Parlamento avança com inseminação “post mortem”, apesar dos pareceres negativos

António Cotrim / Lusa

Apesar dos pareceres negativos aos diplomas que pretendem autorizar a inseminação de mulheres com o sémen do cônjuge morto, o Parlamento vai avançar com o processo.

O Público avança que o Parlamento vai mesmo avançar com os diplomas que pretendem autorizar a inseminação post mortem, apesar das críticas. O diário escreve que o aviso veio da deputada Elza Pais, depois de uma audição muito crítica da presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV).

A Assembleia da República recebeu dez pareceres éticos sobre o tema, assinados por especialistas que condenam o uso de sémen de homens que já faleceram na inseminação.

Elza Pais, que coordena o grupo de trabalho, disse que “os projetos foram aprovados na generalidade” e que “não há como não introduzir estes avanços na lei“.

O Parlamento vai mesmo avançar, ignorando as apreciações negativas aos quatro diplomas, que já foram aprovados na generalidade.

Em causa estão os pareceres negativos dos especialistas em ética – do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida ao Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida -, assim como as reservas de médicos especialistas em bioética ou de entidades como a Associação Portuguesa de Fertilidade ou o Conselho Superior do Ministério Público.

Entre as críticas apontadas, destaca-se a não distinção entre uso post mortem de espermatozóides criopreservados e a transferência post mortem de embriões, a falta de requisitos para a autorização do dador, a ausência de prazos mínimos e máximos, assim como do número de tentativas para o uso do material genético.

O Ministério Público aponta ainda outro problema: a criança a ser perfilhada pelo novo marido da mãe pode ser algo inconstitucional. Se, à data da inseminação, a mulher tiver casado ou viver em união de facto há pelo menos dois anos, o pai da criança para efeitos de registo é o marido da mãe, apesar de não ser o dador biológico.

Apesar das reservas, a intenção do grupo de trabalho é avançar no sentido de legalizar este tipo de procriação medicamente assistida que recorre à inseminação na mulher com sémen do cônjuge falecido.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. O governar desta paneleiragem esquerdoide é só a pensar nestas porcarias secundárias. A enorme maioria dos portugueses quer é que as governações lhe proporcione melhoria de ordenados e redução de impostos para viverem um pouco mais desafogadamente e com maior dignidade.

  2. Se for da vontade da mulher até nem vejo obstáculos a tal, só espero é que com tanta “vanguardice” não venham qualquer dia pensar aprovar inseminação de mulheres mortas!

  3. Portugal sempre teve um problema de fundo com a estrutura governativa, esses partidos pequeninos de gente que nunca trabalhou para saber o custo de um dia de trabalho, filhos de outrora governantes mas que nunca fizeram nada, apenas querem o grande tacho, em vez de se preocuparem com o que efetivamente faz falta ao pais, vivem numa ilusão de que a vida é defender os direitos lgbt, animais e afins, no parlamento pouca gente trabalha em prol da dignidade humana, trabalho prosperidade salarial, defender e opinar na qualidade de vida no ambiente local em que se vive para se obter bem estar, não…andamos a debater eutanásia, e agora a autorizar a inseminação de mulheres com o sémen do cônjuge morto, é para este tipo de gente que andamos a pagar impostos, o Pais carece de tanta coisa antes.

  4. Mesmo com tantos pareceres negativos da comunidade científica, insistem em levar adiante a insanidade ideológica.
    Andam a brincar ao faz de conta. A inventar realidades para pessoas doentes.
    As pessoas têm de aprender a aceitar aquilo que é natural e racional. Uma pessoa morta não pode ter filhos!

    • Ah? Mas houve algum parcer da comunidade científica? Só ouvi falar de ética…
      .
      Espero que nunca tenhas ido ao hospital ou tomado um único medicamento ou vacina na vida: “tens que aceitar aquilo que é natural”!!

      • Tão previsível!
        Certamente que não seria natural ir ao hospital ou tomar medicamentos “post mortem”.
        “Só ouvi falar de ética…” Não ouviu falar de nada porque está escrito. Percebe-se que ler e entender o que está escrito também não é consigo. Ora leia novamente o 5º parágrafo (se souber o que um parágrafo).
        Deve achar que os “especialistas em ética” daqueles organismos são comentadores de comentários que ocupam o seu tempo com a escrita de bitaites e nem sequer sabem o que é ciência! E talvez até nem tenham nada a ver com as áreas científicas para as quais dão pareceres!

  5. Pois é, aqui é que está o segredo de um bom pai de família, se acham natural duas mulheres ou dois homens terem filhos? como podem recusar a uma mulher ter filhos do marido morto se ela tiver material genético? se eu tiver vários filhos e se der a um filho a oportunidade de escolher um presente, eu tenho que fazer o mesmo aos restantes, a menos que eu queira que os meus filhos andem à guerra uns com os outros, e comigo também, este é o segredo de uns bons legisladores, é mesmo uma questão de inteligência intemporal, e não fazer leis para agradar, mas sim para governar.

  6. E se em Portugal uma mulher quiser casar com um cavalo e ter como filho um pónei? Isso já é possível? Se ainda não for é uma vergonha, estarmos a limitar o direito das mulheres e a discriminar os animaizinhos

RESPONDER

Bezos e Branson não são astronautas, clarifica Administração da Aviação norte-americana

Dúvida instalou-se depois dos voos que levaram os dois bilionários ao espaço. Novas diretrizes da Administração Federal de Aviação vêm esclarecer.  Após os voos que os tornaram nos primeiros turistas espaciais, Jeff Bezos e Richard Branson …

Soldados afegãos buscam refúgio no Paquistão após perderem postos na fronteira

Quase meia centena de soldados afegãos buscaram asilo no Paquistão após perderem para os Talibãs o controle das posições militares na fronteira, informou o exército paquistanês esta segunda-feira. Centenas de soldados do exército afegão e oficiais …

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …

Ramalho Eanes defende que Otelo "tem direito a lugar de proeminência" na História

O ex-presidente da República Ramalho Eanes defendeu esta segunda-feira que Otelo Saraiva de Carvalho, falecido no domingo, tem direito a um "lugar de proeminência histórica", apesar "da autoria" do que considerou "desvios políticos perversos, de …

Hidilyn Diaz dá primeira medalha de ouro de sempre às Filipinas

A filipina Hidilyn Diaz deu esta segunda-feira a primeira medalha de ouro de sempre ao seu país em Jogos Olímpicos, ao conquistar a categoria de -55 kg de halterofilismo em Tóquio2020. Depois de ter sido segunda …