Bolsonaro diz ter acabado com a Lava Jato por não haver corrupção no Governo

Isac Nóbrega / PR

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, com o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro

O Presidente do Brasil afirmou, esta quarta-feira, que acabou com a operação Lava Jato por já não existir corrupção no Governo para ser investigada.

“É um orgulho, é uma satisfação que tenho, dizer a essa imprensa maravilhosa que eu não quero acabar com a Lava Jato. Eu acabei com a Lava Jato porque não há mais corrupção no Governo”, afirmou Jair Bolsonaro, numa cerimónia sobre medidas para a aviação civil, realizada no Palácio do Planalto, em Brasília.

Sei que isso não é virtude, é obrigação. Nós fazemos um Governo de peito aberto. Quando eu indico qualquer pessoa para qualquer local, eu sei que é uma boa pessoa, tendo em vista a quantidade de críticas que ela recebe em grande parte dos media”, acrescentou o chefe de Estado, cuja gestão tem sido marcada por ataques à imprensa.

As declarações de Bolsonaro surgiram depois de ser criticado por tomar decisões que alegadamente vão contra os defensores da Lava Jato como, por exemplo, a nomeação para o Supremo Tribunal Federal (STF) de Kassio Nunes, juiz que supostamente apoiará os magistrados que habitualmente impõem derrotas àquela que é a maior operação anti-corrupção do Brasil.

Durante a campanha eleitoral, em 2018, Bolsonaro teceu vários elogios à Lava Jato e nomeou Sergio Moro, reconhecido internacionalmente por atuar como juiz na operação, como ministro da Justiça.

Contudo, Moro acabou por pedir a demissão do Executivo em abril, depois de ter acusado o Presidente brasileiro de tentar interferir na autonomia da Polícia Federal, situação que é agora investigada pelo próprio STF.

As declarações de Bolsonaro surgem ainda num momento em que se debate o possível fim dos grupos de trabalho da Lava Jato, através de um projeto de unificação de combate à corrupção no país, que promete ser neutro e livre de ideologias. A conduta da Lava Jato já foi colocada em causa várias vezes, especialmente desde junho do ano passado, num escândalo conhecido como “Vaza Jato”.

Na ocasião, o portal The Intercept Brasil e outros meios da comunicação social começaram a divulgar reportagens baseadas em informações obtidas de uma fonte não identificada, de acordo com as quais o ex-ministro da Justiça terá orientado os procuradores, indicado linhas de investigação e adiantado decisões quando, na altura, era o magistrado responsável por analisar os processos do caso em primeira instância.

Lançada em 2014, a Operação Lava Jato trouxe a público um enorme esquema de corrupção de empresas públicas, como a Petrobras, implicando dezenas de altos responsáveis políticos e económicos. Muitos deles foram detidos e condenados, como o antigo Presidente brasileiro, Lula da Silva, que se encontra atualmente em liberdade condicional.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …