Banco de Portugal gasta meio milhão em mudanças (sem sequer se ter mudado)

José Sena Goulão / Lusa

O governador do banco de Portugal, Carlos Costa

O Banco de Portugal tem estado em mudanças. Além das institucionais, com o fim do segundo mandato de Carlos Costa no próximo ano, há também mudanças físicas: haverá um novo edifício para a concentração dos atuais serviços dispersos pela capital.

Mas para já, e antes de qualquer decisão, o Expresso dá conta de que já houve custos com mudanças internas.

Este mês termina o contrato que, desde 16 de julho do ano passado, une o BdP à JSMC – Serviços e Mudanças, que é automaticamente renovado por períodos de um ano até ao limite de três, de acordo com o documento publicado no portal Base. O objeto é a “prestação de serviços de transportes e mudanças, compreendendo o fornecimento de mão-de-obra, de viaturas, de equipamento de carga e outros meios auxiliares que se revelem necessários”.

O BdP comprometeu-se a pagar um preço máximo de 437 mil euros, a que acresce ainda o IVA (a 23%, o preço sobe a 538 mil euros). A JSMC respondeu ao anúncio e venceu as concorrentes Urbanos Soluções e Citymover, adianta o semanário.

Questionado sobre os pormenores deste contrato, o supervisor nada quis dizer de específico. “O Banco de Portugal contratou uma prestação de serviços para operações de transporte e mudanças entre e dentro dos seus edifícios localizados no Distrito de Lisboa”, referiu apenas.

É verdade que, em Lisboa, a autoridade da banca está dispersa em vários edifícios, mas não é especificado que mudanças foram feitas. Ainda assim, a grande alteração está ainda para acontecer: o Banco de Portugal quer concentrar as suas localizações em Lisboa.

Para isso, no ano passado, comprou um terreno nas Laranjeiras, a Quinta da Bensaúde. O problema é que ainda não é certo que seja nesta localização que se irá levantar o novo edifício que concentrará todos os departamentos, à exceção do edifício na Rua do Comércio, que continuará na Baixa de Lisboa, funcionando também aí o Museu do Dinheiro.

“A decisão relativamente à localização e futura construção do novo edifício de escritórios ainda não está fechada, estando o Banco de Portugal em diálogo com a Câmara Municipal de Lisboa e outras estruturas do Estado, tendente a equacionar todas as alternativas possíveis e a chegar a uma solução definitiva que seja a melhor para o Banco de Portugal e para a cidade”, assume o supervisor no relatório e contas relativo a 2018.

Acontece que, no final de junho, o Expresso noticiou que o Banco de Portugal é um dos interessados no terreno da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, no âmbito das mudanças de instalações que estão a ser pensadas na instituição de ensino.

Nada está decidido, tem vindo a sublinhar o supervisor. Certo é que, para o BdP, “a concentração de serviços permitirá obter poupanças significativas nos custos de exploração, manutenção e segurança dos edifícios, para além de induzir ganhos de eficiência e de produtividade muito expressivos”.

“A construção de um novo edifício é uma oportunidade para desenvolver soluções de gestão de espaços mais sustentáveis e amigas do ambiente, e para aproveitar os benefícios das novas tecnologias aplicadas aos novos conceitos de workplace“, continua a explicação do supervisor.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Pois, paga-se mudanças sem as mesmas acontecerem ! É o nosso dinheiro qual é o problema ?
    É tão fácil viver com o dinheiro dos outros e ainda somos comoventes com a situação.
    Chamar de Governador uma pessoa que se governa com o dinheiro do povo é uma atrocidade !
    Continuem a votar e a deixar o dinheiro nos bancos ! Eles vão fazendo sempre o que podem para nos
    para aquela árvore que dá boa madeira.

  2. E para quando uma mudança do BdP para outro lado qualquer?
    Afinal, para que serve aquilo, para lá da distribuição de tacharia pelos amigos?
    Supervisão, é o que é, resposta às reclamações idem (e, infelizmente, sei do que falo), punições (à excepção de duas ou três multas que teriam de aplicar para não parecer demasiado suspeito), zero…
    Enfim, aquilo serve para o quê?
    Mudar, sim, para as Desertas (e mesmo assim, ainda deixavam os espanhóis ocupar aquilo)

RESPONDER

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …