Bélgica decreta recolher obrigatório e encerra bares e restaurantes por um mês

worldeconomicforum / Flickr

Primeiro-ministro belga, Alexander De Croo

O Governo belga anunciou, esta sexta-feira, novas medidas, entre elas a imposição de um recolher obrigatório a partir da meia-noite e o encerramento de todos os cafés, bares e restaurantes durante um mês.

O primeiro-ministro belga, Alexander de Croo, decretou esta sexta-feira o recolher obrigatório em todo o território belga e o encerramento de bares e restaurantes, para combater o que qualificou de “aumento exponencial” dos casos de covid-19 na Bélgica.

Referindo que “os números são alarmantes e significativamente mais elevados do que em março e em abril”, altura em que foram tomadas “medidas duras”, De Croo referiu que a missão do governo belga é a de “fazer baixar esses números” e que, para tal, terão que ser adotadas “medidas mais estritas”.

Entre as medidas adotadas – e que entrarão em vigor a partir da próxima segunda-feira – encontra-se o recolher obrigatório entre as 00h e as 5h, a proibição da venda de álcool após as 20h, e o encerramento de bares, cafés e restaurantes durante um mês.

“Os cafés e restaurantes vão fechar, trata-se de uma medida temporária que ficará em vigor durante um mês. Será feita uma avaliação daqui a duas semanas para decidirmos se a medida se mantém”, referiu De Croo.

O teletrabalho passa também a ser obrigatório “sempre que possível” e só será autorizado o encontro com, no máximo, uma pessoa exterior ao agregado familiar.

“Temos consciência que estas medidas são muito duras e que, para muitas pessoas, são injustas, mas este vírus também é injusto. Ainda que nos atinja a todos, atinge sobretudo as pessoas mais vulneráveis e nós temos de adotar estas medidas para protegermos essas pessoas”, sublinhou o primeiro-ministro belga.

De Croo qualificou a situação atual de “grave”, referindo que se trata de um “crescimento exponencial da pandemia” com o número de casos a “duplicar semanalmente”, e que “todos ressentem hoje a presença” do novo coronavírus covid-19.

“A diferença relativamente ao mês de março e de abril, é que o vírus está muito mais próximo de nós: conhecemos todos pessoas que estão em quarentena, que estão contaminadas ou que estão gravemente doentes. Todos ressentem hoje a presença deste vírus”, referiu De Croo.

O governante sublinhou ainda que os próximos dias continuarão a ser “muito difíceis” em termos de números. “É importante chamar a atenção: nos próximos dias, as novidades continuarão a ser más”, afirmou De Croo.

Sem saúde, não há liberdade; sem saúde, não há felicidade; sem saúde, não há vida. Hoje, temos todos de dar um passo para trás para, amanhã, podermos dar, juntos, um passo em frente”, concluiu o primeiro-ministro belga.

Segundo dados divulgados esta sexta-feira, a Bélgica registou, entre os dias 6 e 12 de outubro, uma média diária de 5.976 novas infeções, um aumento de 96% relativamente à semana anterior, para um total de 191.959 casos desde o início da pandemia e um balanço de 10.327 mortes.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …