Baleia morre depois de engolir mais de 80 sacos de plástico no mar

Thon Thamrongnawasawat / Facebook

A baleia foi encontrada na costa da Tailândia, junto à fronteira com a Malásia

Uma baleia morreu, na Tailândia, depois de ter engolido mais de 80 sacos de plástico nas águas poluídas do sul do país, anunciaram este domingo as autoridades marítimas locais.

Segundo a agência EFE, que cita a imprensa local, o animal foi localizado inerte no mar, incapaz de nadar, e apesar do socorro das autoridades marítimas tailandesas acabou por morrer devido a uma obstrução intestinal provocada pela ingestão de sacos de plástico.

Uma equipa de veterinários ainda tentou salvar a baleia, sem sucesso. Segundo o departamento de Recursos Costeiros e Marinhos da Tailândia, a autópsia revelou que o animal tinha alojados no estômago 80 sacos de plástico, com um peso total de 8 quilos.

Segundo adiantou Thon Thamrongnawasawat, biólogo da Universidade Kasetsart, de Bangcoc, os sacos impediram que ingerisse qualquer outro alimento nutritivo. A equipa de veterinários tentou durante quatro dias salvar o animal, sem sucesso.

Pelo menos 300 animais marinhos, entre baleias, tartarugas e golfinhos, morrem por ano nas águas tailandesas por engolirem resíduos plásticos, explicou Thamrongnawasawat.

A Tailândia é um dos países do mundo onde mais se usa sacos de plástico, situação que causa todos os anos a morte de centenas de criaturas marinhas que vivem perto das populares praias do sul do país.

Mas o fenómeno não atinge apenas países longínquos. Em fevereiro deste ano, numa praia de Múrcia, em Espanha, um cachalote com foi encontrado morto com 29 quilos de plástico no estômago.

A autópsia à baleia, realizada pelo Centro de Recuperação de Fauna Silvestre El Valle, mostrou que o animal morreu porque não conseguia expelir todo o plástico que engoliu. No seu interior, foram encontrados sacos de plástico, redes e cordas, entre outros.

Os cientistas identificaram que o bloqueio no sistema digestivo do cachalote causou uma infecção no abdómen, que acabou por provocar a morte do mamífero, considerada uma espécie em vias de extinção.

Um caso invulgar aconteceu em fevereiro do ano passado, na Noruega. Uma baleia, que manifestava um comportamento estranho, há algumas semanas que rondava a costa da cidade de Bergen. Foram feitas várias tentativas para a guiar de volta às águas profundas mas sem sucesso.

A baleia aparentava estar exausta, em sofrimento e com problemas de saúde, pelo que especialistas locais em vida marinha optaram por sacrificar o animal. Depois de o examinar o animal, os veterinários perceberam que tinha 30 sacos de plástico no estômago.

“Esta baleia não foi feliz. O plástico formou uma grande bola no estômago e encheu-o completamente. O plástico deve ter entupido o seu sistema digestivo”, afirmou na altura à imprensa local o zoólogo e professor Terje Lislevand, da Universidade de Bergen.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …