O que havia antes do Big Bang? Hawking desvenda o enigma

Gerd Altmann / pixabay

Big Bang

No Big Bang, toda a matéria do universo estava condensada numa partícula de matéria incrivelmente densa e quente

O físico britânico Stephen Hawking respondeu no programa StarTalk a um enigma que agita os cientistas há décadas. O que existia antes do Big Bang e do início do nosso Universo?

No momento do Big Bang, toda a matéria do universo estava condensada numa partícula de matéria incrivelmente densa, incrivelmente quente. Mas o que havia antes disso?  O famoso astrofísico Stephen Hawking tem uma resposta para o enigma, que se baseia numa teoria conhecida como “proposta sem limites“.

“A condição das fronteiras do universo… é que não tem fronteiras“, disse o astrofísico britânico ao apresentador do programa de rádio StarTalk e ele próprio também um conhecido astrofísico: Neil deGrasse Tyson.

Como se sabe agora, o universo está constantemente a expandir-se. À medida que retrocedemos no tempo, o universo contrai-se e, há cerca de 13.8 mil milhões de anos, todo o universo estava reduzido ao tamanho de apenas um átomo, diz Hawking.

Esta bola subatómica é conhecida como singularidade, explica o Live Science. Neste ponto extremamente pequeno e massivamente denso de calor e energia, as leis da física e do tempo deixam de funcionar da forma como as conhecemos.

Por outras palavras, o tempo como o entendemos literalmente não existia antes de o universo começar a expandir-se. Pelo contrário, a flecha do tempo contrai-se infinitamente à medida que o universo se torna cada vez menor, sem nunca conseguir alcançar um ponto de partida claro – e por consequência, ir para além dele.

Não é a primeira vez que Hawking discute esta teoria. Em novembro do ano passado, o astrofísico já tinha dado uma palestra sobre o assunto para um documentário publicado no YouTube.

Os eventos antes do Big Bang simplesmente não são definidos, porque não há forma de medir o que aconteceu. Como os eventos anteriores ao Big Bang não têm consequências observacionais”, conclui Stephen Hawking, “pode-se cortá-los da teoria e dizer que o tempo começou no Big Bang“.

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Mais um que tenta adivinhar ou será que ele estava presente …o que hoje é uma verdade amanhã é uma mentira, vejam no campo da medicina, tantas verdades que o tempo as transformou em mentiras.

  2. Como é possível um universo que contém tantos milhões de galáxias, alguma vez ter estado confinado num corpo único com a dimensão de um átomo? Isto é um disparate. A dimensão do corpo antes do big bang sería macroscópica e a temperatura seria de 0 graus kelvin, porque estava comprimido o máximo que a natureza permite e nesse estado as partículas nem espaço vazio têm para se movimentar, tal a compactação. O corpo primordial, teria energia potencial máxima e energia cinética nula no seu interior.

  3. Como tudo na vida, os universos nascem e morrem. Não há UM universo, há infinitos universos, que se reproduzem infinitamente. A questão da razão do SER ou NÃO SER não se coloca aqui. Ser e não ser é a mesma coisa, ou se quisermos, o não-ser gera o ser e o ser gera o não-ser. Nunca seremos capazes de intender isto. Salvo o devido respeito, o sr. Hawking é famoso mais pelas asneiras que escreveu que pelas descobertas que fez. Todos nós temos o direito de dizer asneiras, tal como a minha teoria que acabei de expor…

  4. Espaço é espaço. Quando ocupado e em expansão tem obrigatoriamente de estar a provocar a contração de algo nas suas fronteiras. Quando esse algo for do tamanho de um átomo, como dizem, terá tanta energia que expandirá e contrairá o que o contraiu. Como molas que se empurram. Se não houvesse tempo como diz a notícia nada aconteceria pois não ocorreria evolução que originou o big bang.

  5. No Princípio, já era,
    Meio e Fim. Omnipresença intemporal.
    Porque o Universo das Naturezas é. Não foi nem está para ser.
    Não há princípio, meio e fim no transcendental. Não carece.

  6. Não vale a pena (ou vale?) perdermos tempo com esta questão – a maior de todas! – enquanto a trabalharmos à nossa medida, segundo a nossa própria dimensão, ou seja, dentro dos limites da compreensão a que, por enquanto, tem por base o que convencionamos ser lógico e inteligível.
    Porque nunca nos afastaremos dessa/desta dimensão, para não deixarmos de ser NÓS, contentemo-nos com ficar por aqui.

Nós, Cidadãos! convida Aliança para coligação. Partido de Santana ainda está "a examinar"

O partido Nós, Cidadãos! desafiou a Aliança para uma coligação eleitoral “ao centro”, mas fonte oficial da força política liderada por Santana Lopes esclareceu que ainda está “a examinar”. O presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, confirmou à …

Benfica desmente negociações com Atlético de Madrid por João Félix

O Benfica desmentiu, em nota divulgada esta segunda-feira, todas as notícias que dão conta de uma transferência iminente de João Félix para o Atlético de Madrid. João Félix tem feito capa em vários jornais espanhóis, que insistem …

Não havia tantos pré-avisos de greve desde o tempo da troika

Nas próximas semanas, são poucos os dias úteis que não têm pelo menos uma greve. Se o ritmo se mantiver, este será o ano da legislatura com mais pré-avisos. Dos hospitais aos tribunais, passando pelos transportes …

“Maré vermelha” interdita banhos em várias praias do Algarve

As praias entre a Ilha do Farol e Vilamoura, no Algarve, estão interditadas a banhos devido a uma concentração de uma alga marinha que pode ser perigosa para a saúde. As praias algarvias entre a Ilha …

Gulbenkian vende petrolífera Partex por 555 milhões de euros

A Fundação Gulbenkian assinou, esta segunda-feira, um acordo para a venda da Partex com a PTT Exploration and Production por 555 milhões de euros. Em comunicado hoje divulgado, a Fundação Gulbenkian informou que "a operação terá um …

Ex-diretor revela carta que desmente Berardo sobre créditos na CGD

O ex-diretor de grandes empresas da CGD afirmou que José Berardo enviou uma carta dirigida a Carlos Santos Ferreira, ex presidente do banco, a solicitar a abertura do crédito de 350 milhões de euros para …

Suecos burlaram multinacionais em 1,7 milhões de euros a partir de Setúbal

Um casal de suecos burlou várias empresas multinacionais com um esquema de roubo de emails praticado a partir de Setúbal. Estas empresas chegaram a transferir 1,7 milhões de euros até à detenção do casal. Michel M., …

Huawei admite quebra de receitas superior a 26 mil milhões de euros

O fundador da Huawei admitiu esta segunda-feira uma quebra de receitas em 30.000 milhões de dólares (26.760 milhões de euros), face à pressão de Washington, que acusa o grupo de telecomunicações de estar exposto à …

Relação agrava pena de subcomissário da PSP que agrediu adeptos do Benfica

O Tribunal da Relação de Guimarães agravou para três anos e meio a pena de prisão, suspensa na sua execução, de um subcomissário da PSP por agressão a dois adeptos do Benfica naquela cidade, em …

Indonésia devolve aos EUA cinco contentores com resíduos não declarados

A Indonésia devolveu cinco contentores de lixo aos Estados Unidos (EUA) por terem sido encontrados resíduos não declarados no seu interior, informaram esta segunda-feira fontes oficiais. O porta-voz do ministério do Meio Ambiente indonésio, Djati Witjaksono …