Bomba que matou 40 crianças no Iémen foi vendida pelos EUA em 2015

A bomba que matou de 40 crianças num autocarro escolar no Iémen, a 9 de agosto, foi fabricada pelos Estados Unidos e vendida à Arábia Saudita em 2015.

De acordo com a CNN, que avança com a notícia, a bomba utilizada tinha 227 quilos, foi guiada por lasers e produzida pela empresa norte-americana Lockheed Martin e posteriorente vendida à Arábia Saudita.

No bombardeamento morreram mais de 11 civis e ficaram feridas 79 pessoas, incluindo 46 crianças. O ataque foi levado a cabo pela coligação liderada pela Arábia Saudita e apoiada pelos Estados Unidos. A coligação definiu o ataque aéreo no norte do Iémen como uma “operação militar legítima“

Através de uma divulgação, Riad disse que o ataque tinha como alvo os lançadores de mísseis que atingiram a cidade saudita de Jizen no dia anterior, a 8 de agosto, matando um civil iemenita. Os sauditas acusaram os houthis, que têm apoio iraniano, de usarem crianças como escudos humanos.

Bernie Sanders, senador dos EUA, já reagiu à notícia, afirmando que é a hora dos Estados Unidos “pararem de apoiar esta guerra catastrófica”. ”

Não podemos dizer que não sabíamos”, prosseguiu, acrescentando que o país deveria “estar a fazer o possível para criar uma resolução pacífica no Iémen e fornecer ajuda humanitária”, acrescentou através do seu Twitter.

Foi durante a Administração de Barack Obama que se bateu o recorde de vendas de armas a Riad, mas em 2016 foi suspensa a venda de armas teleguiadas, depois da explosão de uma bomba num funeral que matou 115 pessoas.

A venda foi retomada pelo executivo Trump em 2017. Das mais de 17 mil vítimas civis no Iémen desde 2015, mais de dez mil foram atingidas por ataques aéreos lançados pela aviação saudita, aponta um relatório da ONU.

Há mais de três anos que o Iémen assiste a uma luta entre o regime sunita e os Houthi, rebeldes xiitas, que controlam uma grande parte do governo do Norte do Iémen.

O governo está no exílio desde 2014 e conta com o apoio da Arábia Saudita. Já os rebeldes xiitas são apoiados pelo Irão. Este conflito é considerado por muitos um pretexto para um medir de forças entre o Irão e a Arábia Saudita.

ZAP //

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. E?!
    Mas não são vendidas pelos EUA, boa parte das armas que matam inocentes um pouco por todo o mundo?!
    Até parece que o armamento não representa uma fatia importante da economia americana…
    Alem disso, na Arábia Saudita (que “patrocina” vários grupos terroristas), mais de 99% do armamento é Made in USA, portanto até seria estranho que esta bomba não fosse americana!…
    Os 12 mil milhões de euros de armamento que o Trump foi vender A.Saudita, certamente que não são para “dar saude” a ninguém…

    • Até parece que a armas russas e chinesas entre as de outros países não matam ninguém! Até parece que os mais variados grupos terroristas não usam armas de origem russa, a culpa é dos russos!? Foi usada uma bomba comprada a um aliado, que gostemos dele ou não, o que esse aliado faz com esse armamento é com ele, é responsabilidade dele. Se você comprar uma arma para fazer tiro ou se defender é o responsável pelo seu uso e não o fabricante! Neste mundo de estúpidos anda tudo a colocar as questões ao contrário em busca de bodes expiatórios!

      • Ah?!
        A Rússia e China não são para aqui chamados, pois não é uma arma deles que está na foto!…
        Além disso, há o “pequeno” pormenor da Rússia e a China não serem democracias, nem andarem a espalhar “democracia” pelo mundo…
        Sim, sim é um aliado e tal e ninguém tem nada a ver… por isso é que o Bin Laden era saudita e boa parte dos terroristas do 11/Set eram sauditas, grande parte do armamento do Estado Islâmico é americano (entregue pela Arábia Saudita e pelos Emirados), etc, etc…
        Pormenores…

  2. Afinal foram “apenas” 110 mil milhões de dólares em armamento americano vendido no ano passado pelo Tramp à A. Saudita!!

    • É um negócio legitimo. Ou acha que só certos países têm direito a defesa? Quer que os países confiem nos inimigos assumidos? Que anjinho! Deve “esquecer-se” do Irão ali ao lado que ameaça tudo e todos e está presente em todos os conflitos na zona, sendo um inimigo de morte dos sauditas e israelitas!

      • Claro que é legitimo… haja dinheiro e tudo é “legitimo”!…
        Defesa?!
        Mas estas crianças mortas num autocarro escolar do Iémen estavam por em perigo a Arábia Saudita; era?!
        Desconhecia…
        Oh anjinho, a maior ameaça do Médio Oriente é precisamente a Arábia Saudita!!
        Nunca vi o Irão a ameaçar ninguém que não lhes tivesse feito o mesmo antes, nem me lembro de ter visto terroristas iranianos… porque será?!
        Sabe quem está presente em todos os conflitos na região?!
        Pois, adivinhou: são os EUA!!

    • “Foi durante a Administração de Barack Obama que se bateu o recorde de vendas de armas a Riad”. – Mas no final o recorde ainda pertence a Obama…

      De resto, só tenho a comentar que a m*rda das guerras só beneficiam quem lucra com elas. Enquanto houver mentalidades selvagens, existirão guerras…

      • Sim, e?!
        Eu falei nos EUA; o Obama não era presidente dos EUA?
        Mas achei interessante o facto de te “esqueceres” de citar a parte do texto directamente relacionada com a notícia:
        “mas em 2016 foi suspensa a venda de armas teleguiadas, depois da explosão de uma bomba num funeral que matou 115 pessoas.”…

RESPONDER

OE2020. Carga fiscal é ainda maior do que o previsto, alerta UTAO

O conceito de carga fiscal usado pelo Ministério das Finanças na proposta orçamental não corresponde ao utilizado pelo INE e pela Comissão Europeia, afirma a UTAO, dando que o valor é “ainda maior” do que …

A matemática ensina-lhe como tirar a chávena de café perfeita

Através de um modelo matemático, uma equipa de cientistas conseguiu encontrar a forma perfeita de fazer uma chávena de café expresso. Para além de ser mais saboroso, há um menor desperdício. Já alguma vez se perguntou …

Irmã de Isabel dos Santos desafia empresária a devolver 75 milhões a Angola

A ex-deputada do MPLA Welwitschia (Tchizé) dos Santos desafiou esta quinta-feira a irmã Isabel a devolver 75 milhões de euros ou dólares a Angola "para resolver o problema", argumentando que "Angola é de todos". "Como cidadã, …

Dakar novamente de luto. Morreu o piloto holandês Edwin Straver

Morreu o piloto holandês Edwin Straver, que estava internado em estado crítico na sequência de uma queda de mota no rali Dakar, na Arábia Saudita. Edwin Straver, piloto de 48 anos da KTM, estava hospitalizado em …

Armas roubadas ao exército suíço encontradas em Vila Nova de Paiva

Um homem foi identificado pelo núcleo de investigação de Moimenta da Beira da GNR, distrito de Viseu, por posse armas que tinha sido roubadas ao exército suiço, avança a agência Lusa esta sexta-feira.  As armas estavam …

Criada molécula capaz de aproveitar todo o espectro da luz solar

Uma equipa de químicos da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, criou pela primeira vez uma molécula capaz de recolher energia de todo o espectro da luz solar, releva um novo estudo. A nova …

O gás escondido no halo da Via Láctea está a escaldar

O XMM-Newton da ESA descobriu que o gás escondido no halo da Via Láctea atinge temperaturas muito mais quentes do que se pensava anteriormente e que tem uma composição química diferente da prevista, desafiando a …

Meio pombo, meio drone. O PigeonBot mostra como é que os pássaros voam

O PigeonBot procura explorar a morfologia das asas de um pombo e mostrar como é que eles voam. Um melhor entendimento disto pode ter aplicações na aeronáutica. Há muitos anos que o dom dos animais de …

Incêndios na Austrália permitiram descobrir canal mais antigo do que as Pirâmides do Egipto

Depois de a vegetação ter sido devastada pelos incêndios em Victoria, na Austrália, investigadores descobriram que este sistema de canais é significativamente maior do que se pensava. Desde setembro do ano passado que a Austrália enfrenta uma …

Sírios estão a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer

O coordenador do projeto Médicos Sem Fronteiras na Síria diz que muitas famílias estão a ser forçadas a vender os seus bens pessoais para que os filhos possam comer. Bombardeamentos aéreos na Síria são uma constante. …