“Não somos coitadinhos”. Artistas fazem vigília pelo fim da precariedade na cultura

Tiago Petinga / Lusa

A ministra da Cultura, Graça Fonseca.

Vários artistas portugueses, espalhados por 15 cidades, estão esta quinta-feira a fazer uma vigília pelo fim da precariedade na cultura. Queixam-se de falta de apoios do Estado.

Esta quinta-feira, profissionais do setor da cultura e das artes vão realizar uma vigília em frente à Assembleia da República durante o dia inteiro. A falta de apoios do Estado é a principal reivindicação dos artistas portugueses, que durante esta pandemia de covid-19 ficam sem dinheiro para comer ou pagar as contas.

Ao todo, 15 cidades portuguesas já aderiram à iniciativa. Em Lisboa, a vigília começou às 9h e, no Porto, começa às 14h. Nos últimos dois meses, os trabalhadores deste setor ficaram sem qualquer fonte de rendimento e quase sem apoios do governo.

“A nossa situação já era muito complicada, com muitas falhas a nível laboral, muita coisa que não está legislada… Quando nos mandaram para casa no dia 10 de março, a nossa situação foi também de calamidade. É preciso dar voz, mostrar que não somos coitadinhos mas exigimos direitos! Somos contribuintes, pagamos como todos os trabalhadores e temos que ter os mesmos direitos!”, disse Anaísa Raquel, uma das organizadoras da vigília Cultura e Arte, citada pela TSF.

“Não somos artistas, somos profissionais, queremos que revejam o estatuto do profissional porque não existe, há profissões que nem estão legisladas! Temos que reformular a lei do trabalho, o nosso regime tem que funcionar a contratação, os recibos verdes têm que acabar. Contratação a curto, médio e longo prazo. Chega!”, acrescentou.

Face às preocupações de eventuais ajuntamentos excessivos de pessoas, Anaísa Raquel garante que a vigília vai cumprir todas as normas de segurança e saúde pública. Nunca estarão mais de dez pessoas, que vão trocando por turnos.

“Estaremos em silêncio, em turnos de meia hora e que nunca terão mais de 10 pessoas. Não é uma manifestação, mas estamos na rua com as devidas regras e normas de segurança”, explicou.

A fundadora da Ação pela Cultura 2020 diz que há a necessidade de mostrar ao Ministério da Cultura que é preciso encontrar soluções que se adaptem às formas de trabalhar destes profissionais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …