Arguido no processo de Tancos detido por suspeita de extorsão

Paulo Cunha / Lusa

Guarita abandonada no complexo militar de Tancos

Um dos suspeitos do assalto ao paiol militar de Tancos, João Pais, cuja libertação decorrente da prisão preventiva foi decretada em março, foi detido na quarta-feira, por “suspeita de crime de extorsão”, confirmou à agência Lusa a GNR.

De acordo com um comunicado divulgado, a GNR deteve, na quarta-feira, “dois homens, de 33 e 39 anos, por suspeita de crime extorsão, em Albufeira”.

O PÚBLICO noticiou, ao final da tarde de hoje, que um dos homens detidos é João Pais, conhecido como ‘Caveirinha’, um dos arguidos no processo sobre o furto e a recuperação das armas do paiol de Tancos. Questionada pela Lusa, a GNR confirmou que um dos homens detidos é, efetivamente, João Pais.

Os dois suspeitos estiveram durante esta quinta-feira no Tribunal de Instrução Criminal de Faro, onde decorreu o primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação, mas “as diligências vão continuar amanhã”, especificou aquela força de segurança.

A nota divulgada esclarece que a detenção de João Pais e do outro homem aconteceu no decurso de uma investigação que decorria há 15 dias, motivada por denúncia relacionada com um crime de extorsão.

“Os dois homens suspeitos terão tentado extorquir a quantia de 10.000 euros a um cidadão, através de ameaças e agressões físicas”, prossegue o comunicado.

A GNR também apreendeu, na sequência de duas buscas domiciliárias e quatro a veículos, 16 doses de haxixe, 10.961 euros, oito telemóveis, cinco equipamentos informáticos e vários engenhos pirotécnicos. Na detenção estiveram envolvidos 32 elementos, da GNR, do Grupo de Intervenção de Operações Especiais, do subdestacamento e do Núcleo de Investigação Criminal de Albufeira.

João Pais é um dos 23 arguidos no processo relativo ao roubo e recuperação de material militar do paiol de Tancos. A ‘Caverinha’, assim como a mais oito suspeitos – Válter Abreu, Filipe Sousa, António José dos Santos ‘Laranjinha’, Fernando Santos, Pedro Marques, Gabriel Moreira, Hugo Santos e João Paulino – é imputado o crime de terrorismo.

João Pais também estava em prisão preventiva, mas, em 20 de março, o juiz Carlos Alexandre decretou a libertação deste suspeito e de mais seis, na sequência do adiamento ‘sine die’ da fase de instrução, por causa da pandemia.

O despacho publicado dá conta de que a decisão foi justificada com a impossibilidade de fazer o debate instrutório até 17 de abril, devido à pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus, data em que terminava a prisão preventiva dos sete arguidos.

Entre os 23 arguidos também está o ex-ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, acusado de prevaricação e denegação de justiça, abuso de poder e favorecimento pessoal.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Atletas que sorriem durante as corridas gastam menos oxigénio

Os atletas que sorriem gastam menos oxigénio, trabalham de forma mais económica e têm um nível de esforço menor, refere um estudo realizado pelas universidades de Ulster e Swansea, divulgado esta terça-feira. Os investigadores pediram a …

OMS analisa possíveis primeiros casos de infeção de animais para o homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que pelo menos três infeções por Covid-19 nos Países Baixos possam ser os primeiros casos conhecidos de transmissão do novo coronavírus dos animais para o homem, tendo martas …

Na Suíça, é possível estar em teletrabalho e a empresa pagar parte da renda

O Tribunal Federal da Suíça condenou uma empresa de contabilidade a pagar parte da renda de casa a um funcionário que se encontrava em teletrabalho. Segundo revelou na segunda-feira o swissinfo e o Tages-Anzeiger, citados pelo …

Governo negoceia até mais 35 milhões em apoios para agricultura

A ministra da Agricultura disse hoje que está em curso a negociação de medidas adicionais para apoiar o setor agrícola, face ao impacto da covid-19, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que podem mobilizar …

Moro não assinou exoneração de ex-diretor da Polícia, admite Presidência do Brasil

A Secretaria-Geral da Presidência brasileira admitiu na segunda-feira que o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro não assinou o decreto de exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal, confirmando a versão original do …

Norte foi região que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% quando a Área Metropolitana de Lisboa subiu 3,3%, revelou na segunda-feira a Comissão de Coordenação e …

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …

Comissão Europeia admite que Portugal fica "em desvantagem" nas ajudas estatais

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva da Comissão Europeia, admite que países como Portugal, com menor capacidade orçamental do que Estados-membros como Alemanha ou França, fiquem “em desvantagem” nas ajudas estatais em altura de crise gerada pela …