EUA vão ter armas laser da Guerra das Estrelas em aviões de combate já em 2020

DARPA

O exército norte-americano vai começar a testar as suas armas laser de alte energia, HELLADS

A Força Aérea dos EUA está a preparar-se para equipar os seus aviões de combate com armas e escudos defensivos de alta tecnologia laser que fazem lembrar a “Guerra das Estrelas” – e a concretizar já daqui a cinco anos.

Os responsáveis do Laboratório de Pesquisa da Força Aérea norte-americana (AFRL) acreditam que podem tornar a ficção científica em realidade em 2020, altura em que pretendem testar uma destas armas lasers num caça a jacto.

“Vemos a tecnologia a evoluir e a amadurecer até ao ponto em que pode mesmo ser usada”, salienta o engenheiro da AFRL, Kelly Hammett, em declarações à CNN.

Esta evolução de que fala Kelly Hammett pode permitir afixar nos caças de combate cápsulas de armas de energia laser dirigida que permitirão um abastecimento ilimitado de munições, facilitando o ataque continuado a vários alvos.

Isto comporta custos muito mais baixos do que os despendidos com os dispositivos usados actualmente.

No horizonte está também a colocação de um escudo defensivo num avião que usará o poder da energia laser para destruir qualquer míssil ou avião inimigo que se aproxime do seu raio de acção.

Inovações a imitarem a ficção da “Guerra das Estrelas” que se podem tornar realidade graças à tecnologia conhecida como Sistema de Defesa de Área de Alta Energia Líquida Laser, ou HELLADS – High-Energy Liquid Laser Area Defense System.

“O objectivo do programa HELLADS é desenvolver um sistema de arma laser de 150 kilowatts que é cerca de 10 vezes mais pequeno e leve do que os lasers actuais com um poder semelhante, para permitir a integração em aeronaves tácticas para auto-defesa e ataque a ameaças terrestres”, explica a DARPA, a Agência de Projectos de Pesquisa Avançada de Defesa do Pentágono.

“Acredito que teremos uma cápsula de energia dirigida num avião de combate muito em breve”, confidenciou o general da Força Áerea norte-americana, Hawk Carlisle, durante uma conferência, onde falou da Guerra de Quinta Geração.

Segundo o Ars Technica, o general focou também a possibilidade de utilização, a breve prazo, de bombas inteligentes, que podem ser programadas por um piloto, logo depois de serem lançadas do avião, para explodirem de um certo modo e num dado momento.

O general realça a importância de poder recorrer a ataques cibernéticos às redes e sistemas de comunicação dos inimigos.

É crucial poder “usar a cibernética para negar à aviação adversária a capacidade de levantar voo“, explica Hawk Carlisle.

SV, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E sempre as armas e a guerra como primeira opção, quando a vida na Terra já não for mais possível de que servirão as armas para a sobrevivência da espécie humana no planeta?

RESPONDER

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …

A nova fábrica da Tesla não vai ser no Reino Unido por causa do Brexit

O presidente executivo da Tesla admitiu que as incertezas à volta do Brexit tiveram peso na decisão de abrir a primeira fábrica da empresa na Europa antes em Berlim. A Tesla anunciou, esta terça-feira, que vai …

Parlamento debate condenação de comunismo e nazismo

O debate sobre a resolução do Parlamento Europeu que condenou o comunismo e o nazismo chega esta sexta-feira à Assembleia da República, em Lisboa. De acordo com o Observador, de um lado, os partidos mais à …

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco "namoradas" e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …