Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Jean-Christophe Bott / EPA

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência.

Três perguntas durante a habitual conferência de imprensa virtual de acompanhamento da pandemia da covid-19 visaram o tema, depois de na terça-feira a agência de notícias norte-americana Associated Press. ter divulgado uma investigação em que teve acesso a documentos internos da OMS.

O diretor do programa de Emergências Sanitárias da OMS releu uma declaração que a agência tinha enviado à AP quando instada a comentar os factos da investigação.

“A nossa liderança e pessoal têm trabalhado noite e dia cumprindo as regras e regulamentos da OMS para partilhar informação com os países-membros de forma igualitária e dialogar honestamente com os governos a todos os níveis”, disse Mike Ryan.

A AP revelou que, em janeiro, enquanto a OMS elogiava publicamente a China e a sua “resposta rápida” ao surto, os especialistas da agência das Nações Unidas para a saúde queixavam-se em privado da falta de informação partilhada por Pequim.

O controlo rígido exercido pelas autoridades chinesas sobre a informação e a concorrência no sistema de saúde público chinês terão sido os principais responsáveis pelo atraso.

As autoridades de saúde só divulgaram o genoma depois de três laboratórios estatais o terem descodificado e após um desses laboratórios o ter publicado num portal de virologia, em 11 de janeiro. A China demorou pelo menos mais duas semanas a fornecer à OMS os detalhes necessários, de acordo com gravações de várias reuniões internas, realizadas pela agência de saúde da ONU em janeiro passado.

A agência tentou retratar a China da melhor forma possível, provavelmente numa tentativa de convencer o país a fornecer mais detalhes sobre o surto. As autoridades da OMS preocuparam-se em pressionar a China por mais informações sem ofenderem as autoridades ou prejudicarem os cientistas chineses.

Michael Ryan, chefe de emergências da OMS, disse que a melhor forma de “proteger a China” seria através de uma análise independente, porque, caso contrário, a propagação do vírus entre as pessoas seria posta em questão e “outros países tomariam decisões em conformidade”.

Instado a confirmar as afirmações que lhe são atribuídas no trabalho da AP, nem Ryan nem o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, deram mais nenhuma resposta a perguntas, tal como a outra questão sobre que efeito as revelações poderiam ter no relacionamento entre a China e a OMS. A preocupação da agência levou a uma viagem incomum a Pequim pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e pelos principais cientistas.

No final da viagem de Tedros, a OMS convocou outra reunião, declarando finalmente uma emergência global em 30 de janeiro. Tedros agradeceu profundamente à China, sem mencionar qualquer frustração anterior da OMS.

“O perigo é que, apesar das nossas boas intenções (…) haverá muitos dedos apontados à OMS se algo acontecer”, admitiu Ryan numa das reuniões internas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Afinal, Trump tinha razão mais uma vez, mas como sempre evitam dar-lhe a razão e nem o mencionam.
    Também o criticaram quando, antes de todos, queria fechar fronteiras com China e depois Europa. Era xenofobia. Passadas 2-3 semanas, todos os países fecharam fronteiras, e também aí não lhe deram razão e nem o mencionaram. Só o mencionam para criticar e ridicularizar, para depois o omitirem quando lhe reconhecem a razão. Devem pensar que todos têm memória curta…

RESPONDER

Astrónomos localizaram com precisão o centro do Sistema Solar

Pela primeira vez, uma equipa internacional de cientistas foi capaz de localizar com precisão o centro de gravidade do Sistema Solar. De acordo com o portal Science Alert, que recorda que o baricentro (centro gravidade) …

Misteriosa cruz de mármore com 1.200 anos encontrada no Paquistão

Uma cruz de mármore foi recentemente descoberta no cimo das montanhas do Baltistão, no Paquistão. Os investigadores acreditam que tem cerca de 1.200 anos e que pode ser um sinal da presença de uma antiga …

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …