Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na bíblia

Os textos da bíblia como a conhecemos hoje foram “canonizados” pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade.

Há mais de 300 textos apócrifos cristãos que não foram incluídos na versão final da bíblia.

De acordo com a LiveScience, novas traduções em inglês desses textos esquecidos foram publicadas este ano no livro New Testament Apocrypha More Noncanonical Scriptures (Volume 2) pela Eerdmans Publishing.

O livro apresenta centenas de textos que já foram considerados verdadeiros pelos seguidores cristãos – mesmo após a canonização da bíblia.

“Os textos apócrifos eram essenciais para a vida espiritual dos cristãos muito depois do aparente encerramento do cânon e os apelos para evitar e até mesmo destruir essa literatura nem sempre eram eficazes”, escreveu Tony Burke, professor de cristianismo primitivo na Universidade de York, do Canadá, que editou o volume.

Os textos apócrifos foram obtidos em vários lugares da Europa e do Egito e, na sua maioria, estão escritos em grego antigo ou latim. Alguns dos textos falam de magia negra e demónios.

Uma dessas histórias segue um personagem chamado Bispo Basílio, que supostamente viveu entre 329 a 379. O Bispo é abordado pela Virgem Maria nos seus sonhos, onde lhe diz para encontrar uma imagem dela que “não foi feita por mãos humanas”. A Virgem Maria instrui-o a colocar a sua imagem no topo de duas colunas dentro da sua igreja localizada fora da cidade de Filipos.

Porém, o bispo encontra os seus homens a lutar contra um grupo de feiticeiros que conheciam a magia diabólica e queriam impedi-lo de completar a sua missão.

“Aqueles que cometeram esse ato maligno de magia impertinente, eis que são cegos, gananciosos”, disse a Virgem a Maria ao Bispo num outro sonho. Quando acorda, a Virgem Maria coloca a sua própria imagem no topo das colunas e surge um riacho que cura as pessoas.

O conto termina com os feiticeiros a ser literalmente engolidos pela Terra.

O texto, escrito na língua copta egípcia que usa o alfabeto grego, foi originalmente escrito há 1.500 anos. As únicas duas cópias remanescentes deste texto estão guardadas na Biblioteca Apostólica do Vaticano e na Biblioteca da Universidade de Leipzig.

Outro texto cristão apresentado no livro data do século XI ou XII. Os estudiosos suspeitam que a história foi escrita originalmente séculos antes, provavelmente cerca de um século antes da primeira história.

Conta a história de Pedro, que encontra seres angelicais que se revelam demónios. As suas verdadeiras formas foram descobertas depois de Pedro ter desenhado um círculo ao redor deles e executado um canto anti-demónio. Depois de os demónios serem revelados, brincam com Pedro sobre os maus tratos de Deus contra a sua espécie em comparação com os humanos pecadores.

“Você tem a parcialidade de Cristo; por isso ele castiga-nos, mas poupa-o quando você se arrepende. Portanto, quando leva uma prostituta e um cobrador de impostos e um negador e um blasfemador e um caluniador para o seu reino, então deve reunir todos nós com você”.

O texto, que foi traduzido por Cambry Pardee, significaria uma perceção em evolução sobre o pecado. “A narrativa ressoa com o contexto das especulações dos séculos IV e V sobre o pecado, mas a sua forma solta e falta de arregimentação parecem representar uma fase inicial desse desenvolvimento”, escreveu Pardee, um professor de religião na Pepperdine University, em Londres.

Estes contos cristãos esquecidos fornecem insights intrigantes sobre os primeiros dias de uma das maiores religiões do mundo.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

    • Cara leitora,
      Não se enerve. O ZAP é o ZAP. Escrevemos em português correto, de forma desempoeirada, usando expressões contemporâneas, em português ou não, que entendamos serem adequadas ao texto. Escrevemos como escrevemos, para leitores informados e que não implicam com preciosismos. Se nos quiser apontar gralhas, erros ou imprecisões (que nos acontecem ocasionalmente), agradecemos. Mas se não gostar do estilo com que escrevemos… ignore por favor o estilo e desfrute do conteúdo que temos o privilégio de coligir e fazer chegar até si.

  1. Tudo não passa de “histórias da carochinha”. Existe o AC e DC, antes de Cristo e depois de Cristo, e os únicos manuscritos encontrados só falam sobre a bíblia. Até parece que não existia mais nada para escrever. Até parece que tudo o que está escrito nos manuscritos, sobre a bíblia, tem que ser verdadeiro. Se compararmos com a quantidade de literatura que existe atualmente, muita dela retratando história fictícias, que nunca aconteceram. Quer dizer que daqui a uns 200, 500 ou 1000 anos, quem encontrar esses livros, vai achar que retratam acontecimentos verdadeiros. Enfim!… Tudo não passa de “histórias da carochinha”. Para além de, quem ler a bíblia com atenção, irá verificar que uma grande parte dos “ensinamentos” que lá existem, são muito pouco aconselháveis.

Responder a Cancelar resposta

Uma das praias mais famosas da Austrália está a desaparecer (e desta vez a culpa não é das tempestades)

https://vimeo.com/444063224 Normalmente, as tempestades ou os ciclones tropicais são os culpados do desaparecimento de grande parte das praias. Contudo, na costa norte de New South Wales em Byron Bay, na Austrália, a causa é outra. Nos últimos …

Prisão preventiva para hacker português suspeito de invadir sistema do tribunal eleitoral do Brasil

O hacker suspeito de invadir o sistema informático do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil, detido no sábado em Portugal, ficou esta segunda-feira em prisão preventiva, disse à agência Lusa fonte ligada ao processo. A PJ, …

Chefe do Governo Hong Kong revela ter "pilhas de dinheiro" em casa por causa das sanções norte-americanas

A chefe do Governo de Hong Kong, Carrie Lam, revelou esta semana ter "pilhas de dinheiro" em casa por causa das sanções norte-americanas. Em declarações à International Business Channel, a líder do Executivo de Hong Kong …

António Mexia e Manso Neto vão deixar gestão da EDP

Os presidentes executivos da EDP e da EDP Renováveis, António Mexia e Manso Neto, ambos suspensos de funções, manifestaram-se indisponíveis para voltar a integrar os órgãos sociais do grupo num novo mandato. Em comunicado à Comissão …

João Ferreira desafia Marcelo a assumir candidatura "o quanto antes"

  João Ferreira, candidato comunista às presidenciais, acredita, como os "todos" os portugueses, que Marcelo Rebelo de Sousa será recandidato, mas desafiou-o esta segunda-feira a dizê-lo "quanto antes", por "uma questão de transparência". “Já todos perceberam o …

Irão. Líder Supremo pede punição pela morte de cientista que liderou programa nuclear

O líder supremo do Irão, o Ayatollah Ali Khamenei, exigiu no sábado punição pela morte do cientista Mohsen Fakhrizadeh, que liderou o programa nuclear de Teerão, enquanto a República Islâmica culpa Israel pelo assassinato. Israel, há muito …

Portugal é o país da UE mais próximo de atingir metas climáticas para 2030

Portugal é o país da União Europeia (UE) mais perto de atingir as suas metas climáticas de redução de emissões até 2030, relativamente aos níveis de 2005, segundo um relatório esta segunda-feira publicado pela Comissão …

Novos casos aumentam mais de 50% em oito concelhos do Norte

O número de novos casos de infeção no Norte aumentou mais de 50% em oito concelhos da região, seis dos quais no distrito de Vila Real e dois em Bragança, segundo o relatório da Administração …

União Europeia convida Joe Biden para cimeira presencial durante presidência portuguesa em 2021

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, convidou o Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, para uma cimeira presencial no primeiro semestre de 2021, durante a presidência portuguesa da União Europeia. Fontes europeias informaram que …

Maior controlo nas fronteiras não foi eficaz para conter o vírus, diz Cabrita

O ministro da Administração Interna considerou esta segunda-feira que o maior controlo nas fronteiras internas do espaço Schengen, durante os primeiros meses da pandemia, não foi eficaz para conter o novo coronavírus. “Ao nível das fronteiras …