Bill Gates critica rede social Parler. “É ótima” para negacionistas do Holocausto

Michael Buholzer / World Economic Forum

O bilionário e co-fundador da Microsoft criticou esta semana a Parler, uma rede social semelhante ao Twitter na forma como opera, considerando que esta plataforma  um “ótimo” lugar para os negacionistas do Holocausto.

Semelhante à rede social Twitter, a plataforma Parler assume-se como uma rede social pela liberdade de expressão, afirmando que não censura a opinião dos seus utilizadores.

A aplicação, criada em 2018 pelo seu CEO John Matze, tem se tornado bastante popular especialmente entre políticos de direita, comentadores e figuras públicas.

Liderou o número de downloads de utilizadores iOS e Android nos Estados neste mês, depois de ser promovido por várias figuras públicas, como o apresentador da Fox News Sean Hannity, a pivô Maria Bartiromo ou o senador norte-americano Ted Cruz.

Bill Gates critica a aplicação, considerando que muito do seu conteúdo incluiu “coisas malucas”, sugerindo que esta plataforma vai atrair utilizadores que são radicais demais para plataformas mais convencionais como o Facebook ou o Twitter.

“Se quiserem conteúdo sobre a negação do Holocausto, a Parler será ótimo”, disse em declarações ao The New York Times DealBook Summit, citadas pela emissora CNBC.

De acordo com a revista norte-americana Newsweek, a falta de moderação nesta plataforma acaba por atrair utilizadores que foram proibidos ou restringidos pelos serviços das principais redes sociais por violação das respetivas plataformas.

Investigadores observaram que a plataforma tem utilizadores de extrema direita e pessoas que acreditam em teorias da conspiração. “Os adeptos do QAnon, extremistas antigovernamentais e supremacistas brancos promovem abertamente as suas ideologias no site, enquanto a negação do Holocausto, o anti-semitismo, o racismo e outras formas de intolerância também são fáceis de encontrar”, afirmou a Liga Anti-Difamação (ADL).

Para Gates, as redes sociais têm de ter uma regulamentação mais forte nos Estados Unidos para ajudar a evitar a propagação de notícias falsas.

“O Facebook [é a] principal forma de as pessoas acederem a notícias e serem atraídas por histórias cada vez mais radicais, incluindo algumas sobre anti-vacinação ou conspirações. As pessoas não dizem simplesmente: ‘Eu quero ver coisas loucas’. Simplesmente são atraídos e acabam por ver coisas que são excitantes… e aí é quase uma fraqueza humana”.

No início de novembro, o jornal norte-americano The Wall Street Journal noticiou que a plataformaé financiada pelo investidor de fundos Robert Mercer e a sua filha Rebekah, uma família conhecida por fazer donativos robustos a causas conservadoras.

Recentemente, Ivanka Trump, filha do Presidente dos Estados Unidos, anunciou aos seus 10 milhões de seguidores no Twitter que se iria juntar à Parler.

No momento desta publicação, não tinha ainda nenhuma publicação na platadorma.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Zap: ERRO “O Facebook [é a] principal forma de as pessoas acederem a notícias e serem atraídas por histórias cada vez mais radicais, incluindo algumas sobre anti-vaicnação “–> VACINAÇÃO

RESPONDER

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …

Trofense 1-2 Benfica | Águias passam a rasar

O Benfica, da I Liga, venceu hoje o Trofense, da II Liga, por 2-1, no prolongamento, depois do 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue …

Como nasceu o mito dos vampiros? Mais doenças e menos Drácula

Os vampiros são um mito com séculos de história e que podem estar associados a doenças como a raiva e a pelagra — e não ao Drácula. O vampiro é uma imagem comum na cultura pop …

Edifícios impressos em 3D pelo exército norte-americano

Exército dos EUA pode agora imprimir edifícios de cimento em 3D em zonas de desastre

O objectivo da tecnologia é facilitar a construção de casas e pontes quando são precisas com urgência em zonas afectadas por catástrofes. O Corpo de Engenheiros do exército norte-americano pode agora imprimir quartéis, bunkers e outras …

Monumento Pillar of Shame, na Universidade de Hong Kong

Pillar of Shame foi, em tempos, um testemunho da liberdade de Hong Kong. Agora, dizem-lhe adeus

Em tempos, a escultura Pillar of Shame, plantada na Universidade de Hong Kong, foi um testemunho das liberdades da cidade. Agora, está a ser removida. Exposta há mais de 20 anos na Universidade de Hong Kong, …

Arquitetura em nome do amor. Homem constrói casa giratória para que a esposa possa escolher a vista

Na Bósnia, um autodidata de 72 anos construiu uma casa invulgar: a habitação gira 360 graus para mudar de vista. Algumas das mais bonitas obras arquitetónicas do mundo nasceram em nome do amor. É o …

Novo SEF deverá chamar-se Agência para as Migrações e Asilo

Afinal, já não vai haver um Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) para substituir o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), mas sim uma Agência Portuguesa para as Migrações e Asilo (APMA). De acordo com o …

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, com o guarda-redes Diogo Costa

Diogo Costa renova com o FC Porto até 2026

O guarda-redes Diogo Costa renovou contrato com o FC Porto até 2026, anunciaram os dragões, na tarde deste sábado. Diogo Costa, de 22 anos, aproveitou a lesão de Marchesín no início da temporada e assumiu a …

O algoritmo das plataformas de streaming afeta o que vemos (e quem somos)

As plataformas de streaming usam um algoritmo que afeta aquilo que vemos e o que queremos ver, moldando a nossa personalidade. Squid Game, o drama coreano distópico da Netflix, tornou-se a série mais vista lançada pela …

BPN e Banif custam mais do que alívio de IRS e subida de pensões

A despesa prevista no OE2022 para os veículos financeiros dos antigos Banif e BPN supera o valor previsto para medidas como o alívio no IRS e o aumento extra das pensões. Tal como destaca o Dinheiro …