O que havia antes do Big Bang? Hawking desvenda o enigma

Gerd Altmann / pixabay

Big Bang

No Big Bang, toda a matéria do universo estava condensada numa partícula de matéria incrivelmente densa e quente

O físico britânico Stephen Hawking respondeu no programa StarTalk a um enigma que agita os cientistas há décadas. O que existia antes do Big Bang e do início do nosso Universo?

No momento do Big Bang, toda a matéria do universo estava condensada numa partícula de matéria incrivelmente densa, incrivelmente quente. Mas o que havia antes disso?  O famoso astrofísico Stephen Hawking tem uma resposta para o enigma, que se baseia numa teoria conhecida como “proposta sem limites“.

“A condição das fronteiras do universo… é que não tem fronteiras“, disse o astrofísico britânico ao apresentador do programa de rádio StarTalk e ele próprio também um conhecido astrofísico: Neil deGrasse Tyson.

Como se sabe agora, o universo está constantemente a expandir-se. À medida que retrocedemos no tempo, o universo contrai-se e, há cerca de 13.8 mil milhões de anos, todo o universo estava reduzido ao tamanho de apenas um átomo, diz Hawking.

Esta bola subatómica é conhecida como singularidade, explica o Live Science. Neste ponto extremamente pequeno e massivamente denso de calor e energia, as leis da física e do tempo deixam de funcionar da forma como as conhecemos.

Por outras palavras, o tempo como o entendemos literalmente não existia antes de o universo começar a expandir-se. Pelo contrário, a flecha do tempo contrai-se infinitamente à medida que o universo se torna cada vez menor, sem nunca conseguir alcançar um ponto de partida claro – e por consequência, ir para além dele.

Não é a primeira vez que Hawking discute esta teoria. Em novembro do ano passado, o astrofísico já tinha dado uma palestra sobre o assunto para um documentário publicado no YouTube.

Os eventos antes do Big Bang simplesmente não são definidos, porque não há forma de medir o que aconteceu. Como os eventos anteriores ao Big Bang não têm consequências observacionais”, conclui Stephen Hawking, “pode-se cortá-los da teoria e dizer que o tempo começou no Big Bang“.

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Mais um que tenta adivinhar ou será que ele estava presente …o que hoje é uma verdade amanhã é uma mentira, vejam no campo da medicina, tantas verdades que o tempo as transformou em mentiras.

  2. Como é possível um universo que contém tantos milhões de galáxias, alguma vez ter estado confinado num corpo único com a dimensão de um átomo? Isto é um disparate. A dimensão do corpo antes do big bang sería macroscópica e a temperatura seria de 0 graus kelvin, porque estava comprimido o máximo que a natureza permite e nesse estado as partículas nem espaço vazio têm para se movimentar, tal a compactação. O corpo primordial, teria energia potencial máxima e energia cinética nula no seu interior.

  3. Como tudo na vida, os universos nascem e morrem. Não há UM universo, há infinitos universos, que se reproduzem infinitamente. A questão da razão do SER ou NÃO SER não se coloca aqui. Ser e não ser é a mesma coisa, ou se quisermos, o não-ser gera o ser e o ser gera o não-ser. Nunca seremos capazes de intender isto. Salvo o devido respeito, o sr. Hawking é famoso mais pelas asneiras que escreveu que pelas descobertas que fez. Todos nós temos o direito de dizer asneiras, tal como a minha teoria que acabei de expor…

  4. Espaço é espaço. Quando ocupado e em expansão tem obrigatoriamente de estar a provocar a contração de algo nas suas fronteiras. Quando esse algo for do tamanho de um átomo, como dizem, terá tanta energia que expandirá e contrairá o que o contraiu. Como molas que se empurram. Se não houvesse tempo como diz a notícia nada aconteceria pois não ocorreria evolução que originou o big bang.

  5. No Princípio, já era,
    Meio e Fim. Omnipresença intemporal.
    Porque o Universo das Naturezas é. Não foi nem está para ser.
    Não há princípio, meio e fim no transcendental. Não carece.

  6. Não vale a pena (ou vale?) perdermos tempo com esta questão – a maior de todas! – enquanto a trabalharmos à nossa medida, segundo a nossa própria dimensão, ou seja, dentro dos limites da compreensão a que, por enquanto, tem por base o que convencionamos ser lógico e inteligível.
    Porque nunca nos afastaremos dessa/desta dimensão, para não deixarmos de ser NÓS, contentemo-nos com ficar por aqui.

Casaco e guitarra de Kurt Cobain vão a leilão (e valem milhares de euros)

O casaco que o líder dos Nirvana usou no lendário concerto MTV Unplugged in New York vai ser leiloado, com um preço de venda estimado em 270 mil euros. Uma guitarra de Cobain pode ficar …

"50 sombras" da Idade Média. Páginas censuradas de um livro francês encontradas nos EUA

As páginas de um romance medieval foram descobertas nos arquivos da Diocese de Worcester, no estado norte-americano de Massachusetts.  Investigadores descobriram uma versão perdida de um romance medieval, que contém cenas eróticas. O poema francês - …

A tecnologia usada na Bitcoin também está a ser usada para encontrar o amor

Várias dating apps (aplicações de encontros) estão a recorrer ao blockchain para que os seus utilizadores possam encontrar a cara-metade de uma forma mais segura e transparente. O Tinder é provavelmente a dating app mais usada …

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …