Acordo longo “é fantasia”. BE admite negociar só para um ano (e Catarina tem Costa nas mãos)

No horizonte está a possibilidade de um acordo anual que não se fique apenas por um compromisso que garanta a aprovação do Orçamento do Estado para 2021. 

Não há relações duradouras nem acordos extensos que convençam o Bloco de Esquerda. O partido encabeçado por Catarina Martins quer concentrar-se num “plano político” para fazer face à crise por parte do Governo e admite negociar um acordo anual que contenha o Orçamento e matérias extraorçamentais em vista.

“Precisamos de um conjunto de medidas de curto e médio prazo. Precisamos de um plano de emergência para 2021, que tenha tradução orçamental” e consequências fora do Orçamento do Estado, como “o salário mínimo ou a reforma laboral”, clarificou um dirigente bloquista ao semanário Expresso.

Quanto a um acordo anual, o responsável respondeu: “pode ser”, frisando que há várias temporalidades a ter em conta, desde logo, a exemplo do que aconteceu em 2015 com as posições conjuntas, em que havia medidas fatiadas anualmente nos orçamentos e medidas extraorçamento.

O cenário de um acordo anual seria mais benéfico para os bloquistas uma vez que obrigaria a uma discussão mais aprofundada sobre temas além do OE. Se PS e Bloco de Esquerda serão parceiros no futuro, ainda é uma incógnita. Certo é que, juntos, conseguem maioria (127 deputados) e o Governo precisa que o Bloco vote a favor ou se abstenha, se todos os outros partidos (PCP incluído) votarem contra.

Mas, para os bloquistas darem o braço a torcer e voltarem a aparecer na fotografia, é preciso uma “clarificação política” do Governo e é agora que tem de ceder. Não há abébias nem instransigências: em cima da mesa estão três tópicos essenciais, como o reforço dos serviços públicos, dos apoios sociais e a reforma do trabalho, insistindo nos precários e no trabalho temporário.

Para já, o Bloco de Esquerda recusa falar em cenários, até porque ainda não percebeu a intenção de António Costa. Francisco Louçã e José Manuel Pureza classificaram as palavras de Carlos César como “intimidação” e “chantagem”, depois de o socialista ter pressionado uma definição da esquerda “de uma vez por todas, sem demoras e sem calculismos”.

Segundo o semanário Expresso, no seio do Bloco de Esquerda admite-se que o partido possa ficar sozinho a apoiar o Governo, mas, para isso acontecer, “tem de ser um acordo com substância”.

Além disso, há outras questões que podem facilitar um acordo anual: o Presidente não pode dissolver até março; a presidência portuguesa da União Europeia vai de janeiro a junho; o próximo exercício orçamental poder ter défice e já conta com dinheiro de Bruxelas; e há na calha medidas expansionistas.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É inutil especular! O Bloco de Esquerda já deu o que tinha para dar a troco de coisa nenhuma. Agora anda a reboque do PS. O sr. PM é incompetetente em quase tudo, incluindo na governação, no entanto é extremamente hábil na manobra política que é a sua “esfera de competência” específica e a que ele imagina como única necessária. Assim vai haver acordo restrito ou alargado, anual, plurianual ou ad-eternum.

  2. Nao sou Politico, nem tao pouco tenho ou tive partido politico, pertenço á facha do chamado voto útil, penso que era interessante e vantajoso para Portugal e os Portugueses termos eleições antecipadas, penso que o povo não gosta da atitude de prepotência que principalmente o BE, mas também o PCP tem demonstrado, e acredito que desta vez não será necessário a geringonça para o Costa poder governar, no PCP já não costume descer eleição para eleição, no BE acredito no trambolhão dramático que terá em próximas eleições.

  3. Pois amigos o PS sem a Geringonça vai cair como já devia ter caido, mas como tem um Presidente que só se manifesta com beijinhos, abraços, e Selfies e que se fod. o povo português.

RESPONDER

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …