Arcebispo sul-africano denuncia apartheid da vacina contra a covid-19

O arcebispo sul-africano Thabo Cecil Makgoba diz que a escassez de vacinas contra a covid-19 na África do Sul faz lembrar o apartheid e pede ajuda a Joe Biden.

O programa de vacinação da África do Sul previa que se usasse a vacina da Oxford/AstraZeneca. No entanto, a sua administração foi suspensa no país na semana passada, uma vez que mostrou oferecer proteção mínima contra a variante sul-africana, que representa 90% dos casos do país.

Assim, na África do Sul, quase ninguém foi vacinado até ao momento, embora seja um dos países com a maior taxa de letalidade pela covid-19.

“Esta crise realmente faz-me lembrar o apartheid”, atirou o arcebispo sul-africano Thabo Cecil Makgoba. “Estas vacinas que estão disponíveis para o norte global e para o ocidente e disponibilizadas pela Moderna lembram-me que estamos a dizer, como o apartheid, ‘Ei, vocês não são humanos o suficiente. Esperem um pouco'”.

O apartheid foi um regime de segregação racial implementado na África do Sul em 1948 pelo pastor protestante Daniel François Malan — então primeiro-ministro —, e adotado até 1994 pelos sucessivos governos do Partido Nacional, no qual os direitos da maioria dos habitantes foram restringidos pela minoria branca no poder.

Thabo Cecil Makgoba aconselha o Presidente dos EUA, Joe Biden, a usar a imensa riqueza e poder do país para garantir que a África do Sul e outros países que precisam desesperadamente de uma vacina eficaz contra o coronavírus tenham acesso a ela.

“Eu diria ao presidente Biden: você tem uma oportunidade incrível de ser uma força do bem no mundo”, disse Makgoba ao The Intercept. “Portanto, estamos a apelar para que olhem para aqueles que estão a sofrer e garantam que haja acesso, especialmente no sul global, a esta vacina que salva vidas”.

Makgoba está a pedir especificamente que a administração Biden torne a vacina Moderna disponível na África do Sul. O governo norte-americano tem o direito de anular uma patente a qualquer momento, desde que a empresa receba uma “compensação razoável”.

  Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não é necessário incomodar o Biden.
    O Papa Francisco vai doar uns milhões de euros para pagar as doses à África do Sul.
    Mas é só à África do Sul!
    Para os outros, a OMS que as pague.
    Aliás…quantas vacinas é que a OMS já forneceu aos países pobres?
    E a China? Hã?

  2. Realmente dá náuseas este choradinho constante dos que querem viver de mão estendida. Caros sul-africanos, norte-asiáticos, centro-americanos, o que quiserem… vocês não são mais do que os outros. Porque diabo os outros é que têm que produzir as vossas vacinas? E talvez oferecê-las? E talvez até produzi-las antes das que são necessárias nos países onde são produzidas? Caramba, mas será que entendem que igualdade não é privilégio? Palhaços.

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …