo e para prevenir um Brexit sem acordo.

No seu primeiro discurso na conferência como membro do parlamento, Chuca Umunna — que abandonou o Partido Trabalhista por causa da posição sobre o Brexit — defendeu que isso daria ao partido uma “posição clara e inequívoca”. “Esta [política] vai parar com o constrangimento nacional e permitir-nos focar nas coisas que realmente interessam”, apontou.

Posição diferente teve o ex-parlamentar Simon Hughes, que pediu aos membros do partido que rejeitassem essa política, alegando que isso “afastaria o foco” de obter outro referendo. Na opinião do parlamentar, o primeiro referendo foi uma decisão do povo, e, por isso, “apenas o povo pode revertê-la”.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …

Tondela 1-3 FC Porto | Hat-trick de Taremi castiga insolência beirã

O iraniano Mehdi Taremi foi a grande figura da vitória do FC Porto em casa do Tondela, por 3-1. Os homens da casa marcaram primeiro, mas cedo se viram reduzidos a dez elementos e tiveram …

Chamam-lhe "Lady Trump". A candidata a governadora do Nevada que está a gerar polémica

Conhecida como "Lady Trump", Michele Fiore anunciou a sua candidatura a governadora do estado do Nevada em estilo, gerando polémica nos Estados Unidos. Michele Fiore, vereadora de Las Vegas, anunciou esta terça-feira a sua candidatura a …

Benfica abre inquérito a envolvimento de colaboradores em negócio de ações da SAD

O Benfica abriu um inquérito interno para averiguar o possível envolvimento de dois colaboradores num eventual negócio de transação de ações da SAD ‘encarnada’, informou hoje o clube, em comunicado. “Tendo em conta as recentes notícias …

Um hipopótamo na água

Tribunal norte-americano reconhece hipopótamos de Pablo Escobar como pessoas jurídicas

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do legado deixado na Colômbia por Pablo Escobar, recebeu o estatuto de "pessoas jurídicas". Um tribunal federal dos Estados Unidos defendeu que os descendentes dos hipopótamos do barão da …

Mais rapidez e menos ruído. E-bikes permitem que militares em ação passem despercebidos

Os soldados do Regimento de Cavalaria da Infantaria Montada de Queensland, na Austrália, estão a testar e-bikes para perceber se o veículo poderá ser uma opção válida para operações no terreno. Passar despercebido no terreno é …

Oposição critica Governo de El Salvador por usar a covid-19 para limitar manifestações

Na quarta-feira, a Assembleia Legislativa de El Salvador aprovou um decreto que proíbe reuniões públicas e privadas que não estejam relacionadas com as artes, cultura ou desporto até 8 de dezembro. Segundo a Vice, apesar de …

Portugal com mais 883 casos confirmados e quatro mortes

Portugal regista hoje mais 883 casos confirmados de covid-19 e quatro óbitos pela doença, assim como 729 pessoas recuperadas e menos internamentos em enfermaria e unidades de cuidados intensivos, de acordo com o boletim diário. Segundo …

Um boneco do Super-Homem a voar

Indianos declaram "guerra" ao Super-Homem e à Mulher-Maravilha

Injustice, o último filme de animação da DC Comics, deixou alguns indianos muito perto de um ataque de fúria. Cenas em que o Super-Homem e a Mulher-Maravilha surgem a lutar contra militares indianos e a …