Banco de Portugal gasta meio milhão em mudanças (sem sequer se ter mudado)

José Sena Goulão / Lusa

O governador do banco de Portugal, Carlos Costa

O Banco de Portugal tem estado em mudanças. Além das institucionais, com o fim do segundo mandato de Carlos Costa no próximo ano, há também mudanças físicas: haverá um novo edifício para a concentração dos atuais serviços dispersos pela capital.

Mas para já, e antes de qualquer decisão, o Expresso dá conta de que já houve custos com mudanças internas.

Este mês termina o contrato que, desde 16 de julho do ano passado, une o BdP à JSMC – Serviços e Mudanças, que é automaticamente renovado por períodos de um ano até ao limite de três, de acordo com o documento publicado no portal Base. O objeto é a “prestação de serviços de transportes e mudanças, compreendendo o fornecimento de mão-de-obra, de viaturas, de equipamento de carga e outros meios auxiliares que se revelem necessários”.

O BdP comprometeu-se a pagar um preço máximo de 437 mil euros, a que acresce ainda o IVA (a 23%, o preço sobe a 538 mil euros). A JSMC respondeu ao anúncio e venceu as concorrentes Urbanos Soluções e Citymover, adianta o semanário.

Questionado sobre os pormenores deste contrato, o supervisor nada quis dizer de específico. “O Banco de Portugal contratou uma prestação de serviços para operações de transporte e mudanças entre e dentro dos seus edifícios localizados no Distrito de Lisboa”, referiu apenas.

É verdade que, em Lisboa, a autoridade da banca está dispersa em vários edifícios, mas não é especificado que mudanças foram feitas. Ainda assim, a grande alteração está ainda para acontecer: o Banco de Portugal quer concentrar as suas localizações em Lisboa.

Para isso, no ano passado, comprou um terreno nas Laranjeiras, a Quinta da Bensaúde. O problema é que ainda não é certo que seja nesta localização que se irá levantar o novo edifício que concentrará todos os departamentos, à exceção do edifício na Rua do Comércio, que continuará na Baixa de Lisboa, funcionando também aí o Museu do Dinheiro.

“A decisão relativamente à localização e futura construção do novo edifício de escritórios ainda não está fechada, estando o Banco de Portugal em diálogo com a Câmara Municipal de Lisboa e outras estruturas do Estado, tendente a equacionar todas as alternativas possíveis e a chegar a uma solução definitiva que seja a melhor para o Banco de Portugal e para a cidade”, assume o supervisor no relatório e contas relativo a 2018.

Acontece que, no final de junho, o Expresso noticiou que o Banco de Portugal é um dos interessados no terreno da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, no âmbito das mudanças de instalações que estão a ser pensadas na instituição de ensino.

Nada está decidido, tem vindo a sublinhar o supervisor. Certo é que, para o BdP, “a concentração de serviços permitirá obter poupanças significativas nos custos de exploração, manutenção e segurança dos edifícios, para além de induzir ganhos de eficiência e de produtividade muito expressivos”.

“A construção de um novo edifício é uma oportunidade para desenvolver soluções de gestão de espaços mais sustentáveis e amigas do ambiente, e para aproveitar os benefícios das novas tecnologias aplicadas aos novos conceitos de workplace“, continua a explicação do supervisor.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Pois, paga-se mudanças sem as mesmas acontecerem ! É o nosso dinheiro qual é o problema ?
    É tão fácil viver com o dinheiro dos outros e ainda somos comoventes com a situação.
    Chamar de Governador uma pessoa que se governa com o dinheiro do povo é uma atrocidade !
    Continuem a votar e a deixar o dinheiro nos bancos ! Eles vão fazendo sempre o que podem para nos
    para aquela árvore que dá boa madeira.

  2. E para quando uma mudança do BdP para outro lado qualquer?
    Afinal, para que serve aquilo, para lá da distribuição de tacharia pelos amigos?
    Supervisão, é o que é, resposta às reclamações idem (e, infelizmente, sei do que falo), punições (à excepção de duas ou três multas que teriam de aplicar para não parecer demasiado suspeito), zero…
    Enfim, aquilo serve para o quê?
    Mudar, sim, para as Desertas (e mesmo assim, ainda deixavam os espanhóis ocupar aquilo)

RESPONDER

Inteligência Artificial está a reviver jogos de tabuleiro ancestrais

A Inteligência Artificial consegue descobrir, com um grande grau de precisão, o conjunto de regras de vários jogos de tabuleiro ancestrais. Jogos de tabuleiro com centenas de anos são, por vezes, encontrados em escavações arqueológicas. Sem …

Panteras da Flórida estão a agir como se tivessem sido envenenadas (e os cientistas não sabem porquê)

Algumas panteras da Flórida, nos Estados Unidos, estão a ter um comportamento estranho ao andar, quase como se tivessem sido envenenadas. Os cientistas ainda não conseguiram perceber porquê. De acordo com o Washington Post, pelo menos …

SL Benfica 0-2 FC Porto | "Dragão" astuto arranca triunfo na Luz

O FC Porto foi ao Estádio da Luz vencer o “clássico” por 2-0 e recuperar a desvantagem de três pontos que tinha no campeonato. Com uma estratégia muito bem montada, baseada numa grande pressão sobre o …

Câmaras de Inteligência Artificial podem ser a solução para evitar tiroteios

Câmaras de videovigilância com Inteligência Artificial podem ser a solução para pôr um fim aos tiroteios. Esta tecnologia é capaz de detetar armas de fogo e avisar logo de seguida as autoridades. Com as dificuldades em …

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% do que os médicos fazem é "fantochada"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …