Os famosos bandicoots australianos estão em perigo (e dois cães de guarda vão ajudar a protegê-los)

Durante cerca de um ano, os cães McKinnon e Quinta têm observado um rebanho de ovelhas numa reserva natural no oeste de Victoria, na Austrália. No entanto, os dois cães não estão lá para cuidar de 146 ovelhas.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a verdadeira missão dos cães McKinnon e Quinta é proteger 20 minúsculos bandicoots, numa experiência engenhosa para ajudar a evitar que a espécie entre em extinção.

Há duas semanas, os bandicoots foram libertados dos programas de criação na reserva cercada de 50 hectares para impedir a fuga dos animais. Porém, a cerca não impedirá que as raposas selvagens, uma das principais ameaças aos bandicoots, entrem na área.

Os conservacionistas esperam que a presença de McKinnon, um cão macho de quatro anos, e Quinta, uma cadela de três anos, impeça as raposas de atacar os bandicoots.

A bióloga de espécies ameaçadas do Jardim Zoológico de Victoria, Amy Coetsee, disse que os cães foram treinados desde cachorros para ignorar os bandicoots e relacionar-se com as ovelhas. “Estes cães não são ótimos animais de estimação – gostam de ter um trabalho”, explicou Coetsee. “São grandes animais peludos e bonitos, mas criarão o que chamamos de paisagem do medo.”

“O cão é um predador maior do que a raposa. Isso não impede necessariamente que as raposas se movam, mas torna-as mais cautelosas e não param para procurar uma presa”, afirmou a bióloga.

Os bandicoots só existem em reservas protegidas, como a Ilha Francesa, livre de raposas, e estão extintos no continente australiano.

O coordenador dos cães do Jardim Zoológico de Victoria, David Williams, disse que alguns dos bandicoots podem não sobreviver à mudança para um habitat natural, mas a presença dos cães deve mudar o comportamento das raposas de forma a dar aos bandicoots uma hipótese de lutar.

Coetsee disse que uma medida de sucesso seria se as 10 fêmeas e 10 machos bandicoots, que pesam apenas cerca de 750 gramas, começassem a reproduzir-se.

Os cães de guarda podem ser uma solução mais barata e amigável para raposas selvagens do que construir uma longa cerca à prova de raposas. A ideia de usar os cães como guardiães vem de um projeto em Middle Island, no sudoeste de Victoria, onde os cães Maremma protegem os pinguins bebé durante a temporada de reprodução.

Os cães são monitorizados e alimentados regularmente e todas as três espécies – ovelha, cachorro e bandicoot – devem conseguir partilhar o mesmo habitat gramíneo.

Os cães são equipados com rastreadores GPS e os bandicoots têm transmissores de rádio leves presos às suas caudas. Existem 35 câmaras remotas na reserva. 

O Jardim Zoológico de Victoria está a trabalhar com a Universidade da Tasmânia e o National Trust of Australia, dono da reserva, na experiência.

Os esforços de conservação para salvar os bandicoot começaram no final dos anos 1980, com programas de reprodução em cativeiro e libertações em paraísos seguros nas ilhas, ajudando a impedir a extinção da espécie. Se o teste funcionar, há planos de lançar mais bandicoots noutras áreas com cães de guarda em 2021.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Besta dos cinco dentes". Descoberta nova espécie de mamífero na Patagónia

Paleontólogos descobriram uma nova espécie de mamífero, com dentes peculiares, que viveu na Patagónia durante o período Cretáceo. De acordo com a agência Europa Press, os fósseis foram encontrados em Cerro Guido, na província chilena de …

Com os zoos fechados, tudo serve para entreter uma família de lontras. Até um simples galho de bambu

O confinamento serviu como um lembrete indesejado de que ficar preso dentro de casa sem muito o que fazer pode ser desgastante. O mesmo é verdade para os animais, por isso os jardins zoológicos tiveram …

Uma ilha, cinco géneros. Os Bugis têm palavras para as "cinco maneiras de estar no mundo"

Uma ilha, cinco géneros. O povo Bugis é um poderoso grupo étnico que se destaca pelo reconhecimento de cinco géneros distintos. Na Indonésia, a ilha Sulawesi é a casa de um povo que reconhece cinco …

O "aeroporto do amanhã" está abandonado no meio de um pântano dos Estados Unidos

Era para ser o "aeroporto do amanhã", um centro intercontinental para aviões supersónicos com seis pistas e conexões ferroviárias de alta velocidade para as cidades vizinhas. Hoje, é pouco mais do que uma pista no …

Facebook remove (acidentalmente) página oficial de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa

O Facebook apagou a página de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa. O município passou um mês a apelar à rede social para repor a página. "Recebemos uma mensagem no Facebook e também percebemos que …

NASA escolheu SpaceX de Elon Musk para a próxima missão tripulada à Lua

Elon Musk fecha contrato de 2,9 mil milhões de dólares para levar o Homem novamente à Lua. O contrato é a mais importante vitória da SpaceX e reforça a posição da empresa como parceira …

Benfica 1-2 Gil Vicente | Galo canta e silencia águia na Luz

STOP. O Gil Vicente visitou na tarde deste sábado o Benfica e saiu do palco da Luz com os três pontos na bagagem e a “cantar de galo”, ao vencer por 2-1, num duelo relativo …

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …

Abominável (e falso) Homem das Neves. Líder russo usou Yeti para atrair turistas para a Sibéria

Um dos líderes regionais mais antigos de Vladimir Putin confessou ter encenado avistamentos falsos de Yetis numa tentativa de encorajar o turismo na Sibéria. Aman Tuleev, um dos líderes regionais de longa data do Presidente russo …

Irão já está a enriquecer urânio a 60%

O Irão avisou e já está a cumprir. Menos de uma semana depois de ter acusado Israel de um ataque contra a sua principal central nuclear, o país diz estar a enriquecer urânio com uma …