Bolachas artesanais nascidas da crise fazem sucesso

asbolachasdasofia / Facebook

As Bolahas da Sofia

As Bolahas da Sofia

As Bolachas da Sofia e o Atelier da Doçura: uma designer de Aveiro e dois reformados de Ílhavo lançaram bolachas contra a crise.

Sofia Neves, 34 anos, licenciada em design de equipamento, trabalhava até há pouco mais de um ano como freelancer e estava longe de imaginar que hoje passaria os dias a criar bolachas na sua própria empresa.

Em fevereiro de 2013, esta ‘designer’ aveirense começou a ter falta de trabalho, devido à crise no setor da construção, e foi então que, numa conversa de café com uma amiga que já fazia bolachas, resolveu dar um novo rumo à sua vida.

sofia.n.dacosta / Facebook

Sofia Neves da Costa, a fundadora das Bolachas da Sofia

Sofia Neves da Costa, fundadora das Bolachas da Sofia

“Foi uma ideia relâmpago, quando ela me falou que estava a fazer bolachas para vender a amigos. Nesse momento, começaram logo a surgir muitas ideias e um entusiasmo enorme para avançar com o projeto das bolachas”, recordou.

Depois, seguiram-se alguns meses de intenso trabalho a testar e adaptar receitas, até que, no final de 2013, surgiram as “Bolachas da Sofia“.

Primeiro começou a vender bolachas aos amigos, a quem agradece pelo empenho na divulgação do produto, e só mais tarde passou a vender em lojas ‘gourmet’.

As bolachas ganharam fama e atualmente já estão à venda em 17 lojas espalhadas por todo o país, a preços que variam entre os 1,60 e 3,50 euros.

Sofia Neves continua a fazer alguns projetos na área do ‘design’, mas disse que já não era capaz de deixar de fazer bolachas.

“Dá-me muito mais gozo este trabalho, de estar na cozinha a fazer as bolachas e de comunicar com o público, do que estar sentada em frente ao computador. Era um trabalho que já não me iria preencher”, admitiu.

Tal como no caso de Sofia Neves, a crise foi também um mote para um casal de reformados, de 60 e 66 anos, abrir uma empresa de bolachas artesanais no concelho de Ílhavo.

Atelier-da-Doçura / Facebook

As bolachas do Atelier da Doçura

As bolachas do Atelier da Doçura

Daniela e Vítor Silva, ela uma antiga doceira e ele um engenheiro eletrotécnico, começaram a ter dificuldades económicas e decidiram deitar mãos à obra e criar o seu próprio negócio.

“Por causa da crise, as coisas não estavam muito bem”, disse Daniela, adiantando que o marido tinha acabado de se reformar e o dinheiro que recebiam não chegava para pagar as contas, o que levou o casal a ter de procurar uma nova fonte de rendimento.

Foi assim que, em 2012, nasceu o Atelier da Doçura – o nome que, com a ajuda do filho, escolheu para esta pequena empresa familiar.

“Foi aquilo que eu sabia fazer. Nunca me tinha metido a fazer bolachas, mas acho que resultou”, afirmou Daniela Silva, acrescentando que as primeiras bolachas a aparecer foram as de aveia integral, que “tiveram muito êxito”.

Aos poucos, foi introduzindo novas variedades.

Pelas mãos da experiente doceira saem 13 variedades de bolachas, algumas das quais em sabores complexos, como gengibre, alfarroba, batata-doce e cerveja, esta última é a que tem mais saída. “São mais originais e nem toda a gente as quer fazer, porque dão muito trabalho”, referiu.

Todo o fabrico é manual e a cozedura é efetuada em fornos elétricos tradicionalmente usados nas cozinhas domésticas, num espaço construído exclusivamente para este fim, nuns anexos da habitação.

Os pacotes de bolachas custam entre 1,80 e 2,00 euros e podem ser adquiridos em várias ervanárias e lojas ‘gourmet’ ou também podem ser encomendados através do site do atelier.

ZAP/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …