/

Ataque a mesquita no Egipto faz 155 mortos

EPA / STR / Lusa

Pelo menos 155 pessoas morreram e 120 ficaram feridas num ataque contra uma mesquita no norte da península do Sinai, nordeste do Egipto, indica um balanço da agência oficial egípcia, Mena.

Os atacantes colocaram explosivos artesanais em volta da mesquita e fizeram-nos detonar quando os fiéis saíam da oração de sexta-feira, o dia sagrado dos muçulmanos, segundo fonte dos serviços de segurança.

Os atacantes também dispararam sobre os fiéis que fugiam.

A CNN avança que a explosão provocada pelos terroristas causou “danos consideráveis” no edifício da mesquita.

O ataque terá sido cometido por um grupo terrorista local afiliado do Estado Islâmico, segundo a Associated Press (AP).

Os homens armados terão bloqueado estradas, para evitarem a fuga das pessoas da zona, fazendo explodir carros e deixando os destroços no meio da via, refere a AP.

Foi “o maior ataque” sobre civis egípcios e “o primeiro numa grande congregação de mesquita” desde o início da onda de violência do grupo terrorista no país, conforme destaca a AP.

A agência lembra que estes terroristas iniciaram uma série de ataques, depois do golpe militar de 2013 que derrubou um presidente islâmico, eleito nas urnas, mas que dividia o país.

A presidência do Egipto já declarou três dias de luto nacional e reforçou as medidas de segurança no país.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.