Bactéria que “come” carne já matou 2 pessoas. Pode estar em água salgada e no marisco cru

A bactéria da espécie Vibrio vulnificus que provoca uma infecção que “come” a carne humana matou dois idosos nos EUA, nos últimos dias. A situação está a causar alguma preocupação, temendo-se que a bactéria se espalhe cada vez mais devido ao aquecimento global.

Esta bactéria tende a tornar-se cada vez mais comum em diferentes pontos do globo devido ao aquecimento das águas do oceano, de acordo com alguns especialistas. Um estudo recente, divulgado no mês passado, aponta que as alterações climáticas podem ajudar a disseminar a bactéria até latitudes onde não é habitual.

Há várias espécies de bactéria Vibrio que provocam sintomas como diarreia, cólicas, náuseas, vómitos e febre. Mas a vulnificus pode causar infecções sanguíneas graves, levando ao desenvolvimento de fasceíte necrotizante, uma doença que provoca a morte dos tecidos humanos.

Estas bactérias multiplicam-se em águas salgadas ou salobras e o aquecimento dos oceanos, motivado pelas alterações climáticos, cria um “caldo” perfeito para a sua expansão.

Costumavam encontrar-se ao longo da costa do Golfo e na Baía de Chesapeake, o maior estuário dos EUA que se situa entre os Estados de Maryland e da Virgínia e que desemboca no Oceano Atlântico. Mas já está a infectar pessoas na Florida, na zona do Golfo do México.

O Business Insider reporta a morte de um idoso devido a complicações relacionadas com a infecção provocada pela bactéria. O homem terá sido contaminado na Florida, nas águas da Praia Destin, no condado de Okaloosa.

Este idoso, que foi fazer uma visita à filha, apresentava sintomas como febre, arrepios de frio e cólicas quando regressou a casa no Tennessee. Quando a mulher o levou ao hospital, encontraram-lhe “um ponto negro terrivelmente inchado nas costas” que duplicou de tamanho nas horas seguintes, segundo relatos da filha do idoso. Ele acabou por morrer 48 horas depois de ter sido infectado.

Uma rapariga de 12 anos terá sido infectada pela mesma bactéria uma semana antes perto da referida zona da Florida. Neste caso, os médicos conseguiram evitar a amputação da sua perna com uma cirurgia de urgência.

A NBC News reportou também que uma mulher de 77 anos morreu devido à bactéria depois de ter feito um corte na perna, numa queda na água na praia de Coquina, também na Florida, na zona do Golfo do México.

A mulher foi diagnosticada com fasceíte necrotizante e morreu durante a operação de amputação da perna, numa tentativa de lhe salvar a vida, após ter sofrido dois enfartes e uma falha generalizada dos órgãos.

Os médicos alertam que há problemas de saúde que podem agudizar a infecção, nomeadamente doenças de fígado, diabetes e hepatite. Há casos onde a amputação de membros é a única forma de evitar a morte. Nas situações menos graves, pode ser ultrapassada com antibióticos.

A bactéria, que também já foi encontrada na Europa, pode ser contraída depois de entrar em águas contaminadas com uma ferida aberta ou após comer mariscos crus ou mal cozinhados provenientes de águas contaminadas. Fica, assim, o especial cuidado para estas situações.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Sim porque a Florida nunca foi um local quente. Mais uma “noticia” usada apenas para promover a conspiração do aquecimento global

  2. Mas se a Terra Entrou numa Era Glaciar, o aquecimento “global” deixa de fazer sentido nesta Noticia…
    So querem criar medo com falta de interpretação. “likes e gostos com tanta falta de conhecimento”
    Parem de especular e deixar as pessoas na incerteza dos FACTOS.

  3. Não saber é humano, não querer saber é ser ignorante, ver preto e dizer que é branco é ser “burro”.
    Homo sapiens desde os primórdios especialista na doutrina especulativa.

  4. A “fasceíte necrotizante” é uma epidemia a nível mundial! Vejam só o Trump, Bolsonaro, Orban, etc. Todos cheios de fasceíte.

Segunda vaga pode matar menos (mesmo com novos casos a disparar)

Os especialistas acreditam que a segunda vaga de covid-19 em Portugal vai ser menos letal, embora o número de novos casos diários possa vir a ser "muito elevado". Isto porque temos a lição mais bem …

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …

"Aumentar o salário mínimo é criminoso", diz presidente do Fórum para a Competitividade

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, antecipa uma onda de desemprego até ao final do ano, que muitas empresas não conseguirão manter a atividade e que aumentar o salário mínimo "é …

Segunda vaga impede mais de 12 milhões de consultas e cirurgias

O cenário de uma segunda vaga em Portugal é bastante provável e prevê-se que mais de 12 milhões de consultas e cirurgias fiquem por fazer. No melhor dos cenários, serão 10 milhões. Um estudo da Associação …

EUA pressionam Portugal: "Tem de escolher agora entre os aliados e os chineses"

O embaixador norte-americano em Lisboa defende que Portugal tem de escolher entre os “amigos e aliados” EUA e o “parceiro económico” China, alertando que escolher a China em questões como o 5G pode ter consequências …