/

Banida pelos britânicos, arte marcial do Sri Lanka está a desaparecer. Um fotógrafo quer reavivá-la

(dr) Reza Akram

Guerreiros angampora.

Angampora é uma antiga arte marcial do Sri Lanka que foi banida pelos colonizadores britânicos. Em perigo de se extinguir, um fotógrafo quer reavivá-la.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Os colonizadores portugueses chegaram ao Sri Lanka, anteriormente conhecido como Ceilão, no início do século XVI. Lá encontraram guerreiros nativos que praticavam angampora, uma arte marcial que incorpora a luta corpo a corpo e o uso de armas indígenas como o ethunu kaduwa, bastões, facas e espadas.

Os portugueses foram seguidos pelos holandeses e, posteriormente, os britânicos, que conquistaram o território em 1815. Foi então que o governador Robert Brownrigg baniu o angampora, conta o Atlas Obscura.

Os britânicos aprisionaram guerreiros angampora e diz-se que tomaram medidas extremas, executando praticantes praticantes desta arte marcial. O angampora quase se perdeu, sendo praticado apenas por alguns mestres ancestrais que a praticavam em segredo.

Agora, Reza Akram está a tentar, aos poucos, reavivar esta antiga arte marcial que quase se perdeu com o tempo — uma fotografia de cada vez.

Para tal, compilou o livro “Angampora: A Nation’s Legacy in Pictures”, com várias fotografias da sua autoria tiradas a verdadeiros guerreiros angampora.

“Em cada capítulo, eu decidia como poderia empregar aspetos visuais para combinar com a história. Por exemplo, há um capítulo sobre encantamentos. Eu queria manter esse capítulo tão sombrio quanto possível; estava cheio de sombras para prolongar o suspense do espetador”, explicou ao Atlas Obscura.

Além do livro, Akram criou uma página no Instagram, “Project Angampora”, onde publica regularmente fotografias de praticantes desta arte marcial.

Ao longo de sete anos de trabalho, Akram tirou mais de 28 mil fotografias a guerreiros angampora.

“É de loucos, eu sei. Eu estava emocionalmente ligado a todas as minhas fotos, mas apenas 700 conseguiram entrar no livro. Escolher essas 700 foi a tarefa mais difícil. Você já ouviu uma mãe dizer que os seus filhos são feios? É igual. As suas fotografias são os seus bebés, por isso nunca pode abandoná-los”, disse o fotógrafo natural de Colombo, no Sri Lanka.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.