As barbas podem ter mais bactérias do que o pêlo dos cães

Uma equipa de investigadores suíços descobriu que as barbas podem ter mais micróbios prejudiciais à saúde humana do que o pêlo dos cães.

Uma recente investigação realizada pela clínica Hirslanden, na Suíça, descobriu que as barbas que os homens deixam crescer durante muito tempo podem ter mais micróbios nocivos para a saúde do que o pêlo dos cães.

Os cientistas ressalvam, contudo, que a amostra estudada é muito pequena – apenas 18 homens entre os 18 e os 76 anos e 30 animais de raças diferentes. Além disso, há estudos que afirmam que barbas grandes podem ser uma proteção contra várias bactérias.

No entanto, o mais recente estudo descobriu que, em todas as barbas analisadas, havia uma grande quantidade de micróbios e, em sete delas, existiam bactérias prejudiciais à saúde humana. O estudo foi publicado na European Radiology.

Em relação aos animais de quatro patas, foram encontrados altos níveis de micróbios em 23 deles, enquanto nos restantes sete as quantidades encontradas eram moderadas. No entanto, nenhum dos micróbios encontrados pelos cientistas era nocivo para a saúde humana.

De acordo com o ScienceAlert, esta investigação tinha também como objetivo perceber se os humanos corriam o risco de contrair uma doença transmitida por um cão a partir de uma máquina de ressonância magnética que também tinha sido usada por veterinários para realizar esses exames.

Depois de terem realizado ressonâncias magnéticas nos animais, as máquinas foram desinfetadas e, segundo a equipa, foi encontrada uma quantidade de bactérias significativamente menor em comparação com os níveis observados quando as máquinas eram utilizadas por seres humanos.

Andreas Gutzeit, um dos autores do estudo, explicou ao Daily Mail que, “com base nas nossas descobertas, concluímos que os cães podem ser considerados ‘limpos’, comparativamente aos homens barbudos”.

A verdade é que se levantam várias dúvidas em relação a este estudo. Keith Flett é fundador da Beard Liberation Front, uma organização inglesa que promove campanhas de apoio às pessoas com barba e se opõe à discriminação pogonofóbica (pogonofobia é o medo de barbas), e já referiu não acreditar no que o estudo afirma.

“Acho que é possível encontrar todos os tipos de coisas desagradáveis ​​se se testarem amostras dos cabelos e mãos das pessoas. Não acredito que as barbas não sejam higiénicas”, declarou.

A questão que se impõe é: devemo-nos preocupar com as barbas gigantes? Este estudo não foi projetado para responder a esta pergunta, apesar de outras pesquisas já terem mostrado que, provavelmente, não precisamos de nos preocupar com esta questão.

No entanto, os especialistas aconselham os homens a tratar da sua barba como tratam dos cabelos, utilizando os mesmos produtos e, até, condicionador.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Acredito que realmente pode conter mesmo essas bacterias nas barbas, mas será que foi feito essa pesquisa em homens que realmente cuidam da barba? Que lavam todos os dias, pois quem tem barba e gosta não vai deixar ela sem cuidado.

  2. Nao é verdade.
    A humanidade sempre usou barba.E agora estao com essas noticias de que barba e causa de germes e ma higiene.
    Ate quando ficaremos como fantoches,andando como querem os agentes da moda?Uma hora e moda e outea nao?

    • Concordo plenamente.
      E mais, da mesma forma que essas bactérias chegam à barba, também chegam ao cabelo, e não vejo por aí ninguém a dizer que devíamos todos rapar o cabelo…
      Quando há porcalhice é por todo o corpo e não fica apenas circunscrita à barba…

Células estaminais podem ajudar a proteger os astronautas da radiação espacial

Assim que os astronautas deixam a proteção do campo magnético da Terra, ficam automaticamente expostos a níveis elevados de radiação cósmica. A Agência Espacial Europeia (ESA) está cada vez mais focada em investigações para reduzir …

Pandemia pode trazer nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas

A pandemia de Covid-19 pode trazer uma nova geração de robôs capazes de realizarem tarefas perigosas como limpeza de superfícies infetadas ou vigiar pessoas em quarentena, afirmam esta quarta-feira alguns dos principais investigadores internacionais em …

Multimilionários refugiam-se da Covid-19 a bordo de iates

Vários multimilionários têm procurado refugiar-se da pandemia de Covid-19, que nasceu em dezembro passado na China, em alto mar, a bordo de iates de luxo. Em declarações ao jornal The Telegraph, Jonathan Beckett, executivo da …

Este mamífero consegue sobreviver a quase sete mil metros de altura

Cientistas pensam ter confirmado que um pequeno rato descoberto no vulcão Llullaillaco, nos Andes, é o mamífero que consegue viver à maior altitude já conhecida (6739 metros). Segundo o IFLScience, o Phyllotis xanthopygus rupestris foi descoberto, …

O glaciar Denman recuou quase cinco quilómetros nos últimos 22 anos

O glaciar Denman, na Antártica Oriental, recuou cerca de cinco quilómetros nos últimos 22 anos. Investigadores da Universidade da Califórnia, Irvine e do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA estão preocupados coma topografia exclusiva …

Gruta em Setúbal mostra que os Neandertais também eram pescadores

Cientistas encontraram restos de alimentos numa gruta, no distrito de Setúbal, que comprovam que os Neandertais também se alimentavam de espécies marinhas. De acordo com o jornal espanhol ABC, restos encontrados por uma equipa de arqueólogos …

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

O presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono advertiu hoje que os efeitos potencialmente adversos causados pela mudança da hora podem acentuar-se devido ao confinamento obrigatório das pessoas na sequência da pandemia …

Governo português legaliza estrangeiros ilegais. "A prioridade é a defesa da saúde"

O Governo português decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, medida em vigor desde a declaração do estado de emergência, no dia 19, e que lhes garante os mesmos …

Cirque du Soleil despediu 95% dos trabalhadores e pode ir à falência (mas vai dando shows online)

O Cirque du Soleil pode ser mais uma vítima do coronavírus. A empresa que gere o circo está a analisar a possibilidade de declarar a falência devido a dívidas avultadas e depois de ter despedido …

Ordem dos Médicos está a avaliar uso de medicamento não testado para travar Covid-19

Portugal pode tornar-se no segundo país do mundo a usar hidroxicloroquina como forma de prevenção de Covid-19. A Ordem dos Médicos (OM) estará a estudar essa possibilidade, de acordo com o Expresso. O semanário refere que …