Avaria no Aeroporto de Lisboa deixou passageiros a dormir no chão

Nelson Lourenço / Flickr

Aeronave da EasyJet no Aeroporto da Portela, em Lisboa

Aeronave da EasyJet no Aeroporto da Portela, em Lisboa

Uma avaria, ocorrida esta quarta-feira, no sistema de bombagem de combustível gerou o caos no Aeroporto de Lisboa, com vários voos cancelados ou atrasados e muitos passageiros obrigados a dormir no chão.

A avaria desta quarta-feira no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, levou ao cancelamento de 64 voos e afetou mais de 330 outras ligações. A falha, ocorrida no sistema de bombagem de combustível, que se encontra à responsabilidade do GOP [Grupo Operacional de Combustíveis], impossibilitou o abastecimento das aeronaves, e só veio a ser resolvida durante a noite, por volta das 00h30.

Milhares de passageiros ficaram em terra, por isso, a Proteção Civil disponibilizou algumas camas para os passageiros que ficaram retidos nas instalações do aeroporto, ou por não terem sido acomodados pelas suas companhias ou por quererem ficar no local porque iriam viajar brevemente.

No entanto, segundo o Público, os esforços não foram suficientes e gerou-se o caos completo no aeroporto, com muitos passageiros a dormir no chão ou nos bancos.

“Vergonhosamente, o aeroporto não estava preparado para uma situação destas. Não ofereceram alternativas, não ofereceram respostas e nós merecemos ser tratados como os clientes que somos”, afirmou, revoltado, um dos passageiros ao jornal.

Também à SIC Notícias, um passageiro conta que dormiu no terminal T1, bem como muitos outros passageiros, “desde pessoas com 60 anos, outras com cartas de handicap“.

“Tivemos de dormir no chão, aliás dormir é um termo excessivo não é? Já comprámos outros voos pela Internet, não sabemos se vamos ser reembolsados ou não. Vai ser um verdadeiro problema, não sabemos como é que havemos de fazer”, lamenta.

Esta quinta-feira, segundo uma nota da Aeroportos de Portugal, desde as 10h30 que a operação no Aeroporto Humberto Delgado “retomou a normalidade”. A ANA informa ainda que “todas as restrições ao tráfego aéreo foram levantadas e todos os voos estão a decorrer de acordo com o previsto, ao ritmo normal”.

De acordo com a informação disponível pelas 11h30 no site da ANA, alguns voos ainda estavam a sair de Lisboa com atraso, nalguns casos superior a uma hora, como por exemplo o voo da Ryanair com destino a Dublin, que saiu pelas 11h19 do Terminal 2, quando a hora inicialmente prevista era às 10h00.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Testes massivos (e alguma "sorte") podem explicar a baixa letalidade da Alemanha

Testes massivos e alguma "sorte" podem explicar a baixa letalidade da pandemia da covid-19 na Alemanha que, apesar de ter já registado mais de 80.000 casos positivos, lamenta apenas 1.100 vítimas mortais. Comparativamente a outros países …

FC Porto declarado campeão? "Seria uma bomba atómica", diz Bruno de Carvalho

O antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, considera que seria uma como uma "bomba atómica" se o campeonato português de futebol fosse dado como terminado e o FC Porto, líder da competição, fosse declarado …

Um milhão de assinaturas apoia apelo da ONU para cessar-fogo mundial

Uma petição lançada pela ONG Avaaz, em apoio ao apelo da ONU para um cessar-fogo mundial, devido à pandemia de covid-19, atingiu, esta quinta-feira, um milhão de assinaturas, numa altura em que os conflitos não …

Premier League afasta regresso da competição em maio

A Liga inglesa de futebol adiou esta sexta-feira o recomeço para uma altura em que seja apenas “seguro e apropriado” fazê-lo, devido à pandemia do Covid-19, descartando a possibilidade de o regresso da competição acontecer …

Trump anunciou acordo com Arábia Saudita que fez disparar petróleo. Mas Rússia desmente

O Kremlin desmentiu esta quinta-feira mensagens do Presidente norte-americano, Donald Trump, prometendo uma redução da produção saudita e russa de petróleo, que provocaram uma subida forte das cotações, o que compromete aquele crescimento. Em Nova Iorque, …

Mais de 100 detenções e 1126 pessoas barradas na fronteira

Cento e oito detenções foram feitas nos primeiros 15 dias do estado de emergência devido à covid-19 e mais de mil entradas foram recusadas no país através das fronteiras com Espanha, revelou o ministro da …

Cuidadores informais vão receber apoios a partir de abril (mas estatuto fica suspenso)

Mesmo que os processos de reconhecimento do estatuto fiquem congelados, o Executivo garante que os cuidadores informais vão receber apoios a partir de abril. Os apoios estão garantidos desde dia 1 de abril, mas a pandemia …

UGT quer garantia de pagamento do subsídio de refeição em teletrabalho

A UGT propõe uma alteração legislativa que garanta o pagamento do subsídio de refeição em regime de teletrabalho e pede ao Governo que intervenha já para “pôr cobro imediato às situações injustas” que se estão …

Negócios online. Registo de domínios .pt triplicou desde o início da pandemia

Apesar de o registo de domínios .pt ter triplicado desde o início da pandemia em Portugal, ajudar os pequenos comerciantes tradicionais a usarem o digital ainda é muito importante. Os negócios de origem portuguesa começaram a …

Bolsonaro critica governadores por terem "medinho" do vírus

O presidente brasileiro acusou os governadores de terem medo de serem infetados pelo povo. "Desconheço qualquer hospital que esteja lotado", acrescentou Bolsonaro, após serem informações contrárias. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, voltou esta quinta-feira a criticar …