BE e PCP em sintonia e a favor do fim do lay-off simplificado

António Cotrim / Lusa

Em vez de prolongar o lay-off simplificado, o Governo de António Costa avançou com o apoio extra à retoma da atividade económica. Apesar de a semana ter sido negra, marcada pelos maus indicadores económicos, o Executivo conta com o apoio dos ex-parceiros de geringonça.

José Soeiro, deputado do Bloco de Esquerda, confessou ao Público que o partido nunca foi favorável a um prolongamento do regime de lay-off simplificado, pelo facto de o regime não ser escrutinável, não ter contrapartidas na protecção ao emprego precário e implicar uma perda de um terço do rendimento.

O PCP também vê defeitos neste regime, nomeadamente a perda de rendimentos e os “abusos” por parte de algumas empresas. “A medida aprovada pelo Governo também não garante a remuneração a 100%, mas cria condições para um aumento da recuperação de rendimentos”, disse Paulo Raimundo, membro do secretariado do comité central, ao diário.

A esquerda está alinhada e a favor do fim do lay-off simplificado. A expectativa de que o lay-off simplificado seria prolongado foi criada pelo ministro da Economia que, em declarações ao Expresso, disse que o Governo estava a equacionar “renovar o lay-off simplificado para empresas com quebras significativas de faturação”.

Mas a conclusão do Conselho de Ministros de segunda-feira foi diferente: foram aprovadas as medidas já previstas no Programa de Estabilização Económica e Social, que seriam o seguimento do lay-off simplificado que termina esta sexta-feira – mantém-se apenas para as empresas fechadas por razões sanitárias e as que ainda não esgotaram as prorrogações possíveis -, e acrescentou uma nova modelação à medida dirigida a empresas com quebra de faturação igual ou superior a 75%.

O apoio extraordinário à retoma progressiva de atividade é uma medida mais indicada para a “fase de retoma”, de acordo com a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho.

Esta semana, dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o emprego revelaram que, até junho, a economia perdeu 183 mil postos de trabalho, e os patrões foram a Belém lembrar que sem lay-off simplificado e sem retoma o pior pode estar ainda para vir: mais desemprego.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …