No seu primeiro encontro, Boris dirá a Juncker que não vai adiar novamente o Brexit

Will Oliver / EPA

Naquela que será a primeira vez que Boris Jonhson e Jean-Claude Juncker se encontram, o primeiro-ministro britânico vai defender que o Reino Unido não está preparado para adiar mais uma vez o Brexit.

Boris Johnson prepara-se para reunir pela primeira vez com Jean-Claude Juncker desde a sua chegada ao cargo de primeiro-ministro britânico. Em cima da mesa estará a discussão para a saída do Reino Unido da União Europeia, num impasse entre Londres e Bruxelas que dura há muito.

De acordo com a Rádio Renascença, Johnson deverá dizer a Juncker que o Reino Unido não está preparado para adiar novamente o Brexit. O atual prazo limita uma saída da União Europeia até 31 de outubro e o primeiro-ministro britânico almeja um acordo até ao dia 18 do mesmo mês. Caso não cheguem a acordo, Boris reitera um “hard” Brexit, sem adiamento.

“Qualquer extensão adicional do prazo seria um grande erro. Não é apenas uma questão da hesitação e do atraso extras, são também os longos meses adicionais de rancor e divisão – e tudo com enormes custos“, referiu uma fonte de Downing Street, citada pelo Expresso.

No almoço desta segunda-feira, no Luxemburgo, também estarão presentes o negociador-chefe da UE para o Brexit, Michel Barnier, o negociador britânico e conselheiro David Frost e o ministro britânico Stephen Barclay.

Em declarações à Sky News, Barclay garante que há “uma quantidade enorme de coisas a acontecer nos bastidores”, com um acordo à vista entre as duas partes. Já Boris Johnson, ainda que recatado, mostrou-se confiante para a reunião, dizendo estar “cautelosamente otimista”. Quem não se mostra muito esperançoso é Michel Bernier, que defende que “não há razões para estar otimista”.

“Se conseguirmos avançar bastante nos próximos dias, pretendo ir à cimeira crucial e finalizar um acordo que protegerá os interesses de empresas e cidadãos de ambos os lados do canal e de ambos os lados da fronteira na Irlanda”, disse Boris, assegurando que o Reino Unido vai libertar-se das suas “algemas”, tal como “O Incrível Hulk”.

Liberais democratas querem cancelar Brexit

Os liberais democratas britânicos estão determinados a fazer tudo o que conseguirem para travar o Brexit e garantem que o processo será cancelado se ganharem as próximas eleições gerais, segundo uma votação entre os membros do partido.

De acordo com a BBC, o resultado da votação, no decorrer da conferência do partido, em Bournemouth, deu uma esmagadora maioria de votos por uma nova política, tendo o partido defendido um novo referendo sobre o Brexit e dito que faria campanha pela permanência na União Europeia.

“Faremos tudo o que for possível para lutar pelo nosso lugar na Europa e parar o Brexit por completo”, disse a líder dos liberais democratas, Joanne Swinson, após a votação.

No entanto, este compromisso só pode ser concretizado se o partido ganhar as próximas eleições gerais com maioria.

Joanne Swinson disse também que antes da realização das próximas eleições, os liberais democratas vão continuar a trabalhar com os restantes partidos da oposição a fazer campanha por um próximo referendo e para prevenir um Brexit sem acordo.

No seu primeiro discurso na conferência como membro do parlamento, Chuca Umunna — que abandonou o Partido Trabalhista por causa da posição sobre o Brexit — defendeu que isso daria ao partido uma “posição clara e inequívoca”. “Esta [política] vai parar com o constrangimento nacional e permitir-nos focar nas coisas que realmente interessam”, apontou.

Posição diferente teve o ex-parlamentar Simon Hughes, que pediu aos membros do partido que rejeitassem essa política, alegando que isso “afastaria o foco” de obter outro referendo. Na opinião do parlamentar, o primeiro referendo foi uma decisão do povo, e, por isso, “apenas o povo pode revertê-la”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Imagens de satélite indicam que Irão começou construções em instalação nuclear

Imagens de satélite divulgadas esta quarta-feira mostram atividades na instalação nuclear iraniana de Natanz, um dia depois de inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica confirmarem que o Irão iniciou a construção de uma central …

"Salvadores brancos". Organização vai acabar com as viagens de celebridades a África

A organização Comic Relief vai deixar de enviar celebridades como Ed Sheeran ou Stacey Dooley para fazerem filmes promocionais em países africanos após decidir que a abordagem reforça estereótipos ultrapassados sobre “salvadores brancos”. Além de acabar …

Tragédia no Canal da Mancha. Quatro migrantes morreram em alto mar após Governo rejeitar rota segura

De acordo com as autoridades francesas, quatro migrantes - incluindo duas crianças de cinco e oito anos - morreram ao tentar chegar ao Reino Unido de barco através do Canal da Mancha. O pequeno barco …

Detidos 21 suspeitos de desviarem fundos para financiar Puigdemont na Bélgica

A operação da polícia espanhola contra o alegado desvio de fundos públicos para financiar as despesas do ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont fugido na Bélgica resultou hoje em 21 detidos ligados ao movimento independentista na …

Ativista detido depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Museu do Louvre

Mwazulu Diyabanza foi detido na semana passada em Paris, depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Louvre. O ativista congolês disse que a ação foi parte de um protesto para que os museus europeus …

Proteção Civil do Porto já pediu recolher obrigatório e recomenda novo estado de emergência

A Proteção Civil do distrito do Porto já avançou com o pedido ao Governo de recolher obrigatório para a região. Marco Martins sugere ainda o regresso ao estado de emergência. Marco Martins, responsável pela proteção Civil …

Exames nacionais de 2021 mantêm normas excecionais criadas no anterior ano letivo

Os professores vão voltar a contabilizar, na classificação dos próximos exames nacionais, apenas as respostas às perguntas obrigatórias e àquelas em que o aluno tenha melhor pontuação, à semelhança das normas excecionais aplicadas no ano …

PSD-Madeira critica preços "pornográficos" e "obscenos" nas viagens da TAP no Natal

O PSD-Madeira voltou nesta quarta-feira a criticar os preços praticados pela TAP nas viagens para a região, referindo que na época do Natal chegam a atingir 1.143 euros, e considerou os valores “pornográficos” e “obscenos”. “São …

Autarca de Roma revela que máfia italiana planeou um ataque contra si e a sua família

A presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, revelou que grupos do crime organizado planearam matá-la e a sua família porque ela os estava a atacar em partes da capital italiana que dominam. Aos 37 anos, …

OE2021. "Quem vota contra quer outro modelo ou desistiu de melhorar o SNS", diz Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, sustentou esta quarta-feira que os partidos que vão votar contra o Orçamento do Estado para 2021 querem outro modelo de sistema de saúde ou desistiram de melhorar o SNS. Numa …