App da Huawei permite que cegos possam “ver” as emoções de outras pessoas

Nas conversas cara-a-cara, é possível avaliar o humor da outra pessoa vendo as suas expressões faciais. Este é um desafio constante para os cegos e é por isso que a Huawei desenvolveu a app “Facing Emotions”.

A empresa chinesa criou uma aplicação que traduz expressões faciais em sons, para que pessoas cegas consigam “ver” as emoções daqueles com quem conversam. Criado em parceria com a Polish Blind Association, a app para Android foi projetada especificamente para uso no smartphone Mate 20 Pro da Huawei.

Quando o utilizador cego fala com outra pessoa, as câmaras traseiras do telefone fazem um scan ao rosto da pessoa. Utilizando algoritmos baseados em inteligência artificial, a app presta atenção especial a recursos como os olhos, nariz, sobrancelhas e boca, e suas posições em relação uns aos outros.

Com base nesses dados, o programa é capaz de discernir sete emoções básicas e permitir que o utilizador invisual saiba qual delas a outra pessoa está a exibir, representando essa emoção como uma das sete músicas correspondentes.

As músicas curtas, simples e não-intrusivas foram criadas pelo compositor cego Tomasz Bilecki, com participantes invisuais, que alegam que são fáceis de lembrar e entender.

“Os sons que queria criar tinham de ser específicos para cada emoção e não distrair os utilizadores das suas conversas”, disse o compositor à plataforma Dezeen.

As músicas podem ser ouvidas através dos altifalantes do telefone ou, mais discretamente, através de auriculares de ouvido.

Para facilitar a utilização, foi também desenvolvido um suporte para o telemóvel: uma pequena bolsa deve ser utilizada ao pescoço para segurar o telemóvel junto ao peito, fazendo com que este esteja apontado para o interlocutor sem que seja necessário utilizar as mãos.

A app “Facing Emotions”, que funciona totalmente em tempo real e offline, pode ser adquirida na loja do Google Play.

Esta não é a primeira app que pretende ultrapassar as barreiras com que as pessoas cegas se deparam. A Samsung, juntamente com o Instituto Fraunhofer, da Alemanha, já desenvolveu anteriormente apps de leitura de emoções.

Em 2016, foi criada a Blind Tool, uma app que também utiliza a câmara fotográfica do telemóvel para descrever objetos a pessoas cegas.

Em 2018, investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e do Inesc Tec criaram uma bengala eletrónica que, através da interação com uma aplicação, obtém a localização do utilizador, armazena informação geográfica, calcula rotas e comunica pontos de interesse.

Também a Google anunciou, para breve, o lançamento de uma nova aplicação pensada para pessoas cegas ou com deficiência visual: a Lookout. A app oferece informação relevante para a atividade do utilizador, através de avisos orais, que pretendem alertar para a existência de pessoas, textos ou pessoas no ambiente circundante.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Friends: regresso da série está em negociações

De acordo com o The Hollywood Reporter, encontram-se a decorrer negociações que podem levar a uma reunião da série intemporal Friends. Este retorno seria um trunfo exclusivo da plataforma HBO Max, que ainda não foi …

NASA rebatiza Ultima Thule. Antigo nome foi associado ao nazismo

O nome do Ultima Thule deu polémica e a NASA decidiu mudá-lo. A controvérsia surgiu pelo nome dado inicialmente ao mundo gelado do Cinturão de Kuiper estar vinculado à ideologia nazi. O anúncio foi feito esta …

Vídeo mostra orcas a perseguirem tubarões-brancos na África do Sul

O tubarão-branco é visto como o maior predador dos oceanos. Mas um novo vídeo mostra que nem este animal está assim tão seguro, sendo na verdade uma presa para outras espécies. De acordo com o Science …

Descoberta a primeira vespa polinizadora da época dos dinossauros

Uma equipa de cientistas encontrou a primeira vespa polinizadora (prosphex anthophilos), que conviveu com dinossauros há cerca de 100 milhões de anos. O animal foi encontrado num fragmento de resina fossilizada em Mianmar, na Birmânia, segundo …

China está a vender drones assassinos ao Médio Oriente

A China está a vender drones capazes de matar automaticamente, sem necessidade de controlo humano. Os seus principais clientes serão a Arábia Saudita e o Paquistão. Segundo o site Defense One, uma empresa chamada Ziyan está …

Aumento da temperatura pode vir a matar 1,5 milhões de indianos por ano

Se as emissões globais de gases de efeito de estufa não forem interrompidas, cerca de 1,5 milhões de indianos podem vir a morrer anualmente até 2100 devido ao aumento das temperaturas. Os números contam de …

O vencedor do Tour de France, Egan Bernal, pode ter beneficiado de uma vantagem genética

O ponto de viragem da Tour de France deste verão ocorreu no alto de uma montanha nos Alpes franceses. Foi o resultado de anos de treinamento e, de acordo com um estudo divulgado na segunda-feira, …

Mina Chang utilizou uma capa falsa da Time no CV e conseguiu chegar ao Governo de Trump

Mina Chang, vice-secretária adjunta do Gabinete de Operações de Conflitos e Estabilização do Departamento de Estado dos Estados Unidos, mentiu no seu currículo para conseguir alcançar um lugar no Governo de Donald Trump. De acordo com …

Jovem norueguesa controla 450 perfis no Instagram para tentar evitar suicídios

Uma norueguesa de 22 controla 450 perfis privados no Instagram para tentar evitar suicídios, conta a emissora britânica BBC, revelando ainda que a jovem recebeu já o apelido de "salva-vidas" devido ao trabalho que leva …

Espanha vai tentar exumar 31 corpos que se encontram no Vale dos Caídos

As autoridades espanholas vão tentar exumar 31 dos milhares de corpos de pessoas enterradas no Vale dos Caídos, um grande mausoléu onde esteve enterrado o ditador Francisco Franco até ao mês passado. Segundo a agência Associated …