Australiana que terá sido violada em Airbnb recebeu 7 milhões para ficar em silêncio

Uma australiana, que terá sido violada num apartamento do Airbnb em Nova Iorque, recebeu 7 milhões de dólares para ficar calada sobre o incidente.

A reportagem da Bloomberg Businessweek revela que a australiana, de 29 anos, terá sido atacada numa propriedade perto da zona turística de Times Square, no centro de Manhattan, no início do dia de Ano Novo de 2016.

O trabalho da Bloomberg, que incide sobre as políticas de “segurança do hóspede” da empresa, detalha que o incidente levou à rápida intervenção de uma task force dedicada à gestão de crises do Airbnb.

A equipa é encarregue de “fazer a limpeza após o desastre“. Neste caso específico, transferiu a mulher para um hotel, pagou a viagem para que a sua mãe viesse da Austrália para os Estados Unidos e, mais tarde, assegurou a viagem de regresso das duas mulheres, incluindo despesas de saúde e aconselhamento para a vítima.

O acordo secreto foi um dos maiores já pagos pela empresa, avaliada em 90 mil milhões de dólares, cerca de 75 mil milhões de euros.

Nos termos negociados, a australiana foi proibida de discutir o assunto, processar a empresa ou implicar que o Airbnb detinha qualquer “responsabilidade ou obrigação” perante o ataque.

Questionado pelo The Guardian, o Airbnb negou a tentativa de silenciar a vítima.

“Em casos de agressão sexual, nos acordos que alcançamos, os sobreviventes podem falar livremente sobre as suas experiências”, disse o porta-voz da empresa, Benjamin Brait.

Apesar de não contestar detalhes da reportagem, o responsável disse que a equipa de “confiança e segurança” do Airbnb era uma parte aberta e integral da sua operação geral de suporte ao cliente.

“A nossa equipa de segurança trabalhou arduamente para apoiar a sobrevivente após o terrível ataque. Depois do incidente, entramos em contacto com o NYPD [departamento de polícia de Nova Iorque] para oferecer a nossa assistência na investigação”, garantiu.

Jim Kirk, advogado da vítima, recusou comentar o assunto. Ao diário britânico, referiu apenas que “não há nada a acrescentar ao artigo da Bloomberg” e que a cliente deseja permanecer anónima.

De acordo com a reportagem, o Airbnb costuma gastar dezenas de milhões de dólares todos os anos para resolver questões legais com clientes envolvidos em incidentes com consequências potencialmente negativas para a empresa.

A task force tem também a responsabilidade de lidar com outros problemas, como a necessidade de compensar os anfitriões de propriedades do Airbnb por danos causados ​​pelos hóspedes.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Típico da justiça americana – comprar o silêncio para dar a sensação que a justiça funciona bem.
    É o mesma justiça que sabia do caso do Ronaldo e que a suposta vítima tinha sido paga para não falar…
    Tens dinheiro, pagas e a justiça está “feita”… ou não!!

      • Claro que não Venturinha… em Portugal nem sequer está ninguém preso por violação.
        Pagar (e esconder) é bem diferente de “fazer” justiça – mas isso já é informação a mais para o teu intelecto.

    • Mas tu sabes ler?? A Justiça Americana não comprou nada! A mulher ACEITOU assinar um contrato com a AirBnB a troco de 7 milhões, e até pediu através dos advogados para retirar o seu nome do processo em tribunal!

  2. Pois, que isto de se enfiar numa casa qualquer tem muito que se lhe diga! Prefiram os hotéis e os espaços de alojamento devidamente validados.

RESPONDER

DGS recomenda vacinação de jovens dos 12 aos 15 anos com comorbilidades

A diretora-geral da Saúde anunciou, esta sexta-feira, que a DGS só recomenda, para já, a vacinação contra a covid-19 de jovens dos 12 aos 15 anos com comorbilidades. Numa conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, Graça …

Onda de calor e seca podem agravar crise alimentar na Coreia do Norte

No início do verão, o líder norte-coreano Kim Jong Un descreveu a situação alimentar do país como "tensa", após o encerramento da fronteira causado pela pandemia e cheias devastadoras. No meio da estação, um ciclo …

Juiz negacionista chama "pedófilo" a Ferro Rodrigues. CSM admite novo processo disciplinar

O Presidente da Assembleia da República já reagiu ao vídeo do juiz negacionista em que este lhe chama "pedófilo", tendo alertado o Conselho Superior da Magistratura (CSM), que também já disse que os "novos factos …

Barragem do Pisão fica pronta em 2026 (e "demonstra bem o que pretende ser o PRR")

As obras de construção da barragem do Pisão, no concelho de Crato, distrito de Portalegre, cujo contrato de financiamento foi assinado esta sexta-feira, vão arrancar até 2023 para o empreendimento entrar em "pleno funcionamento" em …

Gonçalves Pereira diz que não é recandidato por "opção exclusiva da direção"

O vereador do CDS-PP na Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que não é recandidato nas próximas autárquicas por opção exclusiva da atual direção do partido, que foi contra os órgãos distritais e concelhios. "Este ano, …

Fraude de quatro milhões com IVA na alimentação. MP acusa 29 arguidos

Uma rede de empresas responsável por simular transações de produtos alimentares isentas de IVA foi desmantelada pelas autoridades e 29 arguidos foram acusados pelo Ministério Público (MP), devido a um esquema que permitiu obter reembolsos …

Nove anos de prisão para primeiro condenado ao abrigo da lei da segurança nacional em Hong Kong

O primeiro residente de Hong Kong condenado no âmbito da nova lei de segurança nacional foi sentenciado a nove anos de prisão, esta sexta-feira, por terrorismo e incitação à secessão. Os três juízes, escolhidos pela chefe …

Novo Banco e Apollo entregam propostas pelo EuroBic

O Novo Banco e o fundo Apollo apresentaram propostas para as posições de Isabel dos Santos e de Fernando Teles no EuroBic, enquanto o fundo J.C. Flowers e o Abanca estão a negociar com os …

Israel vai administrar terceira dose da vacina em maiores de 60 anos

Israel vai avançar com a inoculação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 em pessoas com mais de 60 anos, anunciou, esta quinta-feira, o primeiro-ministro israelita, numa declaração transmitida na televisão. Confrontado nas últimas …

Autoridades chinesas e Talibãs estreitam laços enquanto EUA deixam o Afeganistão

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi, se reuniu na quarta-feira com líderes dos Talibãs na cidade de Tianjin, no norte da China, um sinal do estreitamento dos laços entre Pequim e o grupo …