BE faz ultimato a Centeno: tem até sexta para recuar na revisão do défice

António Pedro Santos / Lusa

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

O Bloco de Esquerda espera que o ministro das Finanças recue na intenção de ir além das metas do défice definidas com Bruxelas e que use essa folga financeira para investir em serviços públicos.

Com quatro meses de execução do Orçamento do Estado, Mário Centeno decidiu mudar as regras do jogo orçamental. O ministro das Finanças decidiu, via Programa de Estabilidade (PE), que vai dar entrada no Parlamento esta sexta-feira, rever a meta do défice.

Os quatro pontos percentuais que separam a meta inicial do défice do valor revisto representam cerca de 600 a 800 milhões de euros. O Bloco de Esquerda espera que Mário Centeno recue na intenção de ir além das metas do défice definidas com Bruxelas e que use essa folga financeira para investir em serviços públicos.

Segundo o Público, o Bloco não percebe o porquê de Centeno insistir numa revisão em baixa do défice e não concorda com a política seguida numa altura em que, avisa o partido, é evidente a necessidade de um investimento extra em saúde e educação.

“Há um compromisso político traduzido na meta do défice. Quando negociámos e o Governo nos disse que não poderia haver mais despesa, negociámos sempre com a meta de 1,1%. Quatro meses depois, o plafond aumentou e, em vez de executar despesa, o Governo quer abater no défice para apresentar 0,7%, um número além do que foi acordado com Bruxelas”, afirma Mariana Mortágua.

Ao Público, a deputado do BE afirma ser “preocupante, e de alguma forma não respeita as negociações no final de 2017”.

No início da semana, Catarina Martins afirmou que rever as metas do défice de um momento para o outro é um desrespeito pelos compromissos assumidos com os parceiros à esquerda e que espera, no mínimo, que haja uma negociação.

“Tudo o que nós queremos é que os compromissos se mantenham, que se mantenha o espírito de negociação, de convergência e de cumprir os compromissos que tivemos até agora na maioria parlamentar”, sublinhou.

Para já, o Bloco de Esquerda não transforma o aviso em ameaça, mas deixa claro que se Centeno não recuar na iniciativa de rever o défice de 1% ou 1,1% para 0,7% até sexta-feira, o Governo não poderá contar com o apoio da bancada bloquista nas votações do Programa de Estabilidade.

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

    • Vai engolir mais um sapo e meter a viola no saco, como de costume. O que é que esta gente está a fazer no Parlamento ? Os seus seguidores não vêem que eles (os bloquistas e comunistas) defendem o governo minoritário por contrapartidas de apenas alguns rebuçados ?!

  1. O bloco de esquerda e o pcp mostraram, na geringonça, a sua verdadeira essência, que é o mesmo que dizer a sua inutilidade.

    Dois partidos que constantemente puxam para eles princípios que são de todos, mas que depois o que verdadeiramente defendem pouco mais é de questiúnculas, como aquela do cartão de cidadania, ou todas as mordomias possíveis e imaginárias para a função pública, por todos os meios, com prejuízo para todos os portugueses.
    Por alguma razão ficaram calados como ratos na questão do brutal aumento de impostos nos combustíveis e IMI, 2 impostos que afetam quase a totalidade dos portugueses e, pior ainda, os afetam de modo regressivo (afetam mais quem menos tem).
    Também não esqueci a posição destes partidos na questão do financiamento partidário, do IVA suportado pelos partidos, do IMI dos bens dos partidos, da homenagem ao ditador e assassino em massa Fidel Castro, etc, etc, etc.
    Há ainda a questão do ódio visceral por tudo que é iniciativa privada ou pela liberdade de cada pessoa enquanto ser individual. Bem vistas as coisas, alguém que não pertença à função pública só estará nas boas graças destes 2 partidos se se mantiver miserável para todo o sempre…

    O bloco de esquerda e o pcp que continuem a entreter-se com questiúnculas e cegueiras ideológicas que os portugueses precisam é de outra coisa. Os portugueses precisam é de alguém que os apoie e que crie as condições para cada um trilhar o seu caminho livremente e concretizar o seu projeto de vida. Enfim, no estado atual, os portugueses já ficavam contentes com alguém que não estorvasse…

  2. É natural que esta corja, de extrema esquerdalhada, comece a respingar. As eleições vão-se aproximando e eles/elas dificilmente colaboram noutra geringonça. Agora o que lhes interessa é os resultados em próximas eleições e que lhes sejam favoráveis. Daqui até lá muitas palhaçadas vão ocorrer, penso eu de que…!

    • Também criticas o governo pelo que se passa nos serviços públicos de saúde?
      Tenho visto muitos á direita a fazê-lo!
      Quando por outro lado, alguém apresenta uma proposta para melhorar esses serviços voltas a criticar?
      Critica-se por ter cão e critica-se por não ter cão?
      As atitudes e posições de quem são palhaçadas?

    • O que interessa é baixar o défice e fazer boa figura em Bruxelas, mesmo que pra isso não haja dinheiro nos hospitais e escolas!!
      Não viu o que se está a passar nos hospitais, em particular na pediatria do São João??

      • Crianças com cancro espalhadas nos corredores do Hospital de S. João, mesmo ao lado de caixotes de lixo ! Aonde nós estamos ! Será que caminhamos para um país de 3º mundo ? Nem o Presidente da República fala desta miséria ? Ou prefere os beijinhos e abraços e as selfies ? Pobre país este! Ao que nós chegámos ! Continuamos pobres e abandonados…

  3. Política mesquinha de palavras só para o Zé ficar entretido…. Este governo é um falhanço dos 3 duques essa é que é essa…. Tudo resto é suor do número elevado de impostos e taxas que o português paga para estes andarem a esbanjar

  4. Pois é, isto de fazer filhos na mulher alheia, perde-lhe a graça e o valor. O mesmo que esta esquerda-lha tenta fazer ao país, rebentar pelas costuras e depois se calhar vem por aí os troikanos outra vez e o Zé pacóvio vai se lixar. Isto de geringonça o país vai ter um preço alto a pagar e que a CEE/UA já avisou os gastos públicos.

    • CEE/UA…?!!! UA quê? Universidade de Aveiro?
      Quanto ao resto tudo de acordo. Estes incompetentes apenas ainda lá estão porque não há qualquer outra alternativa. Isto tem sido mau de mais

  5. O PCP -BE-VERDES que se juntem novamente à Direita como fizeram quando se uniram todos para chumbar o PEC IV. Não se esqueçam que foram eles os grandes causadores da vinda da TROIKA. È certo que PORTUGAL estava com problemas de liquidez assim como outros países, por exemplo Espanha, mas que resolveram ser ser necessária a vinda da TROIKA. Para Portugal veio pelo chumbo do PEC IV.

    Comecem a fazer manifestações, greves e depois quem vai pagar somos todos nós.

    • Olha um saudosista do PEC IV ! Este artolas ML é um dos que defendia os pacotes de austeridade ás prestações. Já íamos no 4º pacote, depois viria o 5º, o 6º, o 7º…
      São esta sumidades, tipo Sócrates, que estão de acordo com a bancarrota socrática e com tudo o que tivemos que suportar para salvar o país do abismo em que foi metido e que ainda hoje todos ainda estamos a sentir, de certa forma. Que ignorância comparar um 4º pacote de austeridade com o estourar completo de um país por parte de um tresloucado.

    • Larga a droga! Larga enquanto podes. Aparentas já estar todo queimadinho dessa cabeça. Mas pode haver algum neurónio que ainda se consiga aproveitar. Entretanto larga isso, que isso deve ser forte e está fazer-te mal.

    • Ou aquela do PAN que tomou a grande medida nacional de pôr gatos e cães
      à porrada nos restaurantes ! E até cobras, lagartos, coelhos, etc. que também poderiam acompanhar os seus donos aos restaurantes. Eram magníficos jardins zoológicos por todo o país ! E arranhões para todos os comensais !
      Quanto a políticos estamos pobres como nunca.Viva a paródia política portuguesa. Assim vamos é para o chafurdo.

      • Isto só lá vai mesmo com muita paciência e humor. É até bastante irónico que a dita esquerda que sempre apoiou (pelo menos em conversa) as artes, agora tenha os teatros em peso à porta. Isto há coisas…
        Quanto à cidadania, aos animaizinhos à bulha nos restaurantes e à recente promoção da desertificação do território com o abate de tudo o que seja árvore, já tudo é de esperar. Depois do episódio de Tancos, que continuo a achar que nem os irmãos Cohen se lembrariam de nada assim, tudo nesta terrinha pode acontecer. Nós ainda não sabemos mas o FMI já deve estar a escolher internamente quem será o próximo a acompanhar-nos.

  6. O senhor Centeno já percebeu que afinal na Europa tem de seguir o caminho que vinha sendo seguido pelo governo anterior e que eles socialistas tanto condenaram e os partidos de extrema-esquerda vão ter que continuar a engolir sapos e assinar por baixo para manterem a geringonça viva.

    • Isto é um Portugal de mínimos com rapinanço de todos os ministérios, visando apenas atingir o défice. Nunca um governo recebeu tanto de impostos em 22 anos e estamos nesta miséria franciscana. Parece que o governo PS nos está novamente a levar para qualquer coisa grave e nós, impávidos e serenos, a permitir que se chegue mais uma vez a um desastre terrível. É tempo de se começar a pôr a boca no trombone.

RESPONDER

O outono chegou e traz aguaceiros. Mas o calor ainda pode aparecer em outubro

O outono começou oficialmente às 8h50 desta segunda-feira. Este é o dia do equinócio, a data em que, segundo o saber popular, o dia e a noite têm a mesma duração. A data que assinala o …

Portugal não aderiu a programa da UE criado de propósito após os incêndios de 2017

No ano passado, a União Europeia criou um programa de proteção civil devido aos incêndios de 2017 em Portugal. Contudo, o país não aderiu ao mecanismo. Em 2017, Portugal viveu momentos difíceis devido aos incêndios que …

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …

41 países comprometem-se com iniciativa "Clima e Qualidade do Ar"

A iniciativa "Clima e Qualidade do Ar", apresentada na véspera da Cimeira da Ação Climática, propõe alcançar até 2030 uma qualidade do ar saudável e a harmonização das políticas de luta contra as alterações …

Reino Unido. Trabalhistas querem abolir ensino privado se formarem Governo

O Partido Trabalhista britânico compromete-se a abolir o ensino privado no Reino Unido caso venha a formar Governo. O plano do partido liderado por Jeremy Corbyn implica nacionalizar e integrar no sistema educativo público todas …

Rio acusa PS de se comportar como "dono disto tudo" (e diz que também tem um "Centeno")

No último debate a dois antes das legislativas de 6 outubro, os líderes do PSD e PS trocaram esta segunda-feira críticas - em tom leve e cordial -, recordando telhados de vidro de cada força …

Em decisão histórica, partidos árabes recomendam Gantz como primeiro-ministro de Israel

O Presidente de Israel, Reuven Rivlin, iniciou este domingo as suas consultas para a formação de um novo Governo. A Lista Conjunta, uma coligação que reúne os principais partidos árabes do país (Balad, Hadash, Ta’al …

Tancos. Azeredo Lopes teve "exercício perverso" de funções públicas, diz Ministério Público

O Ministério Público (MP) já terá terminado a acusação do caso de Tancos, na qual sustenta que o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes soube de toda a encenação, tendo ainda tentado tirar louros políticos …

Salário de 273 mil euros brutos anuais para Varandas revolta accionistas do Sporting

Um grupo de acionistas do Sporting fez chegar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) da Sporting SAD, Bernardo Ayala, um pedido em que exige a retirada da proposta de aumento salarial para o …

Eleições na Madeira. A noite em que quem perdeu ganhou e quem ganhou perdeu

Depois de 43 anos de poder absoluto, o PSD perdeu este domingo pela primeira vez a maioria do parlamento da Madeira. O PS, que atingiu um valor histórico na região, também reclamou louros de vitória. …