Ataques a petroleiros no mar de Omã “têm a assinatura” do Irão (a culpa é “quase certa”)

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse esta sexta-feira que os ataques a dois petroleiros no mar de Omã, na quinta-feira, “têm a assinatura” do Irão, baseando-se num vídeo entretanto divulgado pelo Pentágono.

“Vemos um barco com uma mina que não explodiu e que tem a assinatura do Irão”, afirmou Donald Trump, numa declaração à estação televisiva Fox, referindo-se às imagens divulgadas pelo Pentágono, que os Estados Unidos dizem mostrar a Guarda Revolucionária iraniana a remover uma mina por detonar de um dos petroleiros atacados no mar de Omã, sugerindo que Teerão estaria a tentar retirar provas do seu envolvimento.

Foi o Irão quem o fez (o ataque aos petroleiros)”, concluiu Donald Trump, apesar de o Irão já ter negado a responsabilidade pelo ataque.

Por sua vez, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Jeremy Hunt, afirmou também esta sexta-feira que a responsabilidade pelos ataques na quinta-feira a dois petroleiros no Golfo de Omã é “quase de certeza” do Irão.

“Condeno os ataques contra dois navios no Golfo de Omã. A nossa própria avaliação leva-nos a concluir que a responsabilidade pelos ataques recai quase de certeza no Irão“, afirmou em comunicado o chefe da diplomacia britânica, secundando a posição dos EUA.

Jeremy Hunt apelou ao Irão para que acabe com toda a “atividade desestabilizadora”, sublinhando que o Reino Unido “está em estreita coordenação com os parceiros internacionais para encontrar soluções diplomáticas que visem acalmar as tensões”.

Já a Rússia pediu “moderação” e que “não se tire conclusões precipitadas” após os ataques. “Condenamos veementemente estes ataques qualquer que seja o responsável. Mas é necessário abster-se de tirar conclusões precipitadas”, indicou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia em comunicado.

O Ministério considerou “inaceitável acusar quem quer que seja de estar ligado a este incidente antes da conclusão de uma investigação internacional detalhada e imparcial” expressando a sua preocupação com as tensões no mar de Omã.

“Estamos a testemunhar uma escalada artificial de tensões, em grande parte devido às políticas anti-irão dos EUA”, referiu a mesma fonte, pedindo “contenção” a todas as partes.

Dois petroleiros, um norueguês e um japonês, foram na quinta-feira alvo de um ataque no mar de Omã, em pleno Golfo Pérsico, uma região já sob tensão devido à crise entre os Estados Unidos e o Irão.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Gana é o primeiro país a receber vacinas financiadas pelo Covax

O programa Covax já começou a fornecer as primeiras remessas de vacinas contra a covid-19. O Gana foi o primeiro país a receber doses. Gana deve receber o primeiro lote de vacinas contra o SARS CoV-2, …

"Como produtos de exportação". Filipinas querem trocar os seus enfermeiros por vacinas da Europa

As Filipinas estão a pedir ao Reino Unido e à Alemanha que forneçam centenas de milhares de vacinas contra a covid-19 em troca do envio de enfermeiros filipinos para ajudar na linha de frente da …

Despacho da ACT limita capacidade de intervenção dos inspetores do trabalho

Um despacho assinado pela inspetora-geral da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) está a limitar a capacidade de intervenção dos inspetores. A notícia é avançada esta quarta-feira pelo Jornal de Negócios, que escreve que o …

Só muda o preâmbulo. Decreto do novo estado de emergência já seguiu para o Parlamento

O novo decreto do estado de emergência já seguiu para o Parlamento. Marcelo Rebelo de Sousa só mudou o preâmbulo do documento. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, publicou esta quarta-feira o decreto do …

Governo já está a desenhar um plano de desconfinamento. Rio quer desconfinar por regiões ou concelhos

Depois de uma primeira ronda de audiências, onde anunciou que o decreto do novo estado de emergência será igual ao da última quinzena, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta quarta-feira, o Bloco de Esquerda, o …

Serviços de inteligência desvalorizaram ameaça de invasão ao Capitólio

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos subestimaram o perigo de invasão ao Capitólio, admitiram vários responsáveis durante uma audiência no Senado, realizada esta terça-feira. Depois da absolvição do antigo Presidente dos Estados Unidos, que estava …

Polícias que prestam serviço no 112 não recebem subsídio desde setembro

Os agentes e militares que fazem a triagem das chamadas do 112 não auferem a gratificação mensal pelo serviço prestado ao Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) desde setembro do ano passado. Segundo o Jornal de Notícias, …

Contrariando ordem judicial, Malásia deportou mais de mil pessoas para Myanmar

A Malásia entregou 1086 cidadãos que tinham fugido de Myanmar aos militares que organizaram o golpe de Estado de 01 de fevereiro, estando entre esses requerentes de asilo já registados oficialmente junto da Organização das …

Assassino da jornalista Daphne Caruana Galizia condenado a 15 anos de prisão

Vincent Muscat, um dos três homens acusados do assassínio, em outubro de 2017, da jornalista anticorrupção de Malta Daphne Caruana Galizia, foi condenado a uma pena de 15 anos de prisão pelo tribunal da La …

Venezuela avisa embaixadora da UE : tem 72 horas para abandonar o país

Isabel Brilhante Pedrosa, embaixadora da União Europeia, foi declarada persona non grata pelo Governo venezuelano e deverá abandonar o país. O Governo venezuelano notificou, esta quarta-feira, a embaixadora da União Europeia (UE), a portuguesa Isabel Brilhante …