App da Huawei permite que cegos possam “ver” as emoções de outras pessoas

Nas conversas cara-a-cara, é possível avaliar o humor da outra pessoa vendo as suas expressões faciais. Este é um desafio constante para os cegos e é por isso que a Huawei desenvolveu a app “Facing Emotions”.

A empresa chinesa criou uma aplicação que traduz expressões faciais em sons, para que pessoas cegas consigam “ver” as emoções daqueles com quem conversam. Criado em parceria com a Polish Blind Association, a app para Android foi projetada especificamente para uso no smartphone Mate 20 Pro da Huawei.

Quando o utilizador cego fala com outra pessoa, as câmaras traseiras do telefone fazem um scan ao rosto da pessoa. Utilizando algoritmos baseados em inteligência artificial, a app presta atenção especial a recursos como os olhos, nariz, sobrancelhas e boca, e suas posições em relação uns aos outros.

Com base nesses dados, o programa é capaz de discernir sete emoções básicas e permitir que o utilizador invisual saiba qual delas a outra pessoa está a exibir, representando essa emoção como uma das sete músicas correspondentes.

As músicas curtas, simples e não-intrusivas foram criadas pelo compositor cego Tomasz Bilecki, com participantes invisuais, que alegam que são fáceis de lembrar e entender.

“Os sons que queria criar tinham de ser específicos para cada emoção e não distrair os utilizadores das suas conversas”, disse o compositor à plataforma Dezeen.

As músicas podem ser ouvidas através dos altifalantes do telefone ou, mais discretamente, através de auriculares de ouvido.

Para facilitar a utilização, foi também desenvolvido um suporte para o telemóvel: uma pequena bolsa deve ser utilizada ao pescoço para segurar o telemóvel junto ao peito, fazendo com que este esteja apontado para o interlocutor sem que seja necessário utilizar as mãos.

A app “Facing Emotions”, que funciona totalmente em tempo real e offline, pode ser adquirida na loja do Google Play.

Esta não é a primeira app que pretende ultrapassar as barreiras com que as pessoas cegas se deparam. A Samsung, juntamente com o Instituto Fraunhofer, da Alemanha, já desenvolveu anteriormente apps de leitura de emoções.

Em 2016, foi criada a Blind Tool, uma app que também utiliza a câmara fotográfica do telemóvel para descrever objetos a pessoas cegas.

Em 2018, investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e do Inesc Tec criaram uma bengala eletrónica que, através da interação com uma aplicação, obtém a localização do utilizador, armazena informação geográfica, calcula rotas e comunica pontos de interesse.

Também a Google anunciou, para breve, o lançamento de uma nova aplicação pensada para pessoas cegas ou com deficiência visual: a Lookout. A app oferece informação relevante para a atividade do utilizador, através de avisos orais, que pretendem alertar para a existência de pessoas, textos ou pessoas no ambiente circundante.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A primeira exolua alguma vez descoberta vai ficar escondida durante a próxima década

Uma boa exolua é difícil de encontrar e provar que a primeira lua em torno de um exoplaneta realmente existe pode levar até uma década. "Estamos a enfrentar alguns problemas difíceis em termos da confirmação da …

Por um euro, é possível comprar casa na cidade italiana do "Esplendor"

O município italiano de Sambuca, localizado na região italiana da Sicília, está a vender casas por um euro (1,14 dólares), visando travar o declínio populacional que a zona tem sofrido nos últimos anos.  A pequena cidade, cheia …

Pela felicidade dos professores, escola chinesa cria “licença do amor”

A escola secundária de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta terça-feira a "licença do amor", que visa melhorar o humor dos seus professores e, consequentemente, o trabalho que fazem com os alunos. …

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta quarta-feira nas revistas ScienceAdvances e Global …

Norte-americanos morrem mais por overdose do que por acidente de carro

Pela primeira vez na História, os norte-americanos estão mais propensos a morrer por 'overdose' de opióides do que por acidente de carro, sendo a morte devido ao consumo excessivo destas substâncias considerada uma epidemia que …

Choques elétricos e chicotadas: relatório denuncia tortura de mulheres sauditas

Um relatório da Human Rights Watch ​​​​​denuncia que a Arábia Saudita prendeu e torturou ativistas e dissidentes, nomeadamente mulheres que lutam pelos seus direitos. Segundo o "Relatório Mundial 2019" da organização não governamental Human Rights Watch …

"Robôs" podem eliminar um milhão de empregos (e criar outros tantos) até 2030

A adoção da automação em Portugal pode levar à perda de 1,1 milhões de empregos na indústria e comércio até 2030, mas criar outros tantos na saúde, assistência social, ciência, profissões técnicas e construção. Segundo um …

Hacker Rui Pinto admite ser denunciante no Football Leaks

Os advogados de Rui Pinto, o alegado 'hacker' que terá acedido ilegalmente a e-mails do Benfica, defenderam esta quinta-feira a sua conduta, por denunciar "práticas criminosas", e vão opor-se à sua extradição da Hungria, onde …

Duarte Lima recorre para plenário do Constitucional e suspende ida para a prisão

Duarte Lima recorreu esta quinta-feira para o plenário do Tribunal Constitucional (TC) evitando que comece a cumprir a pena de seis anos de prisão a que foi condenado no caso BPN/Homeland, disse à agência Lusa …

Coreia do Norte pede assinatura de tratado de paz antes de nova cimeira com EUA

A imprensa norte-coreana pediu a assinatura do tratado de paz inter-coreano, numa altura em que é esperado nos Estados Unidos um alto dirigente norte-coreano, no âmbito da preparação de uma segunda cimeira bilateral. No editorial, o …