Tony Blair defendeu segundo referendo e Theresa May acusou-o de sabotagem

David Levenson / Pool

A primeira-ministra britânica Theresa May acusou um dos seus antecessores de ter insultado o cargo que chegou a exercer por defender uma nova consulta sobre o Brexit.

Theresa May, primeira-ministra britânica, enfatizou este domingo a sua recusa em convocar um segundo referendo sobre o Brexit e criticou o antigo governante Tony Blair por defender essa opção.

“Tentar enfraquecer as nossas negociações com Bruxelas defendendo um segundo referendo, é um insulto ao cargo que ocupou e às pessoas que serviu”, disse Theresa May, num comunicado em resposta ao antigo primeiro-ministro britânico que esta semana defendeu a necessidade de se realizar um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

Na semana passada, Tony Blair, que foi primeiro-ministro entre 1997 e 2007, sugeriu que os deputados britânicos poderiam avançar para um novo referendo “caso nenhuma das outras opções resulte”.

Estas declarações de Blair surgem num momento sensível do processo de saída britânica da União Europeia: a Câmara dos Representantes prepara-se para votar no plano de saída negociado entre May e os negociadores europeus, uma votação que foi adiada pela primeira-ministra que reconheceu que iria enfrentar um chumbo certo.

Poucos dias depois, Theresa May sobreviveu a uma moção de desconfiança lançada pelo seu próprio partido.

Segundo a Lusa, May garantiu estar confiante de que vai conseguir “garantias adicionais” junto da União Europeia (UE), notando que não se vai “esquivar” da responsabilidade de cumprir o estipulado pelo primeiro referendo, no qual 51,9% da população votou favoravelmente à saída da UE.

“Muitas pessoas querem subverter este processo em prol dos seus próprios interesses políticos, em vez de defenderem o interesse nacional”, acrescentou. Theresa May vincou ainda que o parlamento tem “o dever democrático de cumprir com a decisão de voto dos britânicos”.

Em 14 de dezembro, o Conselho Europeu adotou um conjunto de conclusões que não altera em nada a posição dos 27 sobre o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia, com os líderes europeus a reiterarem a indisponibilidade para renegociar.

“O Conselho Europeu reconfirmou as conclusões de 25 de novembro, dia no qual endossou o acordo de saída e aprovou a declaração política. A União mantém o seu apoio a este acordo e pretende proceder à sua ratificação. Este não está aberto a uma renegociação”, lê-se no primeiro ponto das conclusões da reunião a 27, dedicada ao Artigo 50.º.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Eu! Cancelar resposta

Tribunal de recurso absolve Benfica de jogo à porta fechada

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa absolveu o Benfica das penas de disputar um jogo à porta fechada e do pagamento de uma multa de 56.250 euros, pelo seu relacionamento com grupos organizados de …

Senadora da oposição declara-se Presidente interina da Bolívia. Morales fala no “golpe mais matreiro e nefasto da história”

A senadora da oposição Jeanine Áñez assumiu esta terça-feira a Presidência interina da Bolívia, depois da renúncia de Evo Morales, numa sessão parlamentar que decorreu sem a presença de representares do Movimento para o Socialismo. Segundo …

Cientistas implantaram chip no cérebro de um paciente para ajudá-lo a superar o vício em opióides

West Virginia é o Estado norte-americano com a maior taxa de mortes relacionadas com opióides. Agora, é também o primeiro a usar estimulação cerebral profunda para combater este vício. A Universidade de West Virginia, nos Estados …

Contra “radicalismos, xenofobias e intolerâncias”. Marcelo vai ser distinguido pela mais antiga universidade da Europa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, termina esta quarta-feira em Bolonha a sua visita de Estado a Itália, com um dia dedicado à educação, em que será distinguido pela mais antiga universidade da …

Trump recebe Erdogan na Casa Branca para primeiro encontro após ofensiva na Síria

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebe esta quarta-feira na Casa Branca o seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, naquele que é o primeiro encontro após a ofensiva turca lançada a 9 de outubro …

O mistério daquilo que torna uma piada engraçada (mas só para algumas pessoas)

https://vimeo.com/372607767 Aquilo que torna uma piada engraçada poderá depender do contexto social e temporal. Cientistas ainda tentam perceber até que ponto o nosso cérebro pode ter influência neste processo. Acha engraçada esta piada da Suméria de 1900 …

Elon Musk explica como construir uma cidade sustentável em Marte

O CEO da Space X, o multimilionário Elon Musk, revelou na rede social Twitter detalhes sobre os planos da empresa para estabelecer um assentamento em Marte que seja sustentável para os seres humanos. No entender de …

Físicos já conseguem espreitar o gato de Schrödinger sem o matar

Pode haver uma forma de espreitar o gato de Schrödinger - a famosa experiência mental baseada em felinos que descreve o comportamento misterioso das partículas subatómicas - sem matar permanentemente o animal hipotético. O gato de …

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …