Biden pode desacelerar o programa lunar para focar a NASA nas alterações climáticas

Jim Lo Scalzo / EPA

O recém-eleito Presidente norte-americano, o democrata Joe Biden, pode desacelerar o programa lunar da NASA para focar a agência espacial norte-americana no clima e no combate às alterações climáticas.

A hipótese é avançada esta semana pelo portal Space News, que frisa, contudo, que a informação é ainda meramente especulativa, apesar de ser baseada no programa do Partido Democrata, publicado em julho deste ano.

“Os democratas também apoiam o fortalecimento das missões de observação da Terra da NASA e da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional para melhor compreender como é que as mudanças climáticas estão a impactar o nosso planeta natal”, pode ler-se.

Ao contrário da Administração de Donald Trump, que canalizou grande parte dos esforços da NASA nos últimos anos para a exploração da Lua, tendo em vista missões tripuladas ao satélite natural e, mais tarde, até para Marte, Joe Biden poderá querer direcionar os trabalhos da agência espacial norte-americana para o ambiente e a mudança climática.

O plano democrata não refere a meta traçada por Trump para a missão à Lua em 2024.

O mesmo portal recorda as declarações do antigo vice-administrador da NASA, que falou no passado sábado sobre eventuais mudanças com a chegada de Biden à Casa Branca.

“Gerir a capacidade de a Terra de sustentar a vida humana e o biodiversidade dominará, provavelmente e na minha opinião, uma agenda espacial civil para um Governo Biden-Harris”, disse Lori Garver em conferência de imprensa.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Bloco quer administração da RTP nomeada pela Assembleia da República

O Bloco de Esquerda fez várias propostas à revisão do contrato de concessão do serviço público de rádio e televisão. Do lado dos trabalhadores da RTP, a proposta foi arrasada. O Governo colocou em consulta pública, …

Decisão da insolvência da Groundforce pode demorar dois meses. Salários de maio em risco

Os salários de maio de 2400 trabalhadores da Groundforce devem ser pagos dentro de duas semanas, mas é grande a probabilidade de que isso não aconteça, à semelhança do que ocorreu em fevereiro, elevando as …

Pedro Nuno Santos garante que investimento público em redes de nova geração vai avançar

Pedro Nuno Santos garantiu, na quinta-feira, que o “investimento público” em redes de comunicações eletrónicas “vai avançar”, de forma a levar conectividade às regiões do país onde as redes das operadoras privadas não chegam. O ministro …

PPP hospitalares geraram poupanças para o Estado

O Tribunal de Contas publicou um relatório em que sustenta não ter dúvidas sobre as vantagens que as parcerias público-privadas (PPP) na saúde trouxeram ao Estado, ao longo da última década. Os hospitais em parceria público-privada …

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …

PAN começa a ser julgado por falsos recibos verdes

O PAN vai começar a ser julgado este mês devido ao caso dos falsos recibos verdes. O partido enfrenta três processos judiciais, sendo que o arranque do julgamento do primeiro está marcado para 17 de …

Radovan Karadzic vai ser transferido para o Reino Unido

Radovan Karadzic, antigo líder dos sérvios da Bósnia condenado por genocídio no massacre de mais oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica, em 1995, vai ser transferido para o Reino Unido, onde vai continuar a cumprir …

Adjunta de Matos Fernandes era sócia de empresa que fez negócios com o ministério

Entre 2016 e 2019, a secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa, acumulou funções quando integrou o gabinete de João Pedro Matos Fernandes, na qualidade de adjunta, sendo, na altura, sócia de uma empresa, …

Cavaco acusa Governo de Costa de continuar a alimentar "monstro" da despesa pública

Cavaco Silva volta a criticar o Governo de Costa, desta vez por criar “impostos adicionais” sobre “tudo o que mexe” para alimentar “o monstro” da despesa pública. O ex-primeiro-ministro e antigo Presidente da República Aníbal Cavaco …

Dívidas de Vieira investigadas. Com falência à vista, grupo do líder do Benfica pagou viagens de luxo

Afinal, o Fundo de Resolução nunca aceitou a reestruturação das dívidas do grupo empresarial de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que foi dito aos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito aos grandes devedores do …