“Até Ronaldinho foi melhor do que Lionel Messi”, diz antigo guarda-redes argentino

Enric Fontcuberta / EPA

Lionel Messi

O ex-guarda-redes argentino Hugo Gatti disse que Lionel Messi “está muito longe” em comparação com os jogadores que viu jogar.

O antigo guarda-redes argentino Hugo Gatti falou sobre Lionel Messi e comparou o internacional albiceleste com outros grandes jogadores, garantindo que o atleta do Barcelona fica atrás de muitos deles.

“Está muito longe, ao lado do que eu vi, Messi não existe”, disse Gatti no programa El Chiringuito de Jugones. “Volto a repetir, o melhor que vi na minha vida foi o Pelé e depois Alfredo Di Stéfano. O resto vem mais atrás. E até Ronaldinho, no seu melhor momento, foi melhor do que Leo Messi”, acrescentou, citado pelo jornal O JOGO.

“Estive no Boca e na seleção argentina com Maradona. Diego é melhor. Sem discussão. Messi não o superou. Além disso, Diego aparecia em momentos grandes, em jogos importantes, Messi não”, salientou.

O antigo guardião argentino realçou ainda que Messi falhou em impressionar ao serviço da seleção e “não tocou na bola” nas duas últimas edições da Liga dos Campeões.

É mais Di María do que Messi. Essa é a realidade, e não tem de doer. Em jogos grandes não o vi”, atirou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, …

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …

Secretas alertaram a Casa Branca para o perigo do coronavírus em novembro

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos alertaram o Pentágono e a Casa Branca, no fim de novembro, que o novo coronavírus estava a espalhar-se em Wuhan, avisando que o vírus estaria a mudar o …

Pandemia pode criar mais 520 milhões de pobres

Um estudo da Organização das Nações Unidas (ONU) conclui que a pandemia do novo coronavírus poderá deixar mais 520 milhões de pessoas a viver com rendimentos inferiores a cinco euros por dia, num cenário de …