Atriz injeta-se com bactéria de 3,5 milhões de anos que promete a juventude eterna

Viciada em cirurgias plásticas, a atriz russa Manoush injeta-se há três meses com uma antiga bactéria descoberta na Sibéria, na Rússia, e afirma sentir-se mais jovem.

A atriz de 45 anos, que usa o nome artístico de Manoush, já gastou 50 mil dólares em cirurgias plásticas, numa tentativa de conservar a sua juventude. Este ano deu um outro passo na intenção de deter o envelhecimento, algo que considera uma “doença”, e há três meses que se injeta com uma bactéria de 3,5 milhões de anos, conta a RT.

A bactéria Bacillus F foi encontrada em altas concentrações nos restos do cérebro congelado de um mamute, descoberto em 2009 no permafrost da Yakutia, no noroeste da Sibéria, em bom estado de conservação. O mamute teve as condições de conservação ideais: caiu num poço com água, que se congelou e nunca mais descongelou.

Os cientistas que desbloquearam o seu ADN em 2015 destacaram que a bactéria milenar não mostra indícios de envelhecimento e pode ser a chave para melhorar a saúde e aumentar a longevidade dos humanos.

Manoush, que participou em filmes como “Cannibal” ou Seed 2″, recebeu a bactéria das mãos do cientista russo Anatoli Brushkov, mas injeta-se sozinha, desde 22 de julho, já que o procedimento é considerado experimental e nenhum médico se atreveria a injetá-la em alguém, devido ao risco de perder a sua licença.

Todos os meses, a atriz é submetida a testes de sangue, e os resultados são comparados com os testes anteriores.

A atriz afirma que nunca se sentiu melhor e que a sua pele melhorou consideravelmente. Ainda que se dê conta de que este tratamento não a ajudará a rejuvenescer 20 anos, a atriz acredita que a ajudará, pelo menos, a viver até aos 80 ou 90 anos.

“A minha pele está tão suave como a de um bebé”, revelou a mulher, que também acredita que agora contrai menos constipações. “Quero morrer com o pleno funcionamento das minhas funções corporais e se isto ajudar, tudo terá valido a pena”.

Anatoli Brushkov, que encabeça o departamento de Geocriogenia da Universidade Estatal de Moscovo, injetou-se com a mesma bactéria em 2015, mas agora toma por via oral e destaca os resultados positivos, e aconselhou a atriz a tomar a bactéria da mesma forma.

Brushkov assegura que a zona onde encontraram a bactéria tem fama de que os residentes locais são os que mais vivem na Sibéria e explica que “consomem esta bactéria na água”.

“Os microrganismos possuem uma espécie de mecanismo surpreendente que os mantém vivos durante milhões de anos. Agora imaginem se as pudéssemos utilizar para prolongar a nossa existência por milhões de anos”, sustentou o cientista russo.

Até à data, as únicas pessoas a tomar esta bactéria foram Brushkov e Manoush. Relatórios antigos evidenciam os efeitos positivos em casos de injeções em organismos vivos, como as células sanguíneas de humanos, ratos, ou moscas de fruta.

Brushkov acredita que temos nas nossas mãos algo que vive milhões de anos na Terra e que “não devíamos desperdiçar esta oportunidade“.

ZAP // RT / Barcroft TV

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A Manoush que venha para Portugal que temos cá muitos centenários e vivemos mais de 80 ou 90 anos sem essa bactéria! Pelo menos que se saiba!

RESPONDER

Adesão ao IVAucher quase duplicou no último mês - mas restauração quer mais medidas

No último mês, quase duplicou o número de contribuintes que se inscreveu no programa que permitirá rebater os descontos acumulados no âmbito da iniciativa IVAucher. De acordo com o Jornal de Notícias, a 23 de agosto, …

Tribunal Europeu dos Direitos Humanos culpa Rússia pelo assassinato de Alexander Litvinenko

Decisão remonta ao incidente de novembro de 2006, que ocorreu num hotel londrino, seis anos após o dissidente político se ter mudado para o Reino Unido, precisamente para fugir às ameaças do regime de Vladimir …

"Tratam-nos assim por causa da cor da nossa pele". Polícias nos EUA filmados a chicotear migrantes

Fotos e vídeos mostram polícias na fronteira a carregar contra migrantes e a usar objectos semelhantes a chicotes. A Casa Branca já condenou a situação e promete que vai investigar o sucedido. Pareciam imagens do tempo …

Benfica: a principal ameaça na Liga dos Campeões será Darwin

Pelo menos é a visão catalã. Benfica é o próximo adversário do Barcelona. Mais um jogo, mais uma vitória. O Benfica só sabe ganhar no campeonato português, para já, e na noite passada venceu em casa …

Estado vai financiar formação de funcionários públicos em universidades e politécnicos

Verbas destinadas ao projeto provêm do Orçamento do Estado e do Plano de Recuperação e Resiliência — cerca de 600 milhões. O Estado vai financiar, inteira ou parcialmente, as formações profissionais dos profissionais públicos, através do …

Sevilha rescinde com jogador por má forma física

O Sevilha anunciou a rescisão de contrato com o defesa-central Joris Gnagnon por falta de profissionalismo relativamente à sua forma física. De acordo com o jornal A Bola, o Sevilha rescindiu contrato com o defesa-central francês …

"O nosso Governo está pronto". Trudeau volta a ganhar as eleições - mas sem maioria absoluta

O líder do Partido Liberal do Canadá (LP) Justin Trudeau disse hoje, depois de ganhar as eleições gerais do país, que os eleitores canadianos escolheram "um plano progressivo" e que está pronto para formar um …

Travar margens nos combustíveis pode acabar por prejudicar os consumidores (e até fechar bombas)

A proposta de lei do Governo aprovada, na semana passada, para a limitação das margens das petrolíferas nos preços dos combustíveis pode acabar por travar a concorrência e até levar ao encerramento de bombas de …

"Nunca se pode tirar Messi" (mas há um gesto que pode explicar a sua substituição)

A substituição de Messi, e a forma como reagiu, no jogo entre o Paris Saint-Germain e o Lyon da Liga francesa, continua a dar que falar. E agora avança-se a possibilidade de o craque argentino …

Médicos querem que norma de isolamento tenha em conta a atual taxa de vacinação

Com o regresso às aulas, médicos de saúde pública defendem a revisão da norma referente ao isolamento de contactos de risco, para que esta tenha em consideração a elevada taxa de vacinação. O ano letivo arrancou …