Áustria corrige Trump. Os seus cidadãos não vivem em florestas

O Governo austríaco decidiu corrigir a afirmação do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afirmou que as pessoas naquele país europeu vivem em “cidades da floresta”.

Trump referiu recentemente a Áustria e outros países europeu como modelos exemplares de boa gestão florestal, com os quais os estados norte-americanos, como a Califórnia, a braços com violentos incêndios, deviam aprender.

“Podemos olhar para países, como a Áustria e outros. Eles vivem na floresta, são consideradas cidades da floresta. E não têm incêndios como este. E eles têm árvores muito mais explosivas”, disse Trump, durante uma declaração à estação televisiva Fox, na terça-feira passada.

A ministra da Agricultura da Áustria, Elisabeth Koestinger, decidiu responder a Trump, num artigo publicado esta quinta-feira no jornal britânico The Independent.

“Houve comentários sérios e humorísticos, nas redes sociais, sobre as árvores a explodir. (Trump) referiu, também, que vivemos em ‘cidades da floresta’, que nunca se incendeiam”, escreveu Koestinger. “Como austríacos, felizmente abençoados com um saudável sentido de humor, não ligamos muito a esses ‘clichés’“, disse a ministra.

“Contudo, a gravidade dos eventos atuais torna as palavras de Trump mais preocupantes – afinal, neste momento, milhares de pessoas lutam contra os incêndios florestais, vivendo situações de vida ou de morte”, explicou Koestinger.

“Na realidade, a Áustria é um país situado no coração da Europa, onde as pessoas não vivem na floresta, mas sim com a floresta e numa relação próxima e sustentável com o ambiente natural”, escreveu a ministra no artigo hoje divulgado.

Hannes Sallmutter / Wikimedia

A ministra da Agricultura da Áustria, Elisabeth Koestinger

“Para que fique claro: Não, não temos nenhuma árvore a explodir na Áustria“, enfatizou Koestinger, embora tenha confirmado a afirmação de Trump de que os austríacos “encontram uma maneira de dar às suas árvores o espaço de que precisam”.

“Isso não nos torna ‘povos da floresta’, mas mostra como é importante compreender o nosso meio ambiente e os nossos recursos naturais”, concluiu a ministra austríaca.

Há várias semanas que incêndios devastam a costa oeste dos Estados Unidos e são tão intensos que o fumo já alcançou a Europa. Mais de 17 mil bombeiros combatem as chamas desde meados de agosto, só na Califórnia. O estado mais afetado contou com cerca de 25 grandes ignições.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Enfim, criticar só por criticar. Afinal os austríacos vivem nas florestas ou em cidades da floresta? Por acaso os algarvios ficam ofendidos se lhes disserem que eles vivem em cidades das praias?? Ou será ofensivo dizer que os habitantes da Guarda vivem numa cidade da Serra? Se na Áustria existem muitas florestas qual é o problema em dizer que os austríacos vivem em cidades da floresta??!

Navio australiano filma meteoro a desintegrar-se no céu da Tasmânia

O navio de pesquisa científica da CSIRO capturou imagens surpreendentes de um meteoro a desintegrar-se no oceano, muito perto da Tasmânia. Na quarta-feira, o navio de pesquisa científica da CSIRO capturou um meteoro a desintegrar-se no …

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …