Barcelona vence Supertaça Europeia com um épico 5-4 ao Sevilha

Yuri Kochetkov / EPA

-

O Barcelona conquistou hoje a sua quinta Supertaça Europeia, ao vencer o Sevilha, por 5-4, numa final com o recorde de nove golos, que ficou marcada por uma recuperação ‘histórica’ da equipa sevilhana.

Naquela que foi a final da Supertaça Europeia com mais golos, começou por inaugurar o marcador a equipa do Sevilha, com um golo de livre de Banega, no terceiro minuto, mas Lionel Messi, também de livre, colocou o ‘Barça’ em vantagem com golos aos 07 e 15 minutos, sendo que Rafinha, aos 44, fixou o resultado ao intervalo.

Já na segunda parte, o Barcelona chegou aos 4-1 por Suárez, aos 52 minutos, mas acabou por permitir o empate do Sevilha, que marcou por Reyes, aos 52, Kevin Gameiro, aos 72, de grande penalidade, e Konoplyanka, aos 81.

Já na segunda parte do prolongamento, e quando já se aproximava o desempate por grandes penalidades, Pedro, aos 115 minutos, acabou por fazer o 5-4 final.

Três minutos foi o tempo que o Sevilha demorou a inaugurar o marcador e a colocar-se na frente do marcador ao aproveitar da melhor forma um desentendimento da defensiva ‘culé’, que terminou com uma falta de Mascherano sobre Reyes.

Na conversão do livre, o argentino Banega deixou ‘pregado’ o guardião Ter Stegen.

Se o guardião alemão nada pôde fazer face à execução de Banega, o mesmo se pode dizer do português Beto, que, na resposta ao golo sevilhano, viu Lionel Messi, na transformação de dois livres diretos, colocar o Barcelona em vantagem com duas cobranças a roçar a perfeição. A vantagem do Sevilha durou apenas quatro minutos, sendo que aos 15 o ‘Barça’ já vencia.

Pondo em prática o seu jogo típico de posse e pressão alta, o Barcelona dominou por completo a primeira parte, com a equipa do Sevilha, que pareceu acusar em demasia ausências dos habituais defesas centrais titulares, sem capacidade para parar as ofensivas ‘blaugranas’.

Já depois de uma decisão duvidosa do árbitro escocês William Collum a invalidar um golo a Suárez, aos 28 minutos, o brasileiro Rafinha acabou por, ainda antes do intervalo, fazer o 3-1 para o Barcelona, que até ao intervalo foi ‘dono e senhor’ do jogo.

Na segunda parte o Sevilha entrou a arriscar mais, determinado em não deixar o carrocel do Barcelona funcionar, mas um erro numa transição para o ataque permitiu um golo fácil a Suárez, que cara a cara com Beto não teve dificuldade em fazer o 4-1, estavam então decorridos 52 minutos.

Se com o 3-1 ao intervalo o jogo parecia já resolvido, o 4-1 aos 52 deixava o Barcelona tranquilo no comando do jogo, mas a equipa de Sevilha surpreendeu os campeões da Europa, que acabariam por sofrer três golos em pouco mais de 25 minutos e ser forçado a um prolongamento que até então parecia bem distante.

O 4-2 para o Sevilha, aos 57 minutos, foi da autoria do ex-Benfica José António Reyes, o 4-3, de penalti, da autoria de Kevin Gameiro, aos 72, e Konoplyanka, aos 81, fez o 4-4 que forçou o prolongamento.

Com o Barcelona sem capacidade para segurar a bola e fazer o jogo habitual, o desempate por grandes penalidades parecia já uma certeza, mas o recém-entrado Pedro Rodriguez, numa recarga a um remate de Messi detido por Beto, fez o 5-4 para o Barcelona

O golo permitiu à equipa catalã conquistar a sua quinta supertaça e assim igualar o registo recorde do AC Milan.

O Sevilha ainda esteve perto de fazer o 5-5, mas desperdiçou duas boas oportunidades.

Futebol 365

PARTILHAR

RESPONDER

Alerta de erupção vulcânica. Monte Hakone fechado a turistas

As autoridades japonesas activaram este domingo o alerta por possível erupção vulcânica no monte Hakone, e fecharam todos os acessos à popular paisagem natural, que é visitada anualmente por milhões de turistas. A Agência Meteorológica do …

Vírus gigantes nas águas da Índia podem resolver mistério evolutivo

Uma equipa liderada por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia em Bombaim descobriu mais de 20 novos vírus nas águas da cidade, incluindo versões gigantes destes agentes biológicos que podem ajudar a desvendar questões importantes …

Sondagens dão maioria pró-UE no Parlamento Europeu (mas eurocéticos crescem)

As sondagens para o Parlamento Europeu apontam para uma maioria de partidos pró-União Europeia (UE), apesar de os partidos eurocéticos ganharem terreno em relação à composição que resultou das eleições de 2014. Entre os 751 assentos …

A ciência por detrás de um bom chocolate foi finalmente revelada

O melhor chocolate é uma mistura complexa de ciência e o truque não é novo: esta técnica de mistura tem mais de 140 anos. Uma equipa de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, Reino Unido, …

Cristiano Ronaldo eleito o melhor da liga italiana

Cristiano Ronaldo foi o melhor jogador da Liga Italiana 2018/19. A distinção foi anunciada neste sábado, com a Série A a explicar que a escolha foi feita com base em cálculos dos sites Opta Sports, …

Europeias: PS quer fazer o mesmo na Europa, PSD lembra cataplana de Costa e BE pede para não ficar em casa

No dia em que ficou decidido quem seria o campeão nacional de futebol deste ano, a campanha eleitoral para as europeias abrandou, com os partidos a terminarem as iniciativas pelo final da tarde. O cabeça de …

Descobertas inscrições neolíticas com símbolos da realeza egípcia

Uma missão arqueológica do Ministério de Antiguidades de Egito descobriu perto da cidade de Assuão, no sul do país, as primeiras inscrições reais que remontam ao período neolítico. Este período começou há 12 mil anos e …

Já sabemos qual é o segredo para superar a inveja

De acordo com uma investigação recente, temos mais inveja da experiência de uma determinada pessoa antes de ter acontecido do que depois de já ter passado. O segredo está no tempo. Pesquisas anteriores mostraram que os …

Holanda é a vencedora da 64.ª edição da Eurovisão

A Holanda, que venceu pela última vez há 44 anos, foi o país que obteve maior pontuação (492 pontos), atribuída pelos espetadores de cada país e pelos júris nacionais dos 41 países que participaram na …

Primavera em Plutão: uma análise ao longo de 30 anos

Sempre que passa em frente de uma estrela, Plutão fornece informações preciosas sobre a sua atmosfera, preciosas porque as ocultações de Plutão são raras.  A investigação realizada por investigadores do Observatório de Paris, ao longo …