Ataques a petroleiros no mar de Omã “têm a assinatura” do Irão (a culpa é “quase certa”)

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse esta sexta-feira que os ataques a dois petroleiros no mar de Omã, na quinta-feira, “têm a assinatura” do Irão, baseando-se num vídeo entretanto divulgado pelo Pentágono.

“Vemos um barco com uma mina que não explodiu e que tem a assinatura do Irão”, afirmou Donald Trump, numa declaração à estação televisiva Fox, referindo-se às imagens divulgadas pelo Pentágono, que os Estados Unidos dizem mostrar a Guarda Revolucionária iraniana a remover uma mina por detonar de um dos petroleiros atacados no mar de Omã, sugerindo que Teerão estaria a tentar retirar provas do seu envolvimento.

Foi o Irão quem o fez (o ataque aos petroleiros)”, concluiu Donald Trump, apesar de o Irão já ter negado a responsabilidade pelo ataque.

Por sua vez, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Jeremy Hunt, afirmou também esta sexta-feira que a responsabilidade pelos ataques na quinta-feira a dois petroleiros no Golfo de Omã é “quase de certeza” do Irão.

“Condeno os ataques contra dois navios no Golfo de Omã. A nossa própria avaliação leva-nos a concluir que a responsabilidade pelos ataques recai quase de certeza no Irão“, afirmou em comunicado o chefe da diplomacia britânica, secundando a posição dos EUA.

Jeremy Hunt apelou ao Irão para que acabe com toda a “atividade desestabilizadora”, sublinhando que o Reino Unido “está em estreita coordenação com os parceiros internacionais para encontrar soluções diplomáticas que visem acalmar as tensões”.

Já a Rússia pediu “moderação” e que “não se tire conclusões precipitadas” após os ataques. “Condenamos veementemente estes ataques qualquer que seja o responsável. Mas é necessário abster-se de tirar conclusões precipitadas”, indicou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia em comunicado.

O Ministério considerou “inaceitável acusar quem quer que seja de estar ligado a este incidente antes da conclusão de uma investigação internacional detalhada e imparcial” expressando a sua preocupação com as tensões no mar de Omã.

“Estamos a testemunhar uma escalada artificial de tensões, em grande parte devido às políticas anti-irão dos EUA”, referiu a mesma fonte, pedindo “contenção” a todas as partes.

Dois petroleiros, um norueguês e um japonês, foram na quinta-feira alvo de um ataque no mar de Omã, em pleno Golfo Pérsico, uma região já sob tensão devido à crise entre os Estados Unidos e o Irão.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …

Jovem de 23 anos morre baleada em ação da PSP. Polícias vão alegar legítima defesa

Uma jovem de 23 anos morreu, na madrugada de quinta-feira, na sequência de ferimentos causados por uma arma de fogo, após uma intervenção policial em São João da Madeira. A mulher, de 23 anos, morreu na …

PS recua nas petições e propõe 7.500 assinaturas para ultrapassar veto de Marcelo

O PS vai avançar com uma proposta de alteração que coloca nos 7.500 o número de assinaturas necessário para que uma petição seja discutida na Assembleia da República.  O objetivo do PS é contornar o veto …

Rui Rangel endividava-se, teve execuções fiscais e contas penhoradas

Rui Rangel teve vários processos de execução fiscal por falta de pagamentos de impostos e até contas penhoradas. Era o seu alegado testa-de-ferro que o ajudava a regularizar os pagamentos. Era comum o ex-juiz Rui Rangel …

Todos os dias, 500 famílias pedem à EDP para pagarem a luz em prestações

Desde o início da pandemia até ao fim de agosto, 500 famílias pediram diariamente ajuda à EDP para pagarem a fatura da luz em prestações. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Nem a DGS nem a Segurança Social sabem o número real de infetados em lares

O Governo tem vindo a dizer que os lares de idosos são uma “prioridade total” em plena pandemia, mas não conhece o problema em detalhe. A DGS conta que sejam mais de 4.700 infetados, mas …

Quatro feridos com arma branca junto à antiga redação do Charlie Hebdo

Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais com gravidade, com armas brancas em Paris, junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, anunciou a polícia da capital de França. Dois dos …

Das 2.500 camas prometidas para universitários, só 300 estão disponíveis

Apesar das garantias dadas pelo Governo, há menos de 300 novas camas em residências estudantis para o ano letivo que arranca agora. No início do ano passado, o Governo anunciou o Plano Nacional para o Alojamento …

Mal-amado no FC Porto, Manafá interessa à Atalanta

Wilson Manafá interessa à Atalanta, que está a seguir o jogador desde a época passada. Sérgio Conceição conta com o lateral e deverá recusar vendê-lo tão perto do fecho do mercado. No Dragão, as opiniões dividem-se …