Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos “swing states” continua

Jim Lo Scalzo / EPA

Último debate presidencial entre os candidatos à Casa Branca, Donald Trump e Joe Biden

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não basta vencer nas urnas, também é preciso ganhar no Colégio Eleitoral.

O Colégio Eleitoral é a peça chave das eleições presidenciais nos EUA, pois para ganhar a corrida à Casa Branca é necessário obter a maioria dos 538 votos dos delegados. E é aqui que os “swing states” assumem um papel muito importante na eleição – este ano já denominada como a “eleição da década”. No total, estes estados (considerados decisivos) elegem 125 delegados. No fim, são necessários pelo menos 270 para vencer.

A cinco dias do desfecho, a campanha de Donald Trump e Joe Biden está ao rubro, mas a batalha pela conquista dos “swing states” pode ser decisiva para desequilibrar as eleições presidenciais nos EUA. É nestes estados mais instáveis nas intenções de voto que tudo pode mudar.

Um desses casos é a Florida, onde os dois candidatos realizaram comícios na passada quarta-feira. O tempo está a esgotar-se, mas os dois candidatos não desistem de angariar votos no eleitorado destes estados. Hoje, Trump estará presente na Geórgia e na Pensilvânia, cruzando-se novamente com Biden no Michigan, que por sua vez se desloca também ao Iowa e a Wisconsin.

Segundo uma sondagem da CNN, a nível nacional, Joe Biden continua a liderar com 54% das intenções de voto, enquanto o seu rival, Donald Trump, segue com 42%. Porém, estas estatísticas não devem tranquilizar o candidato democrata. Recordando o que aconteceu em 2016, quando Hillary Clinton se afirmou nas sondagens, mas mesmo assim acabou por sair derrotada, cedendo assim o lugar de presidente à Trump.

Assim se percebe a importância do Colégio Eleitoral. O candidato vencedor tem de recolher 270 votos dos delegados para se tornar Presidente e, no total, estes estados elegem 125 representantes: Flórida (29) , Pensilvânia (20), Ohio (18), Michigan (16), Carolina do Norte (15), Arizona (11), Wisconsin (10) e Iowa (6).

Para já, na Florida, o “swing state” com mais peso, Biden recolhe 51% das intenções de voto, contra os 43,6% de Trump. Resultado semelhante verifica-se na Pensilvânia, onde o democrata obtém 50,5% e o republicano fica apenas com 45,2%. Esta tendência verifica-se também no Arizona e em Wisconsin.

Também no Michigan, Joe Biden lidera com 50,5%, à frente dos 43% de Donald Trump. No entanto, mais renhido está o cenário na Carolina do Norte, onde o democrata tem mais dois pontos percentuais do que o atual presidente dos Estados Unidos.

A balança mais equilibrada sé no Iowa, pois Biden parece convencer apenas 47,3% do eleitorado, posicionando-se assim três décimas de vantagem do seu opositor.

Só o Ohio parece ser um território mais favorável aos republicanos, uma vez que aqui Trump toma a dianteira com 48,5% das intenções de votos, seguido de perto por Biden,  que conta com 46,6% das preferências.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …