Maior assalto de sempre em Braga rendeu 10 milhões. Lesados vão processar Santander

Mário Cruz / Lusa

Os clientes lesados pelo assalto a uma dependência do Banco Santander pretendem processar o banco. O gangue aproveitou as obras que decorriam para roubar 58 cofres.

O maior assalto alguma vez registado em Braga aconteceu na noite de São João mas ainda hoje dá que falar. Uma agência do banco Santander, na Avenida Central, que na altura se encontrava em obras, viu o conteúdo de 58 cofres individuais desaparecerem, tendo o crime rendido cerca de 10 milhões de euros.

Os lesados perderam bens como joias, relógios de colecionador, barras de ouro e dinheiro vivo e alguns deles só tomaram conhecimento de que o seu cofre tinha sido assaltado 20 dias depois. Os clientes do banco que saíram prejudicados desta situação acusam o banco de negligência.

Apesar de a responsabilidade do Santander ainda estar por apurar, há clientes que afirmam ter a informação de que a porta do cofre estaria aberta na noite do crime, acusando a instituição bancária de não ter precavido a possibilidade de um furto. Os lesado vão agora processar o banco, que não terá garantindo a cobertura dos prejuízos.

Ao Jornal de Notícias, um cliente, que pediu anonimato, confessou ter perdido cerca de 150 mil euros, “tudo faturado, documentado e fotografado”. Mas há quem tenha perdido “muito mais”, garante.

Fonte oficial da instituição bancária confirmou ao jornal diário que a instituição “não deixará de assumir as responsabilidades que sejam devidas na salvaguarda dos interesses dos seus clientes”.

No entanto, o problema agora reside na verificação da veracidade das declarações de valores dos clientes, dado que os depósitos nos cofres são feitos sem a presença de qualquer funcionário do banco e sem registo do valor depositado.

Os assaltantes foram detidos no início do mês pela GNR. O gangue em causa já tinha assaltado as casas do empresário Domingos Névoa e do cantor Delfim Júnior e é ainda suspeito de ter roubado 300 mil euros em peças de ourivesaria de um joalheiro, em junho.

Segundo o JN, foram apreendidos ao gangue objetos no valor de dois milhões de euros: 14 automóveis topo de gama, cinco quilos em barras de ouro, joias e dinheiro.

As autoridades encontraram ainda dois inibidores de alarmes, que terão sido utilizados no furto. Estes dispositivos emitem radiações nas mesmas frequências de outras redes e terão servido para limitar as comunicações dos alarmes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Bonito vai ser explicar o dinheiro e os valores que lá tinham…
    – Bem… ó senhor agente… os 2 milhões que lá estavam é do prédio da rua xpto…
    – Mas (diz o agente) o senhor vendeu o prédio? Era seu?
    – Não… mas trabalhava na autarquia e licenciei-o, mesmo sabendo que tinha 6 andares a mais…
    – (agente) ahhhhh… daí os 2 milhões no cofre e não numa conta bancária
    – (proprietário de cofre) pois… brincas… esperavas que tivesse vindo do trabalho…
    – (agente)… se passares para cá algum bago… eu até sou um gajo esquecido…
    – (proprietário de cofre) pois…

  2. No meu entender as responsabilidades devem ser imputadas ao Banco, até mesmo porque não tiveram em conta a segurança do imóvel durante as obras, só se olha para o lucro e deixa-se a segurança de parte.

RESPONDER

Arquitetura óssea pode inspirar asas de aeronaves mais fortes

Uma nova descoberta na estrutura interna do osso pode levar a um melhor tratamento da osteoporose e a componentes de aeronaves mais duráveis. A densidade tem sido a referência para medir a força óssea. No entanto, …

Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora. Apesar de …

Tiroteios em dois bares fazem oito mortos na Alemanha

Pelo menos oito pessoas morreram hoje em dois tiroteios em dois bares na cidade alemã de Hanau, no centro do país, indicou a polícia local, sem precisar o número. O primeiro tiroteio ocorreu num bar de …

Descobertos sarcófago e altar dedicado ao fundador de Roma do século VI a.C.

Os dois objetos foram descobertos numa área subterrânea perto da Cúria, foi anunciado esta terça-feira. Um sarcófago considerado "excecional" e um altar do século VI a.C., que poderá ter sido dedicado a Rómulo, fundador de Roma, …

40 anos depois, cientistas identificam falha fundamental na eficiência dos painéis solares

Os painéis solares são uma das invenções mais impressionantes, mas é emergente descobrir como torná-los ainda mais eficientes. Recentemente, uma equipa de cientistas resolveu um mistério de 40 anos em torno de um dos principais …

SIC vai lançar serviço de streaming e canal de e-sports este ano

A SIC vai avançar para uma plataforma de streaming ainda em 2020. A "Netflix à portuguesa" ainda não tem nome, mas tem como objetivo "encontrar mais e novas audiências". Em entrevista ao jornal Público, o CEO …

Dagmar Turner tocou violino enquanto lhe era removido um tumor do cérebro

Uma paciente do King's College Hospital, no Reino Unido, tocou violino enquanto os médicos lhe removiam um tumor do cérebro. Desta forma, foi possível preservar a sua capacidade de tocar e a sua paixão de 40 …

"Não é aceitável". Tribunal de Contas refuta acusações de Manuel Heitor

O Tribunal de Contas (TdC) refutou as acusações do ministro do Ensino Superior sobre a auditoria ao modelo de financiamento do setor, considerando-as inaceitáveis e infundadas. "O tribunal tem o máximo respeito pela opinião dos auditados, …

"Lava que se farta". Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes

A empresária angolana recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa por causa das publicações no Twitter nas quais a antiga eurodeputada acusa a empresária, por exemplo, de "lavar que se farta". Em janeiro, o Tribunal …

Ministro considera "inaceitável" que TAP pague prémios em ano de prejuízos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou "inaceitável" que a TAP, empresa que "tem 100 milhões de euros de prejuízos" em 2019, atribua prémios a uma minoria de trabalhadores. "É uma falta de respeito para …