Baleia morre depois de engolir mais de 80 sacos de plástico no mar

Thon Thamrongnawasawat / Facebook

A baleia foi encontrada na costa da Tailândia, junto à fronteira com a Malásia

Uma baleia morreu, na Tailândia, depois de ter engolido mais de 80 sacos de plástico nas águas poluídas do sul do país, anunciaram este domingo as autoridades marítimas locais.

Segundo a agência EFE, que cita a imprensa local, o animal foi localizado inerte no mar, incapaz de nadar, e apesar do socorro das autoridades marítimas tailandesas acabou por morrer devido a uma obstrução intestinal provocada pela ingestão de sacos de plástico.

Uma equipa de veterinários ainda tentou salvar a baleia, sem sucesso. Segundo o departamento de Recursos Costeiros e Marinhos da Tailândia, a autópsia revelou que o animal tinha alojados no estômago 80 sacos de plástico, com um peso total de 8 quilos.

Segundo adiantou Thon Thamrongnawasawat, biólogo da Universidade Kasetsart, de Bangcoc, os sacos impediram que ingerisse qualquer outro alimento nutritivo. A equipa de veterinários tentou durante quatro dias salvar o animal, sem sucesso.

Pelo menos 300 animais marinhos, entre baleias, tartarugas e golfinhos, morrem por ano nas águas tailandesas por engolirem resíduos plásticos, explicou Thamrongnawasawat.

A Tailândia é um dos países do mundo onde mais se usa sacos de plástico, situação que causa todos os anos a morte de centenas de criaturas marinhas que vivem perto das populares praias do sul do país.

Mas o fenómeno não atinge apenas países longínquos. Em fevereiro deste ano, numa praia de Múrcia, em Espanha, um cachalote com foi encontrado morto com 29 quilos de plástico no estômago.

A autópsia à baleia, realizada pelo Centro de Recuperação de Fauna Silvestre El Valle, mostrou que o animal morreu porque não conseguia expelir todo o plástico que engoliu. No seu interior, foram encontrados sacos de plástico, redes e cordas, entre outros.

Os cientistas identificaram que o bloqueio no sistema digestivo do cachalote causou uma infecção no abdómen, que acabou por provocar a morte do mamífero, considerada uma espécie em vias de extinção.

Um caso invulgar aconteceu em fevereiro do ano passado, na Noruega. Uma baleia, que manifestava um comportamento estranho, há algumas semanas que rondava a costa da cidade de Bergen. Foram feitas várias tentativas para a guiar de volta às águas profundas mas sem sucesso.

A baleia aparentava estar exausta, em sofrimento e com problemas de saúde, pelo que especialistas locais em vida marinha optaram por sacrificar o animal. Depois de o examinar o animal, os veterinários perceberam que tinha 30 sacos de plástico no estômago.

“Esta baleia não foi feliz. O plástico formou uma grande bola no estômago e encheu-o completamente. O plástico deve ter entupido o seu sistema digestivo”, afirmou na altura à imprensa local o zoólogo e professor Terje Lislevand, da Universidade de Bergen.

Lusa ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …