/

Bastonária dos Enfermeiros quer centros de vacinação abertos para campanha da gripe

1

Tiago Petinga / Lusa

Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros

Ana Rita Cavaco quer que centros de vacinação contra a covid-19 fiquem abertos, para ajudar à vacinação contra a gripe.

Com 85% da população portuguesa com pelo menos uma dose da vacina, afluência aos centros de vacinação começa a ser residual, com alguns a proceder à transferência dos recursos para os centros de saúde. Até lá, alguns centros de vacinação vão reduzindo o horário de funcionamento.

A maioria das autarquias prevê o encerramento das infraestruturas a partir da terceira semana de setembro, quando está previsto que os jovens sejam inoculados com as segundas doses.

No entanto, a bastonária da Ordem dos Enfermeiros defende que estes centros continuem abertos para ajudar na campanha de vacinação contra a gripe.

A prevalência do vírus da gripe tem sido praticamente inexistente desde que surgiu a pandemia de covid-19. Mas isso poderá mudar em breve, com alguns estudos a sugerirem que este ano a época da gripe vai ser muito complicada.

“A pandemia não acabou. Isso é visível pelo número de casos e número de mortes diários. Portanto, devíamos aproveitar esses centros de vacinação e não desativá-los, para fazermos a vacinação da gripe com muito mais segurança e conforto”, disse Ana Rita Cavaco em entrevista à Renascença.

A bastonária realça que pode ser feita uma reorganização dos espaços, com “corredores dedicados à covid-19 e outros à gripe”. Assim, as duas vacinações poderiam ocorrer simultaneamente.

Ana Rita Cavaco defende ainda a criação de um subsídio de risco para os enfermeiros — não só durante a pandemia de covid-19.

“O que se impõe é que os enfermeiros tenham um subsídio de risco equivalente à das forças de segurança. Algo estável, mensal e que dure para sempre”, explicou à rádio.

Desde o início da pandemia em Portugal, já terão sido infetados quase 8 mil enfermeiros, segundo dados fornecidos pelo Governo à Ordem dos Enfermeiros.

  Daniel Costa, ZAP //

1 Comment

  1. A opinião da “enfermeira” que vai, sem máscara, fazer visitas de “amiga” ao congresso do Chega de Ventura, é mesmo importante…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.