Belenenses e Santa Clara também têm direito a nota artística

– Então? Numa jornada de Benfica-Sporting e de um importante Rio Ave-FC Porto, este indivíduo aborda o Belenenses-Santa Clara neste espaço?
– É verdade.

Por duas razões: a primeira é que fui eleita a Miss Mundo em 1943… Não.

A primeira razão é que este jogo, surpreendentemente, era uma disputa direta por um lugar europeu; quer dizer, se o Belenenses tiver passaporte. É preciso ter os documentos em dia para jogar na Europa.

A segunda razão é que, quando estamos na última semana do campeonato, ao fazer a retrospetiva destas brincadeiras musicais, reparei que três equipas nunca passaram por cá nesta época. Belenenses e Santa Clara eram duas delas. Nesta contagem final, esses três emblemas também têm direito a estar aqui.

Vamos à luta pela Europa.

Quando? Está para breve? O início seria às cinco da tarde, já passam mais de quatro minutos e nada. Mas pronto: um jogo em Portugal começar exatamente à hora prevista… É pouco frequente.

Há aqui problemas, no Jamor.

Primeiro, ainda é um problema, ou no mínimo é uma confusão, ver um jogo neste estádio que não é a final da Taça de Portugal.

Segundo, tenho problemas em dizer Belenenses SAD. Parece que estou a anunciar a entrada em campo de uma associação de socorros mútuos.

Terceiro, e já com o jogo em andamento, comecei a pensar que havia problemas na transmissão televisiva: só mostrava metade do campo. Dois minutos, grande oportunidade para Cryzan; seis minutos, a mesma coisa; sete minutos, queixas de grande penalidade e golo de Carlos Júnior; onze minutos, novo golo do Santa Clara mas que seria anulado por fora-de-jogo.

Há ali problemas no Belenenses.

Marco, guarda-redes visitante, inventou logo a seguir e poderia ter oferecido o empate ao adversário.

Foi a partir daí que o Belenenses acordou e o campo inclinou, agora para o outro lado. Mateo Cassierra, Afonso Sousa e Chico Teixeira queriam ter marcado. Estiveram perto disso. Mas o guarda-redes que tinha inventado agora estava a brilhar. Três defesas de Marco, as duas primeiras espetaculares!

Segunda parte, Belenenses pouco convincente e três alterações ao mesmo tempo decididas por Petit. Que resultaram: no minuto seguinte à tripla substituição, golo. Do Santa Clara.

Bis de Carlos Júnior. É brasileiro, tem Carlos no nome e, em frente à baliza, mostra que é um homem que sabe o que quer.

Bom, eu cá já começo a ter dúvidas em relação à utilização de fitas métricas nos jogos de futebol. Fitas métricas virtuais que anularam um golo ao Belenenses por causa de oito centímetros e que, na primeira parte, já tinham cancelado os festejos do Santa Clara por causa de 16 centímetros. Oito centímetros. Isso é menos do que o comprimento das réguas que utilizava na escola. Que já eram pequeninas.

Não sei que regras devem ser alteradas; mas sei que oito centímetros não iriam alterar estas jogadas.

E a partida foi chegando ao final, sem mudanças no resultado. Aliás, no último quarto de hora as claras situações de golo foram elaboradas pelo Santa Clara.

O Belenenses não vai chegar à Europa. Tenho pena pelos portugueses. As estatísticas oficiais hão-de aparecer daqui a umas semanas mas desconfio que a equipa mais portuguesa deste campeonato foi o Belenenses, ao lado do campeão Sporting.

Mas, neste jogo, não foi melhor. Sim, Marco evitou golos quase certos no primeiro tempo mas este Santa Clara sabe jogar à bola. E, se ficar à frente da equipa da espada após a última jornada, em julho alguém estrangeiro vai pôr o pé nos Açores.

Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …

Com todos os votos contados, PS vence com pior resultado que em 2013 e PSD conquista 113 câmaras

PS continua a ser o partido com mais representação autárquica em Portugal, apesar de cair para números anteriores à liderança de António Costa. PSD recupera das hecatombes de 2013 e 2017. Quase 24 horas depois após …

Presidente sul-coreano admite proibir consumo de carne de cão

O Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, admitiu, esta segunda-feira, a possibilidade de proibir o consumo de carne de cão, costume que se tornou "uma vergonha internacional", segundo fonte do seu gabinete. "Não terá chegado …

Pelo menos 24 países criaram novas leis para controlar o conteúdo na Internet, revela relatório

Autoridades de pelo menos 24 países, incluindo os Estados Unidos (EUA), estabeleceram novas regras que determinam o tratamento dos conteúdos por parte das plataformas 'online', concluiu um relatório da Freedom House. No seu relatório anual, intitulado …

Exames nacionais e provas de aferição deverão “retomar a normalidade” este ano

Depois de dois anos letivos condicionados pela pandemia da covid-19, o Governo está apostado em retomar, entre outras formas de avaliação, a obrigatoriedade de exames nacionais nas disciplinas de conclusão do ensino secundário. Os exames nacionais …